salada assada de tomatinhos, palmito e ricota

salada assada 1salada assada 2salada assada 3Essa receita é daquele tipo que é tão simples que parece até pretensão chamar de receita hahaha Ela se explica basicamente inteira só no título do post :P Mas quando postei essa foto no Instagram ontem, algumas pessoas me perguntaram como fazia. Aí aproveitei que tirei umas fotos com o celular e reuni aqui pra passar essa dica :)

Peguei tomatinhos “uva”, desses que já são mais doces, sabe? Aí abri no meio e coloquei na assadeira. Coloquei um pouco de bicarbonato de sódio em cima deles, bem pouco mesmo, pra quebrar a acidez. Então coloquei pimenta do reino, vinagre de maçã, azeite e orégano. Coloquei no forno médio por uns 15 minutos. Depois eu tirei e coloquei o palmito cortado em fatias, cubos de ricota por cima dos tomates e um pouco mais de orégano. Voltei pro forno por mais uns 15 minutos.

Depois é só tirar e servir como acompanhamento :) No meu caso, combinou super bem com um risoto de 7 grãos com cenoura e açafrão, e um peito de frango grelhado.

Bom apetite. :)

cais do sertão

cais do sertao 1cais do sertao 20cais do sertao 17cais do sertao 5cais do sertao 18cais do sertao 14cais do sertao 6cais do sertao 4cais do sertao 2cais do sertao 3cais do sertao 7cais do sertao 8cais do sertao 13cais do sertao 9cais do sertao 10cais do sertao 11cais do sertao 12cais do sertao 15cais do sertao 19cais do sertao 16Depois que eu fiquei totalmente encantada com o Paço do Frevo, eu estava devendo uma visita ao Cais do Sertão, e ainda bem que eu tratei de ir logo. Gente, que lugar INCRÍVEL! É uma experiência que todo mundo deve viver, sério. A começar pela recepção. Pessoas simpáticas e instruídas a orientar todos os visitantes sobre o lugar, os territórios das exposições, tudo. Depois, quando você entra dá de cara com um lugar lindo, enorme e com tantas coisa bonita que você fica querendo olhar tudo ao mesmo tempo. No meio de todo o espaço tem a representação do Rio São Francisco, com água e peixes de verdade <3 Coisa fofa e que deixa o ambiente ainda mais agradável.

Pelo espaço podemos ver reproduções de roupas, acessórios, casas, ferramentas, tudo que envolve o cotidiano dos sertanejos e vaqueiros. É uma riqueza de história e cultura impressionante. Ao longo de todo o espaço podemos interagir com projeções, totens touch screen, áudios, vídeos, tudo. Essas coisas que prendem a nossa atenção e deixam a experiência da visita ainda mais viva, sabe? Pronto. A parte que tem a história de Luiz Gonzaga em áudio, vídeo e peças histórias é muito interessante e vale a pena ir olhando e ouvindo devagarzinho, uma a uma. Você se emociona, gargalha e aprende um bocado.

É impossível tentar descrever tudo que você encontra por lá, só no primeiro piso. Mas outra coisa que me encantou também foi o Túnel do Capeta, esse corredor cheio de espelhos e projeções que fica xingando você o tempo inteiro. São vozes sussurradas que profanam “capiroto, coiso ruim, cafuçú..” entre outros elogios do nível hehehe :P

O primeiro andar é super divertido! Tem a exposição da discografia quase completa de Luiz Gonzaga, além de salas áudio. Tem umas de karaokê, onde você seleciona a música e sai cantando, e depois escuta o resultado (ou não, como eu que não quis nem ouvir hehehe). Tem outras de mixagem, que você fica controlando os canais de som das músicas que você escolhe. E tem também a sala dos instrumentos, onde ficam lá à disposição instrumentos diversos para as pessoas interagirem. Mamãe mesmo tirou um som no violão, acompanhada por um dos monitores no pandeiro, que eu uso pra encerrar esse post. :) Porque eu acho que não preciso dizer mais nada além de: façam essa visita e vivam essa experiência. É obrigatória pra quem é de Pernambuco, pra quem visita Recife, pra todo mundo. :)

curso social mesa de bar

social mesa de bar 1social mesa de bar 2Quando o pessoal da Camino Criativo me chamou pra ministrar o curso Social Mesa de Bar, eu já me animei. Tanto porque eu adoro compartilhar conhecimento e trocar ideia sobre o meu trabalho, quanto porque eu adorei a proposta do curso. Ser feito num bar, numa ideia de desconstrução criativa, uma coisa fora da caixa mesmo, sabe? Eu quebrei a cabeça pra saber como eu podia ajudar, mas no fim das contas vi que a gente estava alinhado desde o começo.

Então tenho o maior prazer de convidar todos para participar comigo desse curso. :) Será nos dias 30 e 31 de agosto, já já, lá em João  Pessoa. Vamos sentar num bar, pedir uma cerveja e trocar conhecimentos. Eu trabalho com publicidade desde 2006 e na área social mídia e comunicação digital há 4 anos. Tenho minha agência, a Cumbuca, e faço as vezes de Estratégia de Conteúdo e Planejamento Digital. Ao longo desse tempo acumulei uma experiência sobre a presença corporativa nas redes sociais que eu vou ter o maior prazer de compartilhar.

E aí, vamo nessa?

As vagas são limitadas!
▲ Inscreva-se agora: http://goo.gl/msVb6i
▲ Mais informações: http://caminocriativo.com/ social mesa de bar 3

bifum vegetariano de uma panela só

bifum vegetariano 9Eu sou fã de macarrão de uma panela só. Primeiro porque eu amo comida gororobenta, segundo porque é prático e também porque eu amo salsicha/linguiça e geralmente ele é feito disso, né? Pelo menos é como eu sempre faço. Aí fica aquela coisa deliciosa, mistureba e engordiet. Mas em busca de uma alimentação melhor, fiz essa versão vegetariana usando bifum e ficou ótima!

Confesso que até pouco tempo atrás eu tinha medo de bifum.. É, pois é. Eu tinha medo de cozinhar e ficar uma massa só, uma gororoba ainda maior do que a que eu geralmente como. Aí por isso eu nunca tinha feito em casa. Mas trocando uma ideia com minha amiga Nara, eu resolvi fazer o teste. E olha, deu super certo e agora eu faço direto! Virei adepta total do macarrão de arroz de um minuto. Simples, rápido, gostoso, leve. Tudo de bom :)bifum vegetarianobifum vegetariano 4bifum vegetariano 3bifum vegetariano 2bifum vegetariano 7bifum vegetariano 6bifum vegetariano 5Essa receita é bem simples, como dá pra ver praticamente todo o passo a passo pelas fotos. Primeiro eu cortei uma cenoura em cubinhos e refoguei no azeite. Como vamos usar molho pronto, então não refoguei cebola nem alho, deixei tudo mais simples mesmo. Aí deixei ela refogando com a panela tampada, porque aí ela também já dá uma amolecida, sabe? Depois juntei uma beringela em cubos, que eu já tinha cortado e colocado de molho na água e sal pra tirar o amargor. Então escorri, lavei e juntei no refogado. Tampei um pouco mais a panela pra beringela amolecer um pouco também. Aí depois é só juntar meia lata de milho e despejar o Molho Pronto de Manjericão da Tambaú. Deixei cozinhando tudo junto pra pegar o sabor um pouco, mexendo sempre pra não grudar.

Depois eu coloquei mais ou menos um copo de água e deixei levantar fervura. Quando ferveu eu coloquei 100g de bifum. Aí tem que ir colocando e regando com o molho pra ele ir cozinhando, sabe? É bom ir soltando com o garfo e mexendo pra não grudar. Aí tampa um pouco, abre e mexe mais um pouco. Ele cozinha com uns 3 minutos no máximo, mas vale ir vendo a textura e experimentando se precisar. Aí pronto, é só servir :D bifum vegetariano 8Gostoso, rápido e saudável :D

Post em parceria com a Tambaú Alimentos

Página 3 de 2291234567...203040...Última »