home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre artesanato

san “perro” de atacama


Depois de ter feito o tour do Salar de Talar, Piedras Rojas e as Lagunas, eu fiquei beeem cansada. No dia seguinte eu não quis agendar nenhum tour, resolvi tirar o day off pela cidade. Até pensei em pegar uma bike e fazer o Vale de La Muerte, que tinham me indicado. Mas conheci uns brasileiros no hostel, na noite anterior, que disseram que é muito deserto e que ir sozinha podia ser um problema. Porque se eu caísse de bike e me machucasse, ninguém me ouviria gritar. É, fiquei meio assustada. hehehe :P

Então, apesar da intimidade com a bike, pensei que ainda estava no começo da viagem e não queria correr riscos de botar algo a perder. Então fiquei quietinha, curando a ressaca da altitude. Tomei café da manhã com meus amigos pássaros, que são totalmente destemidos e é só deixar umas migalhas que eles chegam junto o tempo todo, e segui pra dar uma volta. As ruas de San Pedro são todas assim, de barro, as casas são simples, mas quando você menos espera dá de cara com o vulcão Licancabur compondo a paisagem. Além desse céu azul lindo, que quando o sol já está mais alto fica um clima quente pra sair de short e chinelo. Beeeem diferente do clima de quando começa a escurecer. Clima de deserto, né? De oito pra oitenta em algumas horas. Sugiro buscar alguma sorveteria artesanal local e experimentar os sabores exóticos. Esse daí é Ayrampo, a flor do cactus, e é uma delícia. Tem de ervas, de raiz, de um monte de coisa. E no calor seco que tava fazendo, um sorvetinho salva real. Gostei muito da Babalu Heladeria, foi o melhor que experimentei por lá. Eu tô até agora impressionada com o que o clima seco fez com meu cabelo hahaha :P Ele ficou assim, liso, escorrido, estranho, não sei explicar. Aí ainda tava “de boas”, quando cheguei na Bolívia eu tava parecendo o Zacarias de peruca, sério. Então aproveitei pra uma selfie (com pau de selfie sim!) no grafite que mandava cuidar de mim. Nhóim, como sou fofa. hahahaEntão fui  visitar as feirinhas de artesanato e fotografar os cachorros. São MUITOS cachorros em todos os lugares, o tempo todo. Nas agências, na farmácia, nos restaurantes, nos hostels, em todo lugar. Aí você entende porque lá é carinhosamente chamado de San Perro de Atacama hahaha :)

Por isso, fiquem com alguns registros dos perros do Atacama pra deixar esse dia mais lindíneo.Aí pra fechar o dia, resolvi que ia tomar uma cerveja pela primeira vez desde que estava no Atacama. No hostel mesmo, de boas, sossegada. Tomei DUAS (duas, apenas duas) long necks e estava bêbada. Sim, bêbada. Ahhh altitude, como você me deixa econômica! :PMas foi bom pra me ajudar a dormir cedo, já que aproveitei o rolê pela cidade pra agendar o tour do dia seguinte, que seria de novo de dia inteiro, então eu queria estar descansada. :)

Foi massa tirar um day off, sabe. Quando a gente viaja parece que tem que estar fazendo algo o tempo todo, né? Se não estiver, parece que está perdendo tempo. Mas, na real, tirar um tempo pra não fazer nada e “apenas” contemplar o ambiente, sentar numa praça pra escrever, fotografar ou qualquer coisa mais “leve” que não seja estar enfiado em tours turísticos ou visitando os locais mais badalados, é muito bem vindo.

Por isso, fica aqui minha sugestão pra quem visita o Atacama (ou qualquer outro lugar) com um pouco mais de tempo: tire um tempo pra fazer nada, é uma delícia. :)


como fazer um quadro com pregos e linha


quadro-de-pregos-e-linha-5Teve uma época que esses quadros feitos com preto e linha estavam na moda, eu acho. Eu via em todo lugar, e às vezes custando os olhos da cara. Eu gosto dessa estética dele, meio bagunçada pelas linhas, meio rústica pelos pregos. E faz tempo que está na minha lista de coisas que mais vale fazer do que comprar. Não só o valer pela grana, mas porque é tão gostoso de construir. Desde pensar que tipo de desenho poderia ficar bom nessa estética, fazer o esboço, pregar prego por prego (e às vezes o dedo), e então ir traçando as linhas. É uma verdadeira terapia. E quando a gente vê pronto dá um orgulho danado. :) Eu já tinha feito um de coração pra minha amiga amada Ju do Pitadinha e dessa vez fiz um sol maior, também para presente. quadro-de-pregos-e-linha quadro-de-pregos-e-linha-3Pra fazer o quadro não precisa de muita coisa, além de uma superfície de madeira que vai ser a base, pregos pequenos, uma linha da cor que você escolher, martelo, tesoura, papel e lápis. O primeiro passo é desenhar o molde do que você vai querer fazer. Eu escolhi um sol e visualizei que ele teria duas etapas separadas, o meio e os raios. Escolhi deixar um espaço entre esses dois pra destacar mais os raios, sabe?

Então peguei um prato redondo como molde pra fazer o meio usei todas as minhas habilidades mágicas pra fazer um círculo perfeito e depois fiz outro por fora acompanhando um pouco maior e dividi o círculo em 4, pra facilitar o desenho dos raios e ficar um pouco mais simétrico. Mas aqui a vibe nem é ficar perfeitinho, tá? É natural ficar mais rústico mesmo. O que é ótimo pra mim, que não tenho paciência pra perfeccionismo hehehe :P quadro-de-pregos-e-linha-7 quadro-de-pregos-e-linha-6Depois é só recortar o molde, colocar em cima da madeira e começar a bater os pregos. Você pode usar uma fita dupla face (ou fazer aquela gambiarra com uma crepe) pra ajudar a fixar o molde. Ou então, você já bate uns pregos nos pontos opostos pra segurar enquanto você vai fixando o restante. A ideia é bater os pregos em cima do molde mesmo, ou bem pertinho dele, porque depois você vai rasgar o papel e ficar só com os preguinhos mesmo.

Aí depois é a brincadeira com a linha, a parte mais freestyle da atividade. Você faz um nó pequeno e reforçado pra começar e então vai deixando a linha te levar, linha leva eu. As dicas que eu deixo pra essa etapa é, primeiro, fazer um “contorno”. Então é ir passando a linha pra demarcar bem o desenho nas arestas, antes de começar o modo aleatório de ligar os pontos. Outra dica importante é você dar uma voltinha nos pregos, e não simplesmente apoiar a linha neles. Porque se um escapulir você vai perder um monte de pontos que fez antes. Fica mais firme, mais legal e é mais prático dar essas voltinhas. Você não precisa necessariamente dar em todos, você vai sentindo. Mas é bom ficar alerta pra não perder trabalho por besteira. :)

Então é só ir espalhando a linha, procurando os pontos opostos e tentar cobrir todo o desenho de forma que ele fique bem preenchido e marcado. No final, ainda fiz novamente o caminho das arestas do começo, pra ficar mais marcado ainda, e deu uma diferença boa do que estava. Vale testar no seu desenho também.quadro-de-pregos-e-linha-4Como essa madeira que eu usei era grande, aproveitei pra colocar dois desses mini blinder clips que colei com aquelas fitas dupla face 3M transparentes, para os presenteados escolherem se querem botar uma foto ou usar como porta recados. Ficou legal, né? :)quadro-de-pregos-e-linha-2O resultado final tá aí, gostaram? Eu adorei e espero que os presenteados também gostem muito. Eles são meus terapeutas e me ensinaram a visualizar um sol de energia acima de mim e também dentro de mim, que me deixa brilhar e com a mais alta vibração. Então, nada melhor do que presentear a casa nova deles com algo que eles plantaram em mim de forma tão positiva.

Convido vocês a conhecer o trabalho de Lula de Oliveira e Lorena Moura, do Caminho Simples. Eles oferecem diversos tipos de terapias e fazem atendimentos presenciais e online também. Fiz Leitura de Aura, curso de Consciência dos Chakras, faço terapia e vou participar do grupo Perséfone, de Iniciação ao Feminino que vai abrir em breve. O caminho do autoconhecimento está sendo uma trajetória linda pra mim, e tem me feito uma pessoa melhor pra mim e para o meu redor. E eu sou bem grata por isso. <3


estrelinhas de papel passo a passo


estrelas de papel 8No mês passado, o casamento das minhas amadas Letícia e Inge foi todo lindo, e me lembro de uma coisa ter chamado bastante minha atenção: umas estrelas de papel que tinham gliter dentro! A ideia foi de Julia, arquiteta cheia do bom gosto, e quando eu estava pensando em algumas coisas simples e baratas pra decoração do meu aniversário, me lembrei dela. Só que ao invés de colocar brilho dentro, eu queria colocar na decoração, sabe? Então pedi pra ela o molde e comecei a produção.

Você pode baixar o molde aqui!

estrelas de papelO primeiro passo é imprimir o molde num papel A3, pra ficar com um tamanho assim maiorzinho. Eu escolhi trabalhar com um papel de gramatura maior pra ficar firme, então usei esse que acho que é papel guache. 
estrelas de papel 2Quando recortei a forma, vi que na primeira dobra ia precisar fazer uns ajustes no molde, então repara onde tá marcado aí em cima e como fica depois. É só um recortezinho simples pra ajustar melhor na hora de dobrar.estrelas de papel 3 estrelas de papel 4Depois, com a ajuda de uma régua, vai fazendo os vincos onde o molde mostra. É bom fazer dobrando para os dois lados, pra ajudar na hora dela virar estrela mesmo, sabe?

estrelas de papel 5Na hora de colar onde o molde indica, tem outro pulo do gato. Se você colar por cima de onde está dobrado, vai dificultar na hora de virar estrela. Então, sugiro mais uma aparadinha conforme mostra aqui em cima, pra deixar bem certinho nas arestas. Aí é só colar aí nessas 3 abas. Eu usei cola quente, mas acho que uma cola líquida de rápida secagem é mais indicada porque facilita a dobra. A aba arredondada fica aberta justamente porque essa estrela é como se fosse uma caixinha, sabe? Então você pode também usar pra colocar doces ou o que quiser pra sua festinha. :)

estrelas de papel 6 estrelas de papel 11Depois de colar, resolvi aplicar gliter em algumas delas, pra dar um efeito de contraste entre algumas brilhosas e outras opacas. Pra isso, usei um verniz em spray e gliter de artesanato por cima. Depois coloca o spray de novo pra segurar mais um pouco o brilho e pronto. :) É só dobrar como todas as outras.

estrelas de papel 7 estrelas de papel 9Tem que dar uma apertadinha nas arestas pra ela ir se “inflando” assim. Fica uma graça, né? :) Como meu objetivo foi usar na decoração, peguei uma linha e agulha de costura mesmo, passei em uma das pontas dela e usei pra pendurar no teto. Fiz esse teste no teto da minha sala e adorei! Vou utilizar como móbile na decoração, achei lindo.

estrelas de papel 10


como fazer um quadro varal de fotos


quadro varal de fotos 8Fotos são uma das coisas mais preciosas da vida e uma das artes mais cheias de significado, na minha humilde opinião. E hoje em dia temos tão poucas fotos impressas, né? Pra pegar, passar, sentir. E eu acho que fotos na decoração dão mais do que beleza, dão um a vida, uma história, uma coisa maravilhosa.

Aí que olhando pra essa moldura de ar condicionado lembrei de uma foto que vi há muito tempo atrás no Pinterest, que a pessoa usava uma espécie de moldura de madeira e fazia um varal de fotos. Foi quando deu o estalo: é isso. Eu colei essa moldura na parede do meu quarto com aquelas fitas dupla-face da 3M, sabe? E tinha colocado um cartaz que ganhei de uma amiga no meio dela. Mas o cartaz caiu :( Aí fiquei com medo de colocar de novo e terminar estragando… Então passei um tempão com essa moldura vazia olhando pra mim quando eu acordava.

Mas aí resolvi que ia fazer esse varal e pronto, melhor coisa do mundo. Além de preencher a moldura, vou preencher com amor e saudade. E é tão simples que me perguntei porque não tinha feito antes. Usei tudo que eu tinha em casa: prego, fio de nylon, pregador de roupa e fotos antigas já reveladas. Fica lindo também se ao invés do nylon usar barbante ou até aquelas cordas de sisal fininhas, fica bem rústico. Mas na minha pressa taquei nylon que era o que tinha :P

Os pregadores de roupa eu catei os de madeira que achei em casa, e que podem ser pintados, decorados, como preferir. Eu gostei deles assim, crus mesmo, na madeira e com as marcas de uso. Achei que funcionou. Então é isso, bater um preguinho nas laterais, esticar o fio e pendurar as fotos. Tem coisa mais fácil?quadro varal de fotos 1 quadro varal de fotos 4 quadro varal de fotos 3 quadro varal de fotos 6 quadro varal de fotos 7 quadro varal de fotos 5Eu cheguei a começar uma seleção de fotos pra revelar e usar aí, mas então pensei: porque não transformar meu quadro varal em um quadro da saudade? Então peguei fotos antigas reveladas da minha família e saí espalhando por aí. Tem minha irmã bebê, eu criança carnavalesca, meu irmão bebezinho e eu do lado, minha mãe com o pé quebrado, eu e o cachorro da minha tia que ia me visitar em casa, meu pai me segurando bem bebê na praia, e meus avós lindos e apaixonados nas suas Bodas de Ouro, há mais de 20 anos atrás.

Lindo, né? Eu tenho o maior prazer de ficar olhando pra esse quadro agora. E quando as pessoas chegam aqui em casa eu já quero logo ir no quarto mostrar. Com o tempo pode ir trocando as fotos, colocando mais. A vontade que dá é de transformar a casa inteira num grande varal de fotos e recordações. <3

Então vamos sacudir a poeira das fotos e colocar pra gente ver, fotos não devem ficar só guardadas. E vamos imprimir mais fotos, pegar, ver com as mãos, como diz a história. :)



© 2017 - ideias de fim de semana