home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre tomate

tilápia no tomate


Desde que comi esse petisco num restaurante, fiquei com gostinho de quero mais. Tudo bem que lá era na brasa, o que dá um toque todo especial ao prato, mas o meu forno não decepcionou não. É a coisa mais simples do mundo de fazer, e uma excelente pedida pra dar uma variada no filé de peixe.

Primeiro deixei os filés de tilápia temperando no limão, sal (usei o sal marinho e o defumado) e pimenta preta ralada na hora. Enquanto isso fui tirar o miolo dos tomates. É pra tirar todas as sementes e deixar o máximo de espaço interno que conseguir. Cuidado com a faca, porque como você vai precisar segurar o tomate para perfurar, tem que ter atenção na força que vai colocar.

Eu cortei os filés na metade, no sentido do comprimento, para que eles pudessem encaixar nos tomates. Então, com muita delicadeza, você vai colocar os filés dentro dos tomates. Depois é só colocá-los numa assadeira forrada com papel alumínio (que é uma dica maravilhosa pra não sujar muito a assadeira) e com um fio de azeite.

Leve ao forno em dois tempos. Primeiro uns 15 minutos com o papel alumínio fechando, para cozinhar bem. Depois mais uns 15 minutos sem o papel alumínio, pra dar uma coradinha e uma secada na água.

Para o jantar, eu servi com espaguete ao molho de tomate. Para a marmita que eu trouxe hoje, eu coloquei também uma saladinha esperta pra acompanhar.

Um beijo para as receitas simples e deliciosas.


tomate honesto


Esse foi o fim de semana do tomate. Primeiro fiz essa simples e deliciosa entradinha de tomate ao forno. Pena que não tinha um bom pão italiano pra servir, e me virei no pão de caixa mesmo… Ele é super simples, como você pode ver no vídeo aqui embaixo. Eu só adicionei um pouco de pimenta do reino na mistura de sal e pimenta e pronto, já deu uma temperada boa. Ah, muito bom esse site Vídeo Receita, tem dicas e receitas ótimas.

Depois foi a hora daquele caseiro e honesto, como diz a Faby lá do Rainhas do Lar, e que todo mundo deve fazer um dia. Eu despelei os tomates, tirei aquela polpa do meio e passei numa peneira, pra salvar aquele sulco muito rico em nutrientes, e dispensar apenas as sementes. Misturei essa polpa com os tomates despelados em pedaços e coloquei na panela. Então começou o preparo clássico, como disse o maridão. Coloquei dentes de alho inteiros, um ramo de ervas aromáticas (usei manjericão e salsa que era o que eu tinha na minha horta, mas pode usar também alecrim, orégano e outras ervas de sua preferência), uma fatia de bacon inteira e uma cebola cortada ao meio com um corte em formato de X, pra ela soltar mais o sabor no molho. Pronto, uma pitada de sal, de açúcar (ou cenoura, pra tirar a acidez do tomate) e os condimentos que você quiser. No meu caso, foi só uma pimentinha do reino mesmo. Ai é cozinhar tudo em fogo baixo, numa panela de fundo grosso, sem pressa. Só sentindo o aroma tomar conta da cozinha, é uma delícia. Então é jogar em uma massa que mereça essa preciosidade, como essa massa caseira de espinafre que compro na Pasta Vera aqui em Recife, que é de comer rezando.

Mangiare!

torta salgada


Dessa receita o que vale é a massa, o resto é meio que “faz com o que tiver”. Eu gostei muito dessa massa porque além de ser simples, não faz muita sujeira e fica pronta rapidinho. É só misturar numa bacia 4 xícaras de farinha de trigo, uma de leite, uma de margarina, uma colher de sopa de fermento, outra de sal e uma gema. Ai é o literal “mão na massa”, até ela ficar macia e homogênea. Eu abri ela com o rolo de massa, no balcão povilhado de farinha de trigo, porque achei mais rápido, mas você pode ir abrindo aos poucos e já ir forrando a travessa. Forra com metade e deixa a outra metade pra fechar em cima. Ai o recheio é o que você estiver com vontade de comer, ou o que tem pra se virar na dispensa. Eu fiz uma mistureba de palmitos cortados em pedaços grandes, porque eu amo palmito e gosto de sentir a sua textura, ai juntei pedaços de tomate, brócolis cozido no vapor e uns poucos pedaços de azeitona com pimentão, tudo isso repois de refogar cebola e alho no azeite. Ai para deixar um pouco mais cremoso, coloquei um pouco de requeijão, pedaços de gorgonzola, maizena diluída em leite e depois de tirar do fogo, um pouco de creme de leite. Temperei com sal e pimenta do reino e pronto. Joguei tudo na travessa forrada, fiz a tampa de massa, dei uma pincelada (com garfo… mas o pincel tá prometido pra minha cozinha) com uma gema e mandei pro forno, até dourar. Experimenta e me diz como ficou :)


saladinha básica


Essa nada mais é do que a salada básica de alface, tomate e cenoura, só que com um ingrediente que é mais do que especial para mim, o queijo. De família mineira, sou completamente apaixonada por todo tipo de queijo e não perco a oportunidade de usar em minhas receitas. Para essa saladinha eu só ralei um pouco de queijo mussarela por cima, temperei com orégano, azeite e limão e ela estava pronta para ser servida acompanhando qualquer prato do dia-a-dia. É uma forma de variar na salada trivial, o que é muito importante principalmente para quem tem resistência a comer verduras ;)



© 2017 - ideias de fim de semana