home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre instituto candela

meus passos na trajetória do autoconhecimento


caminho-simples-1Começar a fazer terapia foi a minha meta de fim de ano dos últimos 5 anos, eu acho. Ao longo desse tempo eu consegui emagrecer, viajar, me mudar, fazer exercício, adotar gatos, mudar a vida profissional, entre outras metas menores, mas a terapia não saia do papel. Mas como eu gosto de dizer, as coisas acontecem quando tem que acontecer. Então, via Instituto Candela, conheci Lula de Oliveira, que poucos dias depois do primeiro “oi, tudo bem, toma um brownie de presente” virou meu terapeuta.

Aí as pessoas me perguntam qual linha ele segue e eu nunca sei dizer, porque nunca pensei sobre isso. Mas gostei da definição de uma moça que conversei na recepção esses dias. “É aquele meio diferente que anda descalço, né?“. É, Lula é esse aí mesmo. E através dele, conheci sua companheira, sócia e mulher iluminada, Lorena Moura. Com ela comecei fazendo uma Leitura de Aura, que foi uma das vivências mais intensas e esclarecedoras da minha vida. Logo depois, entrei para o curso de Consciência dos Chakras, que terminou recentemente deixando uma saudade enorme.

No curso, que durou quase 3 meses, nos encontrávamos semanalmente para falar sobre os aspectos de cada um dos chakras, fazer atividades de consciência e limpeza energética, de proteção, constelação familiar, reiki, leitura de aura, meditação e tantas outras coisas que chega fica difícil de falar. Foi um momento de troca muito engrandecedor e posso dizer que eu sou, realmente, outra pessoa depois desse curso. Ele encerrou com um mini retiro de celebração, na casa de Lula e Lorena, em Paudalho. Eles se mudaram para mais perto do mato e da natureza, para aumentar ainda mais as conexões com o maior e elevar as vibrações. E eles foram generosos em abrir a casa para nos receber para este dia inesquecível.

caminho-simples-8 caminho-simples-6 caminho-simples-7 caminho-simples-5 caminho-simples-4 caminho-simples-3 caminho-simples-2Caminhamos descalços em conexão com a terra, meditamos à luz do sol, tomamos banho de bica, fizemos trilha no escuro, exercícios de combate, de proteção, mexemos com altas vibrações, comemos, rimos, choramos. Foi um dia incrível, e essas fotos de Ivan Alecrim mostram um pouco de como foi por lá, apesar de que nenhum desses registros ou de qualquer uma das minhas palavras vai realmente conseguir traduzir essa vivência.

Posso dizer que, desde que comecei com a terapia, e entrei no caminho de me conhecer melhor com a leitura de aura e esse curso de consciência dos chakras, tenho percebido muito melhor o mundo ao meu redor e o meu lugar nele. É bem difícil, afinal, o poeta bem disse que a ignorância é uma bênção. E hoje eu entendo bem esse comentário. Porque se descobrir dói. Incomoda. Joga na cara nossos medos, defeitos e anseios. Na mesma medida que é encantador. Porque ao mesmo tempo que nos descobrimos, aprendemos a nos aceitar, a não julgar, e esse exercício é diário e constante.

Entender que somos parte do todo, e que o todo está em nós. Entender que somos espelhos e que refletimos aquilo que se passa aqui dentro. Que o universo também é espelho e retorna pra nós tudo que emanamos. Entender que somos responsáveis por aquilo que acontece em nosso caminho. Todos os dias descobrimos nossas verdades, lutamos contra as armadilhas que nós mesmos construímos e vamos clareando nosso caminho e aumentando nossa conexão com o maior. Posso dizer que é um caminho realmente generoso. Me sinto mais forte, mais iluminada e cada vez mais interessada em seguir essa trajetória.

Dito isso, convido vocês a conhecer melhor o trabalho do Caminho Simples, que oferece atendimentos para todo lugar do mundo via Skype e presenciais em Recife. Inclusive, estou dando mais um passo e vou participar do grupo Perséfone, de iniciação ao feminino. Ele será um grupo paralelo ao Herói, de iniciação ao masculino. Os dois grupos são para ambos os sexos, para quem quer escolher trabalhar a energia feminina ou masculina que existe dentro de nós todos.  caminho-simples-persefone caminho-simples-heroiAs fotos dessas peças são da linda Flora Negri. <3

Ah, pra quem tiver interesse, terá nesta terça dia 13, às 19h30 uma palestra gratuita aqui em Recife para falar mais sobre os grupos que iniciam no dia 19 deste mês. Esse vídeo também fala um pouco sobre o feminino e o masculino, a lua e o sol. Convido vocês a assistir. Espero que gostem!


linhas de fuga e seus bordados absurdos


linhas de fuga linhas de fuga 7 linhas de fuga 6 linhas de fuga 5 linhas de fuga 2 linhas de fuga 3Quando eu digo que meu trabalho só me traz boas surpresas e que sou rodeada de amor em tudo que eu faço, parece até exagero, né? Mas a reunião que tive ontem no Instituto Candela com a querida Clarinha do Linhas de Fuga foi só mais uma prova disso. Eu já conhecia o projeto dela, mas tive o prazer de conhecer mais detalhes e de ouvir em primeira mão as novidades que vão pintar em breve dessa parceria tão deliciosa. :)

Clarinha borda desde os 4 anos de idade e sempre faz isso para relaxar, expressar seus sentimentos, suas ideias. Mais do que bordadinhos fofuchitos, os bordados de Clara têm personalidade e uma história por trás. A série Órgãos Absurdos mostra corações e úteros como a gente nunca viu. E nem é só por serem bordados, mas pela cores, pelos detalhes e pela expressão de cada um. É lindo. Cada um é único, feito para aquela pessoa e pronto. Absurdamente exclusivo. E ela também borda plantas e mais um monte de coisa, afinal, ela aceita encomendas.

Vem em breve aí uma série lindas de mulheres amamentando junto com outras imagens que circundaram a imaginação de Clara durante sua gravidez. É um pouco de realidade jogada nessas linhas que podem até parecer fofas, mas que são cheias de atitude. E no papo lá no Candela falamos até de como as vezes nos “bordamos” para parecer algo bonito pra quem vê, mas que por baixo dos panos somos um emaranhado de linhas tortas e “borrões”. E num é que é verdade? E esse é um dos desafios de Clara: fazer bordados mostrando a parte de trás, o avesso. Afinal, devemos ser completos e nos mostrar assim, independente de que caminho escolhemos para nos moldar.

Foi um papo maravilhoso, saí com meu colar de coração que já estava encomendado faz tempo e com a vontade de ter mais um monte de coisas bordadas assim. Na real, eu fiquei foi afim de aprender a bordar também. Quem sabe? :)

Curte aqui o Facebook da Linhas de Fuga que ela vai mostrando as coisas. :Dlinhas de fuga


meu instagram viu – junho/15


O mês de junho é o meu mês, e nele aconteceram várias cosias importantes e que mudaram um pouco a minha vida e a minha percepção das coisas. Aqui nem tem tantas delas, porque muitas são só na cabeça e no coração, e nem passam pela lente da câmera. Mas tem uns momentos legais e que super valeram o registro. :Dmeu instagram viu 10Meu Instagram Viu o show de Backstreet Boys que foi um dos melhores da minha vida. Fui por acaso, sem expectativa e me surpreendi muito! Eles cantam mesmo! Eles dançam mesmo! E deu pra sentir que eles fizeram o show com vontade e alegria, sabe? Foi arretado.meu instagram viu 9Meu Instagram Viu o conhecimento das ruas aqui em Casa Amarela. O amor é importante, porra.meu instagram viu 8Meu Instagram Viu Chica sorrir para a foto na rede do Olodum. meu instagram viu 7Meu Instagram Viu como tomar picolé em casa pode não ser tão fácil quanto parece.meu instagram viu 6Meu Instagram Viu meu sorriso frouxo num clique de Ivan Alecrim lá no Instituto Candela.meu instagram viu 5Meu Instagram Viu a igreja do batman aqui em Recife.meu instagram viu 4Meu Instagram Viu o clima junino chegar pro café da manhã, com queijo coalho assado e goiabada. Pense numa mistura boa!meu instagram viu 3Meu Instagram Viu quando eu comecei a colorir meu livro de mandalas mágias e ó, adorei.meu instagram viu 2Meu Instagram Viu quando eu levei Chica pra trabalhar lá no Candela, mesmo que na foto só dê pra ver uma mancha preta com língua. :Pmeu instagram viuMeu Instagram Viu o banzo desses irmãos num dia de chuva.meu instagram viu 11Meu Instagram viu quando Malu fez o meu aniversário ficar ainda mais especial, ficando comigo o dia todo, da praia ao bar. <3

Para acompanhar todos os posts do meu Instagram, segue aqui: Terrinha.

E aqui estão os outros posts da série “Meu Instagram Viu” e até o mês que vem!


quero morar no instituto candela


Sabe aqueles lugares que você visita e quer morar lá pra sempre? Pronto. É o Instituto Candela. Eu poderia dizer que é uma escola de fotografia, mas não é só isso. É tanta coisa que eu acho que esse vídeo feito por uma das alunas no Candela conseguiu explicar melhor o que é esse lugar que, mais do que essa casa, é um lugar na nossa vida. Instituto Candela 6Eu quero morar no Candela e nem é só porque é essa casa maravilhosa numa rua sem saída e super tranquila da Zona Norte.Instituto Candela 4Ou porque o número 111 da rua Gil Carneiro da Cunha tem esse quê ~cabalístico~.Instituto Candela 8Ou só porque o jardim é assim lindo e aconchegante.Instituto Candela 7Ou porque as acerolas de lá parecem mais maçãs.Instituto Candela 9É um pouco porque pessoas boas são bem vindas.Instituto Candela 10Instituto Candela 11 Instituto Candela 12 Instituto Candela 13E um muito porque eu moraria só na varanda, que é maravilhosa e tem plantas, e luz, e cheiros, e vida.Instituto Candela 14 Instituto Candela 17 Instituto Candela 16Quero morar no Candela porque o som é de vinil e dos cliques das câmeras.Instituto Candela 15E porque é lindo mesmo.Instituto Candela 18E porque a sala de aula é também sala de estar e sala de tevê.Instituto Candela 19E porque os quadros são lindos e bagunçados de forma organizada, do jeito que eu gosto.Instituto Candela 20E também porque tem Nina que faz careta e dá beijo na tia Anna Terra.Instituto Candela 2Como não querer morar numa casa que tem esses azulejos cor de rosa na cozinha, com um lixeiro amarelo?Instituto Candela 3 Instituto Candela 5E tem uma sala de jogos, onde esse alvo de dardos significa muito pra mim. Foi onde eu tive uma das reuniões mais produtivas da minha vida, jogando dardos e conversando por quase 2 horas e terminando isso com a ementa completa de um curso que eu vou dar no CandelaInstituto CandelaEita, eu falei de curso, né? Pois é, o Candela tem vários cursos com a fotografia no centro. Desde introdução até temas mais específicos e business pra fotógrafos. Tudo bem que estamos falando de curso de fotografia, mas não tem ninguém que, quando perguntado sobre o que aprendeu no curso, diz que aprendeu a fazer boas fotos. Todos falam da experiência das aulas, das conversas, das vivências e, como consequência, como seu olhar pra vida e para os registros dela melhoraram. Porque foto não é o que você vê, é o que você sente, né? Pelo menos é o que eu penso, e o que eu sinto.

Então eu que nem sou dona da casa, posso dizer que o Candela tá de portas abertas pra receber todo mundo que vier pro bem. Porque eles são assim mesmo, portas e corações abertos. E tenho certeza que eu não vou ser a única que vai querer morar aqui pra sempre. Basta entrar, conversar com Ivan, Samara e Nina, ouvir a anteninha do vinil tocando e comer uma acerola-maçã do pé pra saber do que eu tô falando.

Então aproveita que o curso de Introdução à Fotografia vai começar agora dia 1 de julho, com turmas de manhã, de noite e no fim de semana. Vê lá no Facebook e no Instagram que tem tudo direitinho. E pode falar com eles, que eles respondem com tanto carinho que dá vontade de ficar batendo papo. :)



© 2017 - ideias de fim de semana