home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre ajuda

desejos para 2014: mais solidariedade


Eu tenho muitas metas pra 2014. Algumas que são de 2013 que não foram concretizadas, outras são novas metas. Acho que é meio assim com todo mundo, né? Mas, sem dúvidas, uma das grandes metas que eu não vou adiar é me engajar mais em projetos sociais. Faz um bem tão grande. Faz bem pra gente, bem pros outros, bem pra quem vê nossa mensagem. É um verdadeiro bem compartihado. :)

E aproveitando esse clima de fim de ano, temos vários projetos legais em andamento e que podem começar a tirar as metas do ano que vem do papel. Se você também quer ser mais participativo com instituições sociais, pode começar agora mesmo. :D

Lojinha da Esperançalojinha da esperança

A Casa da Esperança é uma ONG que promove a transformação social. Localizada em Candeias, Jaboatão dos Guararapes, a instituição cuida de crianças carentes (muito, muito carentes) e também faz trabalho de conscientização com as mães e a população. Eles precisam tanto de ajuda que, ao invés de pedir brinquedos para as crianças, fizeram uma ação para arrecadar dinheiro para roupas. Sim sim, as necessidades são as mais básicas. Então criaram a linda Lojinha da Esperança, onde tem uma vitrine virtual onde você pode “comprar” uma peça de roupa e depositar o valor na conta da instituição. Fácil e seguro com o PagSeguro.

Uma Casa Para Joice

projeto vincularO Projeto Vincular é um compilado de ações realizadas pela Comunidade de Viventes. São vários projetos lindos, que vão desde assistência a escolas, reformas, aulas, oficinas, até a construção de casas para famílias carentes. O projeto Uma Casa Para Joice tem o objetivo de  ir construindo, tijolo por tijolo, a casa de Joice. Assim como já construiu para outras famílias e, com a nossa ajuda, vai continuar construindo. Porque são pequenas ações que vão transformando a vida das pessoas, né? Não adianta a gente querer mudar e salvar o mundo inteiro de uma vez, vamos aos poucos, tijolo por tijolo, casa por casa. E lá no lindo site vocês também podem fazer o pagamento de forma prática com o PagSeguro.

Além desses, existem várias outras organizações que ajudam várias fatias desfavorecidas da sociedade. Idosos, pessoas com deficiência, animais abandonados, pessoas com dependência química. Muitas são cristãs, católicas, espíritas, não interessa. É o verdadeiro “fazer o bem sem olhar a quem”, então é só escolher onde quer ajudar, porque o importante é fazer a sua parte. Seja pra quem, seja de qual tamanho for. Vou colocar aqui mais algumas instituições que eu conheço, e vocês também podem adicionar nos comentários. Todo gesto de solidariedade é bem vindo, vamos praticar mais isso. Sempre.

Farol 52

O Novo Jeito

Instituição Plano b

Fundo Baobá

Club dos Vira-latas

Nacc 

A lista pode ser enorme, é só você contribuir aí nos comentários. E lembrar de levar essa ideia pra vida, não ser só uma ideia de fim de ano. Porque ser solidário sim é uma renovacão que acontece dentro da gente, todos os dias.


um novo jeito de fazer o bem


Eu já fiz um post aqui falando da satisfação de fazer uma boa ação. E este é outro.

Esse fim de semana que passou a minha mãe foi trabalhar em Barreiros, cidade da mata sul de Pernambuco que foi totalmente devastada por uma enchente no começo desse mês.

Notícias:

Com mais de 17 mil pessoas desalojadas, Barreiros decreta estado de calamidade pública.

Moradores de áreas ribeirinhas são retirados de barco em Barreiros.

Vídeo mostra caos na cidade de Barreiros.

Chegou até ela um pedido de ajuda. Uma senhora abriu as portas da sua pousada para receber alguns desabrigados. Vários já foram embora, mas uma senhora não tem para onde ir.

Dona Maria Saúde é diabética, doença que já levou a visão dos seus dois olhos. Além disso, ela perdeu uma perna há sete meses atrás, e no último dia 30 de abril precisou amputar a outra perna. Ela faz hemodiálise 3 vezes por semana e estava hospitalizada quando aconteceu a enchente, então não conseguiu salvar nada das poucas coisas que tinha. A chuva levou tudo, inclusive a sua cadeira de rodas.

Então minha mãe ficou muito comovida com a história (quem não fica, né?) e me escreveu pedindo ajuda para viabilizar esta cadeira de rodas para ela. E na mesma hora eu lembrei do projeto Novo Jeito.

Desde o começo do projeto, há alguns meses atrás, que eu sigo e divulgo o Novo Jeito, que faz a doação de uma cadeira de rodas a cada 100 seguidores no Twitter. O Novo Jeito é uma iniciativa cristã, mas seus objetivos vão muito além de qualquer religião.

Eu não sou católica nem cristã, mas acredito que Deus é amor. O amor que nós sentimos por nossa família, nossos amigos, por nós mesmos e até por quem a gente não conhece. E foi esse amor que me motivou a procurar o Novo Jeito e pedir ajuda para Dona Maria Saúde.

O Fábio Silva foi muito atencioso e ficou ainda mais claro para mim as boas intenções deste projeto, que eu faço questão de ajudar e divulgar. A notícia sobre Dona Maria Saúde já está aqui no blog, e você pode ajudar a divulgar também.

Então se você está sentindo que precisa fazer uma boa ação, siga o @onovojeito Twitter. Apenas isso. Assim você vai poder ajudar Dona Maria Saúde e muitas outras pessoas que o Novo Jeito ainda vai ajudar. Porque solidariedade não tem raça nem religião, tem apenas amor. E isso não pode faltar nunca.

E aproveito para desejar muito amor e solidariedade no coração de cada um de vocês.

Obrigada.


um doce e uma ajuda


Esse fim de semana foi super difícil… No sábado ficamos sabendo que meu primo estava hospitalizado em estado gravíssimo depois de uma hemorragia interna e uma parada cardíaca, em decorrência de complicações de uma cirurgia bariátrica que ele fez há 2 anos atrás. Foi e está sendo um susto muito grande. No âmbito da medicina, tudo que poderia ser feito, se fez. Ele precisou de transfusão de sangue, e é por isso que eu vim pedir uma ajuda.

Na hora que esse post entrar no ar eu devo estar doando sangue para ele, e qualquer um pode fazer isso. Doar sangue já é um ato de solidariedade que deve ser praticado sempre e, nesse caso, a solidariedade tem nome. Você pode doar qualquer tipo de sangue no HEMOPE, em Recife, em nome de Yvison Oliviera Barbosa Cavalcanti, que está na UTI no Hospital da Unimed. Se não puder doar, pode dar uma força divulgando e fazendo pensamentos positivos, que também vai ajudar muito.

E como, infelizmente, não havia mais nada que eu pudesse fazer por ele, resolvi pegar o domingo para uma terapia que eu gosto: cozinhar. Ontem eu estava precisando ocupar a mente e fazer pensamentos positivos, e nada melhor para garantir isso do que cozinhar. Então nasceu essa trouxinha de doce de leite e biscoito.

Eu inventei esse doce que, para quem foi feito como terapia, ficou bem gostoso.

Primeiro eu preparei o recheio, partindo biscoito maizena em pedaços pequenos. Fiz isso em cima de um escorredor e depois tirei o excesso de “pó” do biscoito, deixando só os pedaços mesmo. Não sei porque eu cismei que esse pó ia deixar a mistura muito doce e dura, mas eu não sei se faz o menor sentido… Então eu misturei o biscoito ao doce de leite cremoso, e estava pronto o recheio.

A massa é de panqueca doce, que eu fiz pegando a receita tradicional (1 ovo, 1 xícara de farinha de trigo, 1 xícara de leite, 1 colher de chá de fermento) e adicionei duas colheres de sopa não muito cheias de açúcar, uma colher de sopa de chocolate em pó e uma colher de chá de essência de baunilha. Bati tudo no liquidificador e deixei descansar na geladeira por um tempinho.

Depois é só untar uma frigideira antiaderente com um pouco de manteiga sem sal e preparar as panquecas, cuidando para que não fiquem duras, virando assim que as bordas começarem a soltar. Para rechear é bom deixar a massa esfriar, então é só colocar um pouco de recheio, fechar no meio e juntar as pontas. Usei um palito de petisco para fechar e pronto. Até que ficou bonitinho, né?

E doce como a esperança deve ser.



© 2016 - ideias de fim de semana