meu instagram viu – maio/15

Mais um post da série Meu Instagram Viu, que fica muito mais legal quando tem uma viagem no meio. :)meu instagram viu 1Meu Instagram Viu quando eu coloquei um pouco mais de amor na entrada da minha casa. Cada prancheta dessa custou R$2 e a impressão custou R$3, então cortei o papel no meio e usei nas duas. Colei na parede com fita 3M e ainda coloquei um coraçãozinho na campainha, que foi resto do adesivo que usei pra fazer os corações na parede do banheiro.meu instagram viuMeu Instagram Viu o dia que o Recife chorou quando o prefeito sancionou a lei que torna oficial o projeto Novo Recife, que vai construir 12 torres gigantes numa área histórica da cidade. Quem não conhece, o movimento Ocupe Estelita ainda está na luta para derrubar o projeto. #ResisteEstelitameu instagram viu 2Meu Instagram Viu a melhor moela da cidade, no Bar da Buchadinha que é a garagem da casa de Galdêncio. meu instagram viu 3Meu Instagram Viu minha declaração de amor no Dia das Mães, que faço questão de reproduzir na íntegra: Mãe, obrigada por todas as vezes que você escolheu meu corte de cabelo, e por todas as outras que cortou minha franja em casa. Obrigada por sempre me deixar escolher que roupa usar e pelos discos da Xuxa. Obrigada por sempre pedir pra eu segurar na planta pra tirar foto e, principalmente, obrigada por me ensinar que o tempo só vem pra melhorar as coisas na nossa vida. Feliz Dia das Mamis ❤️

meu instagram viu 4E Meu Instagram Viu a comemoração muitcho louca do Dia das Mães com mamis e pixus ❤️meu instagram viu 5Meu Instagram Viu uma saudade imensa que não morre nem a pau e nem a beijo. Minha ida pra São Paulo ver meu irmão que tava de passagem pelo Brasil ❤️meu instagram viu 6Meu Instagram Viu uma barraca de praia em Santos que faz drinks incríveis e super incrementados.meu instagram viu 7Meu Instagram Viu frango com quiabo e angú, porque casa de mineiro tem que ter comida mineira em qualquer lugar do Brasil.meu instagram viu 8Meu Instagram Viu o bar Asterix que tem uma das maiores variedades de cerveja que eu já vi na vida. Eles dizem ter todas geladas pra consumo no bar, e as que não tiver, eles têm na torneira em chopp, e as que não tiver eles botam numa máquina que gela em 6 minutos. 6 MINUTOS!meu instagram viu 9Meu Instagram Viu quando eu fui no dia da inauguração da Eataly em São Paulo e queria ir de mala e cuia pra morar lá pra sempre. Que lugar maravilhoso, gente. Que comidas deliciosas. Que tantas opções pra comprar. Que vontade de ser milionária. hahaha :Pmeu instagram viu 10Meu Instagram Viu quando eu fui surpreendida no Mercadão por essa combinação perfeita de tâmara com morango. “Isso é servido no café da manhã dos hotéis 7 estrelas de Dubai, moça. É o Ferrero Rocher das arábias”, disse o vendedor. :Pmeu instaram viu 11Meu Instagram Viu quando eu pendurei o minha cabeça de alce que eu trouxe de São Paulo. Fazia tempo que eu queria um toque de taxidermia fake na minha decoração, e quando eu encontrei essa cabeça no estande do Quebra-cabeça 3D numa galeria da Benedito Calixto, eu me apaixonei. E acho que Gato Gil também. :Pmeu instagram viu 12Meu Instagram Viu essa dupla maravilhosa que são as coisas que eu mais amo no mundo.meu instagram viu 13 Meu Instagram Viu quando eu fiquei doente, o pior momento pra quem mora sozinha. Mas desenrolei uma sopinha de jerimum com frango e queijo que aqueceu o peito e fez um bem danado. :)

Para acompanhar todos os posts do meu Instagram, segue aqui: Terrinha.

E aqui estão os outros posts da série “Meu Instagram Viu” e até o mês que vem!

lasanha de beringela

lasanha de beringela 6Eu adoro comida “melequenta”, sabe? Aquelas cremosas, com muito molho, ideais pra fazer misturebas e gororobas, minha especialidade. :P E lasanha é uma dessas comidas. Pra mim lasanha boa é aquela que não fica bonita pra foto. É aquela que desmonta quando corta e que tem um molho bem cremoso, sabe? Pronto. E essa lasanha de beringela é bem assim, feiosamente deliciosa. Ah, e bem simples de fazer. :)lasanha de beringela lasanha de beringela 9O primeiro passo é cortar as beringelas em lâminas longas, mas não muito finas, sabe? De preferência com a mesma espessura, ou o mais padronizado que der. Eu usei 3 beringelas pequenas. Para tirar o amargor da beringela, coloca numa tigela salpicando sal entre as camadas e depois cobrindo com água. Deixa de molho nessa água salgada por meia hora pelo menos, e depois tem que escorrer e lavar pra tirar o excesso de sal. Enquanto isso, vamos fazer um molho branco para intercalar com o molho pronto sabor Parmegiana da Tambaú. Porque pra mim lasanha também tem que ter dois molhos. <3

lasanha de beringela 10 O molho branco é aquela coisa simples. Derrete 1 colher de sopa de manteiga (eu tiro o excesso daquela espuminha branca que se forma para deixar a manteiga mais pura, quase uma manteiga clarificada) e junta 1 colher de sopa de farinha de trigo. Tem que deixar fritar bem pro molho não ficar com gosto de farinha, tá? Depois é só ir juntando aos poucos e mexendo bem 2 xícaras de leite. Então quando estiver homogêneo dá uma temperada com sal e noz moscada e coloca meia cebola dentro pra ir dando um gosto. Deixa ferver e vai mexendo um pouco até ficar com uma textura mais cremosa. Então é só descartar a cebola e esperar pra usar na lasanha.   lasanha de beringela 8E então é só montar a lasanha na travessa. Coloquei primeiro uma camada do molho pronto sabor Parmegiana da Tambaú e depois fui intercalando beringela, peito de peru, molho vermelho, beringela, queijo muçarela, molho branco. Antes de colocar as lâminas de beringela é bom dar uma secada nelas usando um pano limpo, tá? Aí finaliza com molho vermelho e queijo muçarela. Eu coloquei as lâminas de beringela que sobraram na lateral da travessa e elas ficam bem cozidas também.lasanha de beringela 7Então é só colocar no forno por uma meia horinha, quando a beringela já estiver molinha e o queijo dourado. Eu servi com uma salada de acelga com cenoura, milho e palmito. Combinou muito bem e tenho que dizer: fiquei com vontade de comer a travessa inteira!lasanha de beringela 4Definitivamente eu não sei fazer lasanha pra ficar bem na foto, deu pra notar, né? Mas vai na fé que essa receita com dois molhos vai fazer um sucesso na mesa. ;) lasanha de beringela 2

* Post em parceria com a Tambaú Alimentos

quebra-cabeças, livros de colorir e o resgate lúdico como terapia

Quando teve esse boom dos livros de colorir, fiquei pensando o quão maravilhoso eu achei isso. Claro que sempre vai ter quem critique, quem não goste ou simplesmente que não se identifica. Mas eu achei tão maravilhosa a atitude de se desestressar colorindo, como a gente fazia pra se distrair na infância. Pra quem não sabe, vou contar um pouco da história do blog. O Ideias de Fim de Semana surgiu quando eu trabalhava em agência de publicidade e não tinha tempo pra nada. Passava a semana inteira correndo e sem horário pra chegar em casa, recebendo meu salário para ter ideias super legais e criativas para os clientes. E essa era a minha vida. Mas me vi com uma necessidade impressionante de fazer algo pra mim, por mim, e dedicar um tempo as minhas próprias ideias. E por isso é Ideias de Fim de Semana, porque eram aquelas que eu trabalhava pra mim, fora do expediente de trabalho. E essas ideias começaram, em sua maioria, com projetinhos simples de faça você mesmo, que me deixavam colocar a mão na massa. E eu, que sempre gostei de manualidades, comecei a tratar isso como uma terapia. Sim, esse blog sempre foi uma terapia pra mim. E desde recortar, colar, montar, pintar, decorar, cozinhar e escrever, tudo era um pouco do meu mundo de fazer eu mesma pra mim mesma. Tudo me ajudava a relaxar. E o que é isso tudo se não um imenso resgate ao lúdico de que nos vemos precisando tanto?

A minha geração, que nasceu em meados dos anos 80, viveu e ainda vive um momento de grandes revoluções. As mudanças estão cada vez mais rápidas, as tecnologias avançam cada vez mais rápido, o consumo muda, a internet muda, as relações mudam, as formas de contato mudam, os trabalhos mudam, tudo muda. E isso vai levando a gente numa maré turbulenta e que nem sempre conseguimos levantar a cabeça pra ver para que lado está o horizonte e nos orientar. E acho que os livros de colorir, os quebra-cabeças e tudo isso está diretamente ligado a essa nossa necessidade de relaxar “voltando” ou “parando” um pouco no tempo.

Claro que cada um sabe a sua forma de se encontrar e esvaziar a cabeça. Alguns nem chegariam perto dessas manualidades todas. Mas eu sou uma dessas pessoas que mete a mão na massa pra descansar a cabeça. Seja com uma furadeira apontada pra parede, seja pintando um livro. Quando me vejo fazendo algo de mim pra mim, já sinto que estou resgatando um pouco do meu tempo e isso vai acalmando meu coração.

Há alguns dias atrás eu estive em São Paulo e comprei uma cabeça de alce de madeira, de montar. E claro que eu comprei porque achei era maravilhosa e porque já queria faz tempo uma ~taxidermia fake~ na minha decoração. Mas quando comprei, percebi que eu estava mesmo era ansiosa pra montar a cabeça. E confesso que fiquei até um pouco triste quando vi que era tão fácil e foi tão rápido. Porque abrir a caixa, separar todas as peças, montar, ver a peça tomando forma, isso tudo é uma terapia pra mim.

Então se eu pudesse deixar uma simples mensagem aqui, seria pra cada um encontrar a sua terapia. Aquilo que se faz para dar uma pausa dessa ~louca vida louca~ e se dedicar a você. À sua cabeça. Ao seu coração. Valorizar o seu tempo pra você. Criar coisas pra você. Entregar só a você os seus resultados. E perguntar a você mesmo se ficou bom, se alcançou suas expectativas. E se desafiar a fazer melhor. E mais vezes. A minha terapia é essa aqui. É escrever, é cozinhar, é brincar com minha decoração, com minhas plantas, com meus quebra-cabeças e livros de colorir. E eu desejo muito que cada um consiga encontrar a sua forma de se tratar. Porque se dedicar a você mesmo por um tempo pode ser o remédio pra várias doenças. Acredite.

Bom dia. :)

minha casa própria na cidade internet

Pra quem não conhece a história aqui do blog, eu vou dar uma resumida. O Ideias de Fim de Semana nasceu como blogstpot, depois mudou pra wordpress.com e finalmente ganhou seu espacinho no wordpress.org, tendo não só o domínio como também a hospedagem própria. É tipo uma casa própria, sabe? A gente comemora que tem o nosso espacinho pra viver feliz. E como esse blog é como se fosse uma casa pra mim, termina que a sensação é essa mesmo. E desde então o bloguinho vem sendo criado por aqui e regado com muito amor e atenção.

Quando eu migrei de plataforma até tive um primeiro host, que é quem cuida disso de hospedagem e domínios, mas eu tive tanta dor de cabeça que prefiro nem comentar. Mas depois de muito xingar no Twitter, eu fui apresentada a Hostbits e resolvi migrar pra conhecer o serviço. E isso foi lá em agosto de 2010, já vai fazer 5 anos! E nem parece, tem passado tão rápido. E desde lá é a Hostbits que cuida desse meu teto na Internet.

E vamos combinar, esses serviços de internet a gente só lembra em dois momentos: na hora de pagar e quando dá algum problema. E eu posso dizer que praticamente só lembro na hora de pagar mesmo, de três em três meses. E até quando aconteceu do blog ficar fora do ar por algum motivo, o atendimento é super rápido e as coisas se normalizam rapidinho. E eu ainda recebo dicas para evitar que essas coisas aconteçam de novo. Seja excesso de fotos, seja um alto número de acessos, eles nunca me deixam sem uma resposta.

É por isso que eu indico  a Hostbits, afinal, estamos juntos há tantos anos que só uma relação com confiança mesmo pode vingar. Quem me pergunta eu falo exatamente o que eu falei aqui pra vocês, é meu depoimento mais sincero. :) hostbits

* Post em parceria com a Hostbits

Página 4 de 2461234567...203040...Última »