home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre patins

forever young (só que não)


patinsAh, gente. Quando eu passo muito tempo sem postar por aqui me dá uma saudade, uma agonia, uma coisa. Parece que quando eu não tenho tempo pro blog é porque eu tô sem tempo pra mim, sabe? Pra minha vida, pra respirar. Nem sempre é assim, as vezes é só falta de inspiração mesmo. Mas esses dias eu tenho pensado todos os dias no blog mas não tenho postado em nenhum. Que coisa!

Mas, na verdade, eu só vim compartilhar uma experiência animada, engraçada e com uma pitada de tragédia hahaha :) Comprei um patins! Sim, sim. Depois da aaaanos sem andar, comprei um patins. Eu adorava quando era mais nova. Andava pra cima e pra baixo, em rampinhas e me achava o máximo porque eu andava num bacião lá de Santos que apareceu num dos clipes de Charlie Brown Jr. Hahaha! Aí dá pra ver quanto tempo faz, né? Eu ouvia Charlie Brown Jr.!! Hahaha :) Mas há mais de 10 ou 12 anos que eu não sei o que é andar nessas rodinhas.

Então, animada pra comprar os meus patins, animei o amor e pronto. Consolidamos. Compramos os nossos patins e agora temos mais um motivo pra sair juntos: patinar! :D Comprei um estilo diferente do que eu andava, porque eu no meu impulso de querer minha juventude de volta, comprei um patins de manobra. Oh céus, porque eu fiz isso? Hahahaha! O patins é show de bola! Lindo, anda que é uma maravilha mas, se ele é de manobra, eu tenho que aprender a manobrar, né?

Além de nunca ter sido boa com as manobras, eu estou totalmente enferrujada só na arte de andar de patins. Imagina manobrar. Mas tranquilo, andamos no primeiro dia assim que saímos da loja e até então sem nada de mais. Uma desequilibrada ali, uma queda com a chave do carro no bolso que rendeu uma bunda roxa aqui, mas nada de mais. Aí chega o meu dia de folga e o que eu vou fazer? Animar  minha irmã a comprar um patins também!

Fomos ao shopping, escolhemos, compramos e pronto! Saímos de lá direto pra andar de novo. Era minha segunda andada com o patins, e a primeira dela depois também de alguns anos parada. Então demos umas voltas pra ir se acostumando e inventamos de subir uma ladeirinha. Mas na descida Malu pegou velocidade demais pra conseguir parar e puf! Se estabacou no chão. Estreou o patins. Ralou joelho, coxa, mão, lascou pulso, tudo aquilo. Acontece, né? Mas ela não desanimou e a gente ainda continuou andando. Mas aí a dor tava incomodando e ela resolveu parar. Aí eu, na instiga de andar, fui dar uma última volta. Já tinha levado umas quedinhas nas tentativas de pular pra virar de costas, mas nada de mais. Aí quando eu fui dar um pequeno pulinho inocente, me estabaquei feiosamente no chão.

Gente, foi tenso. A dor subiu, a vista escureceu, o ouvido tapou, a pressão caiu e pronto. Eu não sei como foi que eu consegui me levantar de patins e ir até onde minha mãe e minha irmã estavam. Eu caí de bunda, não teve nada com a cabeça. Mas sabe aquele baque seco? Pronto. Eu senti direto na coluna. No cóccix, pra ser mais exata. Fiquei branca, transparente. Aí pronto, acabou a brincadeira. Foi o tempo de retomar os sentidos e a cor do rosto pra voltar triste pra casa e cheia de dor. :( Poxa, fiquei triste. Mas nem era só pela dor, era porque eu queria andar mais de patins e não podia! Hahaha :P

No dia seguinte tava com dor demais aí fui pro hospital, mas vou poupar vocês dos estresses de um atendimento de emergência, tá? Não preciso contar o que muita gente deve viver também. A boa notícia é que fui medicada e já estou melhorando aos poucos. E sim, já estou contando os dias pra voltar a patinar de novo. Mas, agora, vou ver se compro um bundex! Hahahaha! Ah, anos da juventude que não voltam mais…. :P

Aproveitem o dia!



© 2018 - ideias de fim de semana