home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre coffee center

a noite dos cafés


Segunda Sem LeiEu conheci o Wemmerson num curso e, na pausa para o café, enquanto eu tomava o meu, ele perguntou: Você gosta mesmo de café? E eu respondi de pronto: Sim, adoro. E ele: Mas gosta quanto? Eu não tive dúvidas em encher a boca pra dizer: MUITO. E foi assim que ele e o pessoal do Coffee Center me convidaram para a Segunda Sem Lei do mês de agosto.

A Segunda Sem Lei acontece toda terça segunda-feira do mês, ou toda segunda-feira da terceira semana do mês, ou ainda… Tô brincando :P Deu pra entender, né? Cada edição é feita numa faculdade ou universidade diferente e reúne vários baristas, a maioria de cafeterias conhecidas da cidade. Foi um prazer sem fim ter participado, viu? Tenho que dizer. Claro que agora eu estou aqui, sem sono, com o coração disparado, afim de correr uma maratona. Mas o prazer está aí também :)

Fomos três jurados para experimentar as delícias de oito baristas de Recife. Vocês vão me perdoar a falta de memória para o nome de todos e o fato de não ter tomado nota quando estava lá. É que tinha outras coisas melhores pra fazer, sabe? Digo, para beber :P Nós analisamos vários aspectos dos drinks, desde o domínio do barista na máquina, ao estado da estação de trabalho, passando por sua apresentação e indo até o seu sabor a presença do café. Tenho que dizer que foi bem difícil, viu?

Esse foi o drink do André Vita do Il Barista, que trouxe uma pegada regional com o seu sorvete de banana caramelada, café e canela. Delícia!

segunda sem leiEsse drink foi de um dos representantes da Dalena, uma delícia dessas que dá pra beber tudo mesmo sendo jurado :P É uma base de IrishCoffee com a taça pincelada de chocolate e mais alguma coisa bem delícia que eu esqueci :P

segunda sem leiDepois veio esse drink de uma representante do São Braz Café, que é mais refrescante. Leva sorvete de menta, licor de menta, chocolate, chantilly e folhas de hortelã.

segunda sem leiEm seguida foi servido essa delícia maravilhosa, do barista Sebastião da Dalena. Ele misturou sorvete de morango com leite, café, chantilly e calda de morango. Falando assim até parece bem simples, mas a combinação ficou perfeita e o equilíbrio dos ingredientes foi bem ideal. Dava pra sentir muito bem o gosto do café e em seguida do morango. Nem doce demais, nem amargo demais. Do jeito que eu gosto. No ponto. Esse drink foi o grande vencedor da noite, muito merecido. Porque além de ser uma delícia o envergonhado barista se mostrou muito atencioso com o drink e com toda a sua estação de trabalho, deixando tudo limpinho e organizado. E vamo combinar que essa apresentação ficou imoral, né? Achei demais :)

segunda sem leiDepois veio essa experiência que é mais do que um drink. Como descreve o próprio barista, o chileno Jaime, é uma harmonia, por isso chama-se “Harmony”. Ele tem uma camada de leite condensado abaunilhado, amêndas torradas, leite vaporizado, café e chantilly de frutas vermelhas (de verdade). É servido com torradas sem sabor, geléia de malbec e creme de leite. Infelizmente a garrafa de chantilly resolveu sacanear com ele e não funcionar, aí a apresentação não ficou tão bonita quanto poderia ter ficado, mas ainda assim foi um espetáculo e um show de sabores. Adorei.

segunda sem leiEsse foi um drink simples de sorvete de morango com café e leite, servido com sorvete de creme e morango. Apesar de não ter sido o meu preferido da noite, é uma delícia também.

segunda sem leiEsse foi o drink mais imoral, ilegal e que engorda da noite. O Mousse Coffee, como a barista Samira Betânia, do São Braz Café, o batizou. Ele é uma mistura sacana de goiabada, leite condensado, creme de leite, licor de amarula, café espresso, chantilly e calda de chocolate. Sério, gente. Foi incrível assim. Nunca tinha experimentado nada igual nem parecido na vida. A goiabada deu um toque eu eu vou te contar, viu? Sem dúvidas o meu preferido da noite, mas que terminou em segundo lugar.

segunda sem leiO último da noite foi esse drink simples, mas que foi o único drink que realmente existe num cardápio e é comercializado, não foi só criado para o evento. E eu valorizei muito isso. Foi um drink de vodka com limão, café e chantilly com raspas de limão. Um aroma e um sabor ótimos, além do barista do Giardino Bistrô ser muito cuidadoso e atencioso.

Claro que, enquanto jurada, eu só tomava um pouquinho de cada drink, mas foi o suficiente para me deliciar e me fazer perder o sono :P Foi uma noite ótima e eu super indico para quem é de Recife, acompanhar as próximas edições. Quem gosta de café, vai amar a Segunda Sem Leite.



© 2016 - ideias de fim de semana