home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre tolerância

uma palavra sobre tolerância


Faz um tempo que eu tenho pensado muito na palavra tolerância. Acho que é por estar pensando mais nas pessoas ao meu redor e vendo quanto elas são diferentes. Eu sou uma pessoa muito difícil de conviver, eu sei disso. E sei que exijo muita tolerância e paciência das pessoas. E por estar pensando mais sobre isso ultimamente, tenho me tornado, aos poucos, uma pessoa mais tolerante em vários sentidos.

Nós convivemos o tempo todo com pessoas diferentes da gente. Na escola, na faculdade, no trabalho. Ficamos, namoramos e casamos com pessoas diferentes da gente. Quando crescemos aprendemos que nossos pais são bem diferentes um do outro e totalmente diferentes da gente. Que nossos irmãos não são assim tão parecidos e começamos a perceber a diferença entre os primos, tios, avós. Como as pessoas são diferentes ainda que pareçam tão semelhantes.

E essas diferenças podem aflorar em vários momentos. Em diferentes situações. Pessoas que sempre foram amigas podem discordar de algo pequeno como sua opinião sobre gatos, ou sobre motociclistas, ou sobre aquele filme. E nós passamos a vida tendo que aceitar e conviver com essas diferenças.

As vezes nós podemos escolher com que diferenças nós queremos conviver. E assim nós nos juntamos com pessoas que são parecidas com a gente ou aquelas que nós aprendemos a gostar até dos “defeitos”, que muitas vezes são apenas diferenças toleradas. Mas as vezes nós temos que conviver diariamente com pessoas totalmente diferentes da gente, e que as vezes têm “defeitos” que nos incomodam a ponto de nos agredir. E que nada mais são do que diferenças que nós não toleramos.

E algumas delas nós vamos passar a vida sem conseguir tolerar mesmo, porque para isso nós teríamos que passar por cima de princípios que são mais fortes do que nós. Mas, as vezes, tudo é uma questão de reflexão. E quando a gente para pra pensar, de preferência num momento feliz e de cabeça fria, a gente vê que muitas coisas podem ser facilmente toleráveis. Que essas diferenças sempre vão existir mas que elas não precisam nos agredir tanto assim. Afinal, nós também somos portadores de “defeitos” pelos quais somos irredutíveis. E nós também sugamos uma boa dose da tolerência das pessoas ao nosso redor.

As vezes precisamos da tolerância para suprir uma expectativa. Já viram quantas vezes nós pensamos “mas não podia ter sido desse jeito?” ou “mas porque ela não falou assim…”. E isso tudo é reflexo de uma expectativa pessoal que nós criamos em torno de uma conversa, de uma situação. E nem sempre as coisas acontecem ou as pessoas falam como a gente quer ou esperava. E isso não quer dizer que essas coisas aconteceram errado, foi apenas diferente. E a sabedoria está em diferenciar e tolerar isso para o seu próprio bem.

E pensando sobre isso, descobri que essa é a palavra mágica da convivência. Porque pra conviver em harmonia a gente não precisa amar todo mundo ao nosso redor, mas a gente precisa respeitar. E o princípio do respeito está em tolerar as diferenças.

Então, por hoje, pare 5 minutos e olhe as pessoas ao seu redor. Você vai conseguir rapidamente apontar um ou dois defeitos de cada uma delas. E você também vai poder ver que é capaz de tolerar esses defeitos no dia a dia. Em prol da boa convivência, da boa vizinhança, da boa risada que faz o nosso dia ser mais feliz. Porque pessoas tolerantes sorriem mais, vocês sabiam? Não? Então experimentem tolerar mais os “defeitos” das pessoas com quem você convive e veja por você mesmo.

Porque a tolerância é a chave das pequenas doses de alegria do dia a dia.



© 2017 - ideias de fim de semana