home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre móveis

você sabe o que é dipped furniture?


Dipped Furniture 4Eu não sabia. Na verdade, sabia o que era mas não sabia que tinha nome, e muito menos que esse nome era dipped forniture, ou dip dye. Mas, na verdade, é essa técnica de colorir apenas uma parte de móveis ou objetos, destacando com uma cor um pedaço dele. Fica lindo, né? Eu vi lá no Follow The Colours e joguei logo no Pinterest pra ficar navegando pelas imagens inspiradoras.Dipped Furniture 9 Dipped Furniture 6 Dipped Furniture 1 Dipped Furniture 2 Dipped Furniture 7 Dipped Furniture 12 Dipped Furniture 14 Dipped Furniture 15 Dipped Furniture 22 Dipped Furniture 19Dipped Furniture 20E fazer é super fácil, né? Basta escolher qual móvel ou objeto da casa está precisando daquele “tchan”, escolher uma cor que combine com a sua decoração e botar a mão na massa. A dica, se for fazer alguma coisa mais marcada com linhas e tal, é usar uma fita crepe para marcar. Aí pinta por cima, espera secar e quanto tira tá lá, lindo e colorido bem certinho. E é bom que dá pra fazer em um monte de coisa! Nas portas, janelas, móveis, espelhos, quadros e até nos vasinhos pro jardim. Fica uma graça :)
Dipped Furniture 21Boa semana com muita inspiração e cor, gente. <3


couro e cangaço viram coleção de móveis


moveis cangaço moveis cangaço 2 moveis cangaço 3 moveis cangaço 4 moveis cangaço 5 moveis cangaço 6 moveis cangaço 7 moveis cangaço 8 moveis cangaço 10 moveis cangaço 11 moveis cangaço 12A lida dos cangaceiros com o couro é incrível e me encanta há muito tempo. Desde que pude acompanhar de perto a produção do livro Encourados, de Geyson Magno (fotos) e Adriana Victor (texto), que me impressiona esse trabalho tão delicado e forte ao mesmo tempo. Esse tema também chamou a atenção dos irmãos Fernando e Humerto Campana, designers de móveis. Na verdade, acho que dizer que eles fazem design de móveis é limitar um pouco a obra desses dois irmãos. Eles reinventam materiais, histórias, criatividade, e tudo isso resulta num trabalho de fabricação único.

E para a nova coleção dos Campanas, a inspiração veio do couro ornamentado do Nordeste e da palha trançada européia. Então, da parceria dos irmãos com Espedito Seleiro, nasceu a coleção Cangaço. Espedito é filho, neto e bisneto de seleiros, e trabalha com couro desde os seus 8 anos de idade. Hoje, com 75, é o principal nome em artesanato de couro no Brasil. Ele tem sua loja e oficina na Chapada do Araripe, Ceará, e vende selas, vestuário, acessórios e mobiliário com o melhor do couro trabalhado.

Não precisou de muito mais para que os irmãos tivessem a ideia de integrar a arte de Seleiro com o seu mobiliário. “Nosso primeiro contato com a produção do seu Espedito foi por meio da ArteSol. Fiquei encantado com o universo de cores, texturas e materiais e pensei que seria ótimo se pudéssemos criar um trabalho em conjunto, no qual fizéssemos um suporte para a obra dele e ele pudesse se expressar através dos nossos objetos”, conta Humberto. “Ele nos deu a liberdade de escolher quais objetos ele iria trabalhar e nós lhe demos a liberdade de eleger os temas. Nós não tocamos no vocabulário de ícones e formas que ele já tem”, completa Fernando.

A prévia desse trabalho podemos ver aqui nessas fotos da Casa Vogue e a coleção completa será apresentada na Firma Casa, em São Paulo, ainda esse mês.

Lindo demais, né? :)


preto na decoração


preto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaopreto na decoracaoPreto é uma cor polêmica na decoração, né? Mas confesso que eu nunca entendi muito bem porque. As pessoas argumentam que deixa o espaço menor, ok. E daí? Desde quando um ambiente que parece menor é ruim? Acho que tudo depende dos objetivos da decoração, do gosto pessoal, de tudo. Então pra mim não tem nada que seja realmente errado ou ruim na decoração, sabe. Na minha humilde e ignorante opinião, tudo é bem vindo se agrada ao gosto de quem vive no ambiente. Tô certa?

Desde a febre das tintas que transformam a parede em quadro negro, acho que o preto terminou por ganhar um pouco mais de espaço. Porque aí deixa de ser errado pra estar na moda, né. Mas muito além das paredes riscáveis de giz, o preto cai muito bem de várias formas. Catando umas fotos no Pinterest, não precisei navegar muito pra ver várias ótimas aplicações. Nas paredes, nas portas, no teto, no piso, nos móveis, nos objetos, nos quadros. Tem espaço em todo lugar pra essa cor tão versátil, que vai desde o ambiente mais moderno até o mais rústico.

Então fica aqui minha pequena homenagem ao preto na decoração e a quem não tem frescura com regras que ditam certo e errado, porque certo mesmo é você se sentir bem onde vive. E tenho dito. :)


algumas lindas poltronas


poltronaselegantespoltronaselegantespoltronaselegantespoltronaselegantespoltronaselegantespoltronaselegantespoltronaselegantespoltronaselegantespoltronaselegantesPoltronas são um símbolo de conforto, pra mim. Eu não tenho uma em casa, infelizmente, mas eu imagino que seja o lugar que a gente mais gosta de sentar quando tem uma em casa. É o lugar ideal pra gente se acomodar, esticar as pernas e ler um bom livro. Não é um lugar social, como é o sofá. Que a gente divide com os amigos, com o amor, dá uns amassos vendo um filme. A poltrona é um lugar só seu.

Pode ser que meu discurso seja meio doido, e quem tem uma poltrona em casa nunca tenha pensado desse jeito. Mas vendo algumas fotos no WeHeartIt eu comecei a pensar nisso. É numa poltrona que a mãe senta pra assitir o sono de um filho. Que um filho senta pra assistir o sono de um idoso. É onde os gatos sentam quando estão sozinhos em casa. É onde eu sentaria pra pensar na vida.

Eu acho que cadeiras e poltronas são um dos objetos preferidos dos designers. Quando eu visitei o Museu do Design, em Londres, tinha uma área só com cadeiras e mais cadeiras. Cores, formatos, estampas, tudo diferente. Algumas confortáveis, outras bonitas, outras que eram as duas coisas. Acho que primeiramente uma poltrona tem que ser muito, mas muito confortável. Daquela que parece abraçar a gente, sabe? Pois é. Mas é claro que uma poltrona também deve ser linda, e ser um ícone de destaque na decoração de uma casa.

Ela vai ficar ali, sozinha, separada e, invariavelmente, vai ganhar um destaque no ambiente. Então que ela seja linda, né? Pode vir acompanhada de umas almofadas, umas mantas, uns tecidos. Pode ser estampada, colorida, neutra. Clássica, moderna, ultramoderna. Mas que seja uma poltrona convidativa, e que faça companhia para quem sentar ali e quiser um pouco de paz :)

Filosofei demais em torno da poltrona, né? Mas acho que é isso mesmo :)

Boa semana para todos, e para as poltronas também :P



© 2017 - ideias de fim de semana