bar do zaqueu

bar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueubar do zaqueuO Bar do Zaqueu é uma experiência, e nada mais justo do que um lugar desse pra o post de sexta-feira. Primeiro, uma experiência geográfica, porque eu fui e não sei voltar de novo. Tenho fé que o nosso senhor do GPS nos guiará, mas que é um lugar difícil é. Sobe morro, desce morro, rua estreita, daquele jeito. Quando você acha que está perdido, anda mais um pouco e chega no lugar. Pronto. Sobe a escada e dá de cada com um super salão amplo, espaçoso e cheio de mesas. Então é só sentar e esperar começar a alegria.

De entrada fomos de caldinho de jabá, que é feijão preto com charque. E que charque. E que caldinho. E que quantidade. Também pedimos um queijo coalho assado que é chorado na manteiga, que combina super bem com a cerveja gelada que vende por lá. Ah, e pra quem gosta, deu pra ver que tem uma verdadeira carta de cachaça, né?

Na hora do prato principal fomos certeiros: rabada com pirão. Gente, que delícia é essa. Rabada é um prato difícil, que precisa de um tempero certeiro pra não deixar um ranço na carne, além de um tempo de preparo muito bom pra carne ficar soltinha. E eu não tenho absolutamente nada pra reclamar da rabada que veio. Deliciosa, generosa, inesquecível. E com essa pimenta da casa então, a coisa fica mais imoral ainda. Agora cuidado, que a bicha é braba.

Aí para os fortes vem a hora da sobremesa, que pode ser um belo pudim de leite ou esse queijo coalho com mel de engenho. E eu posso dizer que além do doce do mel ainda dá pra sentir a manteiga, é coisa linda. E depois de tanta coisa boa da entrada até a sobremesa, posso garantir que a hora da conta é outra coisa boa. Eu vou dizer que o preço é justo, pra não dizer que é barato e desvalorizar. Mas posso dizer com fé que foi um dos almoços que eu paguei menos pra ter uma comida tão boa.

Aí para os créditos da foto temos o próprio Zaqueu na cozinha, Amanda no pirão, Ely na sobremesa, eu no sorriso e, pra fechar com chave de ouro, a Cumbuca no sol. :D Então se você quer uma experiência completa pro almoço, vá no Bar do Zaqueu e tenha fé no GPS. :)

bar do zaqueuServiço:

Bar do Zaqueu

Rua Professor José Amarino dos Reis , 24 , Linha do Tiro.

(81) 3443-1940

suflê leve de brócolis e queijo coalho

sufle de brocolis e queijo coalhosufle de brocolis e queijo coalhosufle de brocolis e queijo coalhosufle de brocolis e queijo coalhosufle de brocolis e queijo coalhosufle de brocolis e queijo coalhoEu nunca sei direito o que define um suflê ser um suflê. Se for um recheio refogado com ovo batido por cima e colocado no forno, então tá tudo dominado. Temos um delicioso suflê cremoso de brócolis com queijo coalho! hahaha :) Se não for bem isso… Bem, aí vocês chamam como preferirem. De Olavo, talvez. :P

Pois bem, essa receita é super simples e leve, ótima pra quem tá querendo manter a linha e tem preguiça na cozinha. Ou seja, eu. :P Primeiro eu coloquei 1 saco de brócolis congelado no vapor pra dar uma cozinhada, enquanto refogava cebola e alho no azeite. Ah, e aproveita pra ligar o forno e deixar pré aquecendo.

Depois dei uma cortada no brócolis e juntei ao refogado. Temperei com sal, pimenta calabresa e um pouco de noz moscada pra dar aquele sabor. Então com o refogado pronto, juntei uma generosa colher de requeijão light e uns cubos de queijo coalho, e desliguei o fogo.

Então bati 4 claras em neve, mas eu gosto de dar uma temperada, sabe? Então depois das claras mais firmes eu coloquei páprica picante e açafrão e juntei 2 gemas. Aí bati mais um pouco e pronto, é só montar. Eu dividi em dois refratários pequenos. Coloquei o refogado e, por cima, as claras temperadas. Então é só colocar em forno baixo e esperar dourar.

Fica cremoso, delicioso e dá pra repetir sem muito peso na consciência. :)

festival de rosas na bulgária

Há muito tempo atrás eu postei aqui os campos de tulipa da Holanda. Gente, que coisa tão linda… Tão colorida, tão delicada. Eu acho as flores uma coisa tão sutil e bonita de se ver, sabe? Acho que dar flores é um gesto enorme de carinho. Quando eu vejo campos de flores assim eu fico querendo apenas ir e sair andando aí pelo meio. Vendo as cores, o cheiro, a delicadeza da textura, tudo.

Quando eu vi no 79ideias esse festival de rosas lá na Bulgária, achei por bem compartilhar aqui um pouco dessa leveza e beleza. Acho incrível quando a natureza faz parte das tradições do lugar, sabe? Homens, mulheres, crianças, idosos, todos iguais diante das flores, dos campos. Acho uma coisa belíssima. Espero que vocês sintam a mesma paz que eu senti quando olhei as fotos. :)

Que seja um lindo dia.festival de rosas na bulgariafestival de rosas na bulgariafestival de rosas na bulgariafestival de rosas na bulgariafestival de rosas na bulgariafestival de rosas na bulgaria

a casa do cachorro preto

a casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoa casa do cachorro pretoA Casa do Cachorro Preto é o tipo de espaço que Recife/Olinda estava precisando há um tempo. Um lugar totalmente dedicado a arte e cultura, que só tem gente boa envolvida. O espaço completou 2 anos agora, e muita coisa massa já rolou por lá. Exposições de artistas locais estão sempre acontecendo na galeria, que tem ambientes que são totalmente personalizados de acordo com quem está expondo. Eu já visitei várias exposições lá, e é massa ver como o espaço fica com a cara do artista. Ao final da galeria tem a lojinha permanente, que tem produtos que são frutos das exposições que passaram por lá. Posters, reproduções, camisas, quadros, imãs, itens de tabacaria, livros e mais num monte de coisa que vale ir lá ver e comprar. :)

Além da galeria, A Casa do Cachorro Preto tem o espaço de bar e música. O quintal da casa é o palco para bandas, DJs, audição de discos, exibição de filmes, festas e tudo mais. O bar funciona sempre com cerveja gelada e pronto. Precisa mais de quê? :) É um ambiente gostoso de frequentar, com aquele clima de olinda, cheio de gente bonita, elegante e sincera. hahaha :)

Parabéns pra Raoni Assis e toda a turma envolvida n’A Casa do Cachorro Preto por oferecer tanta coisa boa num espaço tão massa. Que venham novas exposições, novos projetos e vida longa ao black dog. :) Confiram a programação lá na página A Casa do Cachorro Preto. As fotos do post são de Victor Jucá, e lá na fanpage dele também tem um monte de outras fotos de exposições e eventos que já rolaram. Vale dar uma olhada e sentir o clima. ;)

Pronto, agora já tem a programação do fim de semana :Da casa do cachorro pretoServiço:

Rua 13 de Maio, nº 99 - Olinda

Telefone:  081 3493-2443

Aberto de quinta a domingo, a partir das 16h.

Página 4 de 2251234567...203040...Última »