home sobre mim sobre o blog mídia kit

sobre saudade e escolhas


Vai chegando o fim do ano e a gente vai ficando meio pensativo, né? E quando a gente tá fora de casa vai pensando ainda mais coisas. E eu tenho pensado muito sobre saudade.

Eu viajo de férias para matar a saudade do pai, do irmão, dos primos, da família. Mas é só sair de casa pra outra saudade começar. Saudade da casa, da filha, do amor, da mãe. Foi só sair de férias que eu fiquei com saudade dos amigos do trabalho, das amigas que não encontrei pra confraternizar. Fico até com saudade da academia, do blog, do meu carro. Será que eu sou meio a louca da saudade?

Mas se a gente parar pra pensar, a saudade é um pouco questão de escolha. Claro que isso não inclui a saudade de quem já não pode mais estar perto da gente, mas geralmente é assim. A gente escolhe viajar, escolhe a cidade que vai morar, escolhe o tempo que vai passar fora, escolhe se vai ou se fica. Mesmo que as vezes a gente não tenha muitas opções e a saudade seja uma consequência, nós fazemos escolhas diariamente e nossa vida inteira é fruto delas. Logo, a saudade também.

E acho que encarar a saudade como uma escolha me fez sofrer um pouco menos, afinal, é meio que “tô sentindo porque eu quero”. Não sei se isso funciona com mais gente além de mim, que sou meio que perturbada com a saudade desde sempre, já que sou fruto de uma familia que mora muito longe. Mas se funcionar, eu deixaria essa reflexão para o final do ano. Ver as escolhas que serão feitas, a saudade que será fruto delas e tocar a vida pra frente sendo mais feliz. Mais leve.

Porque saudade é uma coisa que pesa no coração da gente, mas que não pode atrapalhar nossa caminhada.

Então que o fim do ano seja leve, feliz, de boas escolhas e menos saudade pra doer. :)


7 comentários sobre o assunto

Anninha,

Analisar a saudade com esse ponto de vista pode ser tão doloroso (sem drama… :-) ) quanto não fazê-lo, mas confesso que me confortei um pouco mais com essa ótica também. A princípio pode até parecer um pouco má, mas considerando o “não inclui a saudade de quem não pode mais estar perto da gente”, é sim confortante…

Obrigado por nos mostrar o sentimento que temos e às vezes não o encontramos lá dentro de nós mesmos com seus textos e pensamentos!

Amo você!!

Beijão do seu irmão,
Dudu

Eduardo Duin

Aff ! Sei bem o que e isso.Sofro desse mal.Aqui onde escolhi viver so eu e o maridão,a 2,300 km toda a minha familia e a dele.Tem dias que doi,doi.Tem dias que so vontade de ta perto ,de ouvir a voz.
E o mais engraçado disso tudo e que se hoje eu tiver que retorna pra minha terra natal vou sentir saudades dos amigos que aqui fiz…

Jaqueline

Anna, a penúltima frase ” Porque saudade é uma coisa que pesa no coração da gente, mas que não pode atrapalhar nossa caminhada.” resumiu o texto inteiro e fez com que eu me identificasse muito.

Sempre falo para as pessoas que os sentimentos (saudade, medo, dúvida) nos paralisam e nos impedem de seguir e que de certa forma eles devem ser “ignorados”.

O medo, a dúvida, a saudade… esses sentimentos são uma consequência das escolhas que fazemos, são “pedras” inevitáveis que encontraremos pelo caminho da vida.

Mais uma vez você escreveu um texto lindo, cheio de amô e de coisas boas!

Parabéns!

Emmeliny Almeida

Nossa, super concordo que saudade é algo totalmente opcional! E acho que tu tá certíssima em tudo que disse, apoiada! Acho que pra 2013, a melhor meta seria “cuidar mais de si mesma”, e pensar bastante em tudo o que você quer seguir, ou deixar pra trás, e ter absoluta certeza de que saudade é uma consequência e que você se você optar por abandonar algo, você tem arcar com a saudade que fica.

Feliz ano novo pra ti, que você tenha um 2013 maravilhoso!

sammy

Oi, Anna!
Eu não sabia que você tem uma filhinha :) Que legal! Aí a saudade deve apertar ainda mais. Eu, que tenho um cachorrinho, nem imagino como deve ser ficar longe dele. O coração já aperta só de escrever isso, rs!
Eu também moro longe de meus pais já faz uns anos. A gente vai aprendendo a lidar com o sentimento, né? A falta sempre existe, mas aprendemos a respeitá-la. Este é um processo importante na nossa vida.
Mas vale olhar pelo lado bom: se temos saudade, é porque algo nos tem valor, certo?
Um beijão a você e tenha um 2013 muito feliz!

Mariana

Que post lindo! Daqueles que uma lagriminha chega no olho… Que você seja feliz em 2013!

Liliane

Sinto saudade do seu blog… Pronto falei!

Camila P

Deixe sua mensagem



© 2018 - ideias de fim de semana