home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre sobremesa

santiago – leftovers


Como disse desde o primeiro post da viagem, meus relatos aqui não são pra ser um roteiro, dia por dia. Apesar disso, tem um monte de dica entre os posts de Santiago que podem ser levados em conta pra quem vai fazer uma visita na cidade. 

Depois do Lollapalooza eu só tinha mais um dia em Santiago antes de embarcar para Calama, e foi um dia curto já que me dividi entre lavar roupa, arrumar mala e organizar a vida e dar uma última volta na cidade. Então vou reunir aqui algumas coisas que lembrei sobre meu tempo em Santiago.

Transfer de ida e volta pro Aeroporto

Assim que cheguei em Santiago fui num guichê de informações turísticas no aeroporto e perguntei qual era a melhor forma de ir pro Centro. Ela me disse que podia ser de taxi, que não era recomendado, ou que fosse de transfer, umas vans que ficam saindo de poucos em poucos minutos e deixam na porta do hotel, hostel ou apartamento. Foi minha opção. Paguei 10.000 pesos +- R$58), se não me engano, e a van me deixou na porta do prédio do Airbnb. Na volta, eu e Felipe pegaríamos os vôos no mesmo horário. Eu para Calama e ele de volta para Recife. E como era de madrugada, resolvemos dividir um Uber. Foi bem tranquilo também.

Taxi é treta

Só pra reforçar mesmo, que não é bom pegar taxi em Santiago. Eles entregam notas falsas, te cobram mais do que devem, te roubam trocando notas mais altas por mais baixas, entre outras picaretagens bem conhecidas por lá. Então, evitem!

Estações de metrô com arte em toda parte

As estações de Metrô de Santiago podem esconder lindas obras de arte. Então vale dar uma volta em um horário que não seja de pico, para conhecer um pouco, especialmente as maiores.

Palta, palta everywhere!

Eu acho que da primeira até a última refeição que fiz em Santiago, eu comi abacate. Engraçado, porque eu nunca fui de comer abacate no Brasil. Não gosto da vitamina, nunca tinha comprado um abacate, adoro guacamole mas nunca tinha feito e nem experimentado o abacate em outras comidas salgadas, até conhecer o Chile. E minha relação com essa fruta mudou completamente. Tudo bem que lá o abacate é o avocado, pequeno, da casca preta e muito mais suculento! O daqui é mei aguado, mas dá pro gasto. Então, fica a dica pra perder o preconceito e se jogar na palta!

Torta Tres Leches

Foi uma das coisas mais gostosas que comi por lá! Que sobremesa deliciosa. Essa é do Bar Radicales, o mesmo lugar onde almocei esse prato aí de cima. O lugar é massa, vale a visita. Tem cinema, sex shop, tabacaria, hostel, além de ser um bar com bebidas e comidas deliciosas. Valeu a dica, Marília!

Não confunda ají com ketchup

Lá em Santiago eles têm o delicioso costume de colocar ají (pimenta) em tudo. Eles fazem um molho delicioso de pimenta, e eu que adoro essa especiaria, me faço. Mas, claro, que vou experimentando, botando minha medida, conhecendo cada molho. Até que eu fui tomar café da manhã (CAFÉ DA MANHÃ, po!) num lugar chamado Dominó, que super indico.

Bom e barato, pedi um sanduíche de queijo e palta (sempre) e resolvi que ia experimentar colocar mostarda escura. Tinham 4 bisnagas na mesa. Uma amarela de mostarda, uma marrom de mostarda escura, uma vermelha e uma verde. Qual minha lógica? A vermelha é ketchup, claro. Então depois de experimentar a mostarda escura bem gostosa, fui experimentar o ketchup. ERA AJÍ! Minha gente, que sacanagem. Eles colocam o ají na bisnaga vermelha e o ketchup na verde. QUAL A LÓGICA? Chorei, claro. Então fiquem atentos, especialmente se forem sensíveis. :P

A comida de rua é massa

A primeira coisa que comi na noite que cheguei foi um hambúrguer de soja que é vendido em uns coolers no meio da rua. Se eu tivesse sozinha talvez não tivesse arriscado assim de primeira. Mas como estava com Gustavo e ele me indicou e era bem barato, tipo uns 800 pesos (R$+-4,70) eu experimentei e adorei. Você ainda escolhe o molho, é suculento e grande.

Uma amiga que morou lá disse que os sushis que vendem na rua são bons também, mas esses eu não experimentei. Também comi em barraquinhas na rua, comprei empanadas na porta do metrô, e não tive aperreio com a barriga em momento algum. Então vale a experiência de comer bem e barato, sem preconceito.

O clima é muito seco

Isso deve ser uma das coisas que mais devemos lembrar antes, durante e depois de passar por Santiago. O clima seco resseca a pele, a boca, a alma. Então mesmo que você ainda não esteja sentindo a boca ressecada ou coisa assim, é bom ficar usando protetor labial. Se não, em poucos dias, sua boca vai rachar. Também é bom não economizar no hidratante corporal, soro para o nariz e para os olhos e lembrar de beber muita água.

Os horários das coisas são estranhos pra mim

A cidade acorda mais tarde, as lojas abrem mais tarde, tem loja que abre no fim da tarde, tem vendedor de rua chegando na rua fim de tarde… E as coisas não parecem ter um padrão. Tipo, as lojas de uma rua abrem cada uma num horário, no mesmo centro comercial tem loja abrindo, loja fechando, é uma viagem. Então, se você quer visitar algum lugar específico, ou alguma loja, é bom confirmar o horário de funcionamento pra não se surpreender.

Bem, depois de 6 dias na capital chilena, foi a hora de embarcar para Calama, o aeroporto mais próximo de San Pedro de Atacama. Vai começar uma outra etapa da viagem, totalmente diferente. Trocar o quarto particular do Airbnb pelo compartilhado do hostel, a cidade grande pelo povoado, os prédios, metrô e asfalto pela energia do deserto. Spoiler: foi incrível!

E se tiverem dúvidas sobre a cidade, é só comentar aqui. Se eu souber, vai ser um prazer ajudar. :)

 


dicas para trabalhar em cafeterias


Trabalhar de qualquer lugar é uma das melhores coisas de ser freelancer, na minha humilde opinião. Em alguns momentos, precisam ser lugares com internet e talvez uma tomada por perto. E como trabalhar em um ambiente agradável faz toda a diferença, as cafeterias são sempre uma boa pedida.

Mas, aqui pra nós, precisa rolar um bom senso nessa relação. Fico pensando naquela galera que vai pra cafeteria, pede um café espresso e passa uma tarde inteira trabalhando por lá. Pensando nisso, vim aqui deixar algumas dicas marotas. E assim, eu nem sou dona de café nem nada, então talvez os donos e funcionários tenham até mais dicas do que essas pra somar. Se tiverem, fiquem à vontade pra contribuir. :)

lalá café Oferecer internet gratuitamente não é um serviço obrigatório.

As redes wifi já viraram algo básico nos estabelecimentos comerciais. Mas, não custa lembrar, que não é obrigatório. Então, caso não tenha, ou mesmo que tenha os funcionários digam que você não pode usar, não reclame, não faça cara feia, não diga que é um absurdo. Pode ser apenas uma opção do lugar, e você também tem a opção de ficar ou procurar outro lugar.

são braz Consuma no lugar.

Não tô falando de pegar um cafezinho e passar a tarde inteira. O produto da cafeteria não é a internet ou a energia que você vai usar de favor. Eles trabalham com comes e bebes, e é isso que você deve consumir lá. Essa é uma das coisas que deve levar você até lá, inclusive. Não apenas pra você trabalhar em um lugar diferente a cada dia. Isso tem seu preço.

bogart café Não seja uma mesa ocupada com um computador.

A preferência é sempre de quem vai comer, correto? Então se você já comeu suas coisas e ainda está no ambiente, tenha o bom senso de olhar ao redor e ver se tem mesa desocupada pra quem chegar. Se o lugar estiver cheio e você for uma mesa com um computador, ou você come, ou você pede a conta e sai. Ficar é uma falta de respeito com as pessoas que chegam e também com o próprio estabelecimento.

organico 22 Não seja barulhento.

O ambiente da cafeteria é pra ser agradável para todos os presentes. Geralmente tem uma música ambiente, pessoas conversando. Então fique atento ao barulho que você produz enquanto fica no telefone ou se é alguma reunião com várias pessoas. A dica também vale para os barulhos do computador/ celular. Não passe vídeos, áudios e nem escute música pelas caixinhas, use fones. Não deixe habilitados os sons de aviso do computador, como whatsapp web ou outros ruídos. Não fique batendo caneta ou qualquer outra coisa fazendo barulhos repetitivos enquanto você pensa ou fala no telefone, eles são insuportáveis.

castigliani Agradeça e seja gentil.

Pode parecer besteira falar isso, mas é bem sério. Você ficar lá trabalhando é um favor que eles te fazem, sabe? Então agradecer, postar uma fotinho na internet pra divulgar o lugar, ser gentil com os atendentes, tudo isso é importante. Afinal, você deve querer voltar lá outro dia pra trabalhar, e a política da boa vizinhança é fundamental.

Em lugares como Rússia, Alemanha e Londres já existe há muitos anos uma cultura que está começando a chegar por aqui e já tem em São Paulo: ambientes que cobram pelo tempo que se passa lá dentro, e não pelos produtos. Então é um espaço onde essas dicas vão por água abaixo, afinal, o produto é outro. Você pega pelo tempo que fica lá e pode consumir as ouras coisas “de graça”, como café, água e biscoitos à vontade. É um modelo super interessante e válido pra quem busca ambientes legais e diferentes pra trabalhar.

Eu sou membro do coworking Impact Hub, e volta e meia vou trabalhar por lá, mas confesso que gosto de procurar lugares diferentes pra experimentar. Até porque eu amo café e amo comidinhas, então nada melhor que juntar o útil com a vontade de comer hahaha :P

Cafés legais pra trabalhar em Recife:

São Braz

Gosto muito do que tem na Praça de Casa Forte. Internet free, espaço ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas), mesas maiores pra reunião e um bolo de laranja que vou te contar…

Lalá Café e Loja Afetiva

Um oásis no meio de um caos no Espinheiro, além da internet free e dos espaços com e sem ar condicionado, eles são pet friendly e tem um café coado com cardamomo que olha…

Bogart Café

Internet free com rede aberta (evito usar redes sem senha por motivos de segurança dos dados, vale pesquisar sobre isso) espaço ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas), mesa redonda pra reunião e uma soda italiana de amora pra acompanhar qualquer coisa…

Livraria da Praça

Eu gosto do ambiente de livrarias, e é por isso que gosto de passar um tempinho trabalhando de lá. A internet é free e tem espaços aberto e no ar condicionado, mas não tem tomadas em nenhuma das opções. Por isso, só vá se o notebook estiver carregado. ;)

Orgânico 22

Uma delícia de lugar, de atendimento e de cardápio. Com internet free e os espaço ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas distantes da mesa, bom levar extensão), também é pet friendly e só serve café coado, nada de espresso, que vai muito bem com um bolo de maçã, canela e linhaça. Isso diz muito sobre o ritmo do lugar, que fica ao lado de um estúdio de tatuagem o que me fez sofrer trabalhando e ouvindo o barulhinho da máquina. <3

CaféCafé

Esse parece que é um café feito pra trabalhar, sempre que eu vou tá cheio de gente em reunião, nos computadores e tudo mais. Só tem lugar no ar condicionado e algumas mesas tem tomada perto. O cardápio do almoço é uma delícia, e os doces…

Bistrô 858

Além da internet ótima e dos ambientes ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas) e mesa de reunião, também é pet friendly e tem um cardápio bem grande desde o café da manhã até o jantar.

Galo Padeiro

Não é bem um café, é uma padaria super maravilhosa. Nunca fui lá exatamente pra trabalhar, então nem tô ligada nas tomadas. Mas é bem confortável, sei que tem internet free, mesinhas dentro e fora do ar condicionado e uma vitrine incrível de pães, doces e salgados, além do cardápio de café da manhã, almoço e jantar.

Café do Brejo

Também nunca trabalhei por lá, mas sei que tem internet free e é confortável e quietinho pra trabalhar com concentração, além de uma geléia de goiabada cascão…

Castigliani

O melhor café da cidade reabriu bem pertinho da minha casa, e eu tô saltitante! Ainda não tem internet, reabriu agorinha mesmo e tá em soft open, e eu nem vi se tem tomada também. Mas eu não podia deixar ele de fora dessa lista. Vale a pena ir até pra trabalhar do teu 3G na mesinha do lado de fora, comendo um croissant caprese na frente daquele neon lindimaravilhoso e depois tomando um café vienense ou um kalita ou um capuccino da casa ou qualquer coisa do cardápio que vai ser incrível. <3

Tenho certeza que tem vários outros lugares massa pra trabalhar por aqui, mas eu talvez não conheça ou não esteja lembrada. Então, quem tem uma boa indicação? :D


rock e tatuagem no jogo de panelas


jogo de panelas 18 mais vocêSim sim, pra quem não sabe, eu participei do quadro Jogo de Panelas do programa Mais Você. E, como diz a história, tirando o que foi ruim, foi tudo bem hahaha :P Então, deixando de lado as bads que rolaram, vou trazer pra cá apenas o que for bom e valer a pena. E eu acho que a noite do meu jantar foi massa! E é por isso que trago pra vocês aqui um pouco do que vivi esse dia muito louco.

jogo de panelas 18 mais você

Pra quem não sabe do que se trata, o Jogo de Panelas é uma competição (me nego a chamar de reality show, mas é tipo isso) entre 5 pessoas, que devem oferecer um jantar na sua casa pra os outros participantes. Esse jantar precisa ter um tema e ser composto por entrada, prato principal e sobremesa. Além disso, também precisa ser feita uma decoração dentro do tema, o figurino e uma atração para animar o jantar. O tema que eu escolhi foi “Tatuagem é uma atitude rock n’ roll” \,,/

Cheguei nesse tema tanto por ser uma amante de tatuagem e uma apreciadora do rock, quanto porque senti que teria mais facilidade para montar um menu e os outros artefatos do jantar. Montei um cardápio cheio de coisa que eu nunca tinha feito na vida. Loucura, né? Pois é. Mas foi divertido experimentar, testar as receitas, combinar as coisas. Adorei. :)

jogo de panelas 18 anna terra - 31Para fazer os preparativos na cozinha e na decoração, fiz questão de vestir uma mensagem: Lugar de mulher é onde ela quiser. Seja na cozinha, na rua, na esquina, na montanha, na ponte que partiu. Contanto que seja onde ELA quiser. :)

jogo de panelas 18 anna terra - 23jogo de panelas 18 anna terra - 22jogo de panelas 18 anna terra - 24jogo de panelas 18 anna terra - 25jogo de panelas 18 anna terra - 26jogo de panelas 18 anna terra - 16

Na decoração eu contei com a ajuda de vários amigos, que me emprestaram coisas pra engrossar o caldo, com destaque para os quadros, guitarra e manta que eu fiz com camisas de banda que meus amigos me doaram sem nem saber pra que era. <3

jogo de panelas 18 anna terra - 17 jogo de panelas 18 anna terra - 15 jogo de panelas 18 anna terra - 14Os figurinos são uma onda, porque a galera investe meeeeesmo! Todos as roupas que eu usei nos jantares foram figurinos, não exatamente fantasias, sabe? Achei que era a proposta. Mas já deu pra ver que a galera encarna mermo hahaha :P Achei divertido ver o quanto o povo entra no personagem, apesar do calor infernal de Recife não combinar com roupas de couro hahaha Me senti elogiada só pelo carinho que tiveram em se preparar pra ir pro meu jantar. <3 Anderson, Julia, Eliane e Petrúcio, vocês arrasaram na produção!

E acho que estar dentro do personagem foi interessante pra gente curtir a minha atração. Quando pensei no que fazer sobre o tema, cheguei a pensar em várias coisas. Colocar alguém pra tatuar? Tatuagem de Henna? DJ? Apresentação de guitarra? Mas tudo me parecia meio careta e comum, então resolvi ir pra algo totalmente inusitado: apresentação de air guitar! Nem eu sabia o que esperar, mas coloquei todo mundo no meu quarto com luzes de festa, projeção de clipes de rock e um ator querido fazendo uma apresentação de Air Guitar e levando todo mundo pra dançar. Foi estranho, foi muuuuuuito quente (não tinha ar condicionado no meu quarto, sóri) e foi engraçado. Ao menos eu achei. :P

jogo de panelas 18 anna terra - 12jogo de panelas 18 anna terra - 28 jogo de panelas 18 anna terra - 27jogo de panelas 18 anna terra - 10jogo de panelas 18 anna terra - 8O menu do jantar foi o seguinte:

Drink: Morangos com gengibre e vodka batidos e servidos com bastante gelo.

Entrada: Duo de Brusquetas – Uma de queijo brie com tomates e alhos confitados e manjericão, outra de linguiça belga apimentada com cebola caramelizada na cachaça e geléia de amora.

Prato principal: Alto Zé do Pinho, nome que peguei da música uma banda de rock local, chamada Devotos, porque é um prato do caralho. – Costela suína com geléia de laranja, vinho branco, castanhas de caju, maçã, cebola roxa, alho, alecrim e batata doce (que foi o ingrediente surpresa), acompanhada de uma farofa de cuscuz refogado com cebola, alho, pimentão vermelho, muita manteiga e salsa, e um purê de macaxeira com queijo coalho maçaricado.

Sobremesa: Taça furiosa – Morangos reduzidos no wisky, mousse de chocolate amargo com wisky e candy bacon, que foi o grande sucesso do jantar, servidos numa taça que pega fogo ao redor. Tanto sucesso que fui lá em Ana Maria Braga fazer pra ela.

jogo de panelas 18 anna terra - 6 jogo de panelas 18 anna terra - 5 jogo de panelas 18 anna terra - 4 jogo de panelas 18 anna terra - 3 jogo de panelas 18 anna terra - 2 jogo de panelas 18 anna terra - 1Ah, e no dia de ir lá no programa eu dei de presente um colar lindo pra Ana Maria, um louro bordado por Clara Nogueira do Linhas de Fuga, que até já postei aqui falando sobre. Ela gostou e usou o programa inteiro. <3 jogo de panelas 18 anna terra - 30Bem, o programa acabou, eu não ganhei (o dinheiro) mas ganhei muita experiência sobre várias coisas da vida. E toda experiência vale a pena, né? Mas que loucura isso tudo, vou te contar. A parte boa é que agora eu tenho mais um bom motivo pra cozinhar para os amigos, porque esse menu tá sendo procurado, viu? Acho que a culpa é do bacon doce hahahaha :P

Para assistir o programa completo desse dia, clica aqui.

Receita das brusquetas de entrada.

Receita da costela de porco, farofa de cuscuz e purê de macaxeira com queijo coalho.

Receita da taça furiosa com candy bacon.

E ainda tem a receita da geléia de morango com pimenta que fiz para presentear a Julia no dia da final.

jogo de panelas anna terraNo dia de apresentar meu jantar lá, e no dia da final também, fiz questão de ir com um look 100% made in Pernambuco. :) E não foi patrocinada por isso não, tá bem? Eu fiz questão de comprar cada uma das peças e tô aqui fazendo jabá do amor porque gosto muito de cada uma que usei. A bota amarela é da Vitalina, o vestido vermelho de luta #nãovaitergolpe é da Refazenda, o broche de la ursa é de Joana Liberal e os brincos são Trocando em Miúdos.

jogo de panelas anna terra 2No dia da final foi assim: sapato (ou é sandália?) Jailson Marcos, vestido Refazenda, pulseira e anel Maria Ribeiro, brincos Meleca. Eu realmente amo, compro e faço questão de divulgar cada uma dessas pessoas que fazem nossa economia criativa local ser tão incrível.

E, por fim, me resta agradecer. Muito. Agradecer de coração a todos que torceram por mim, que mandaram mensagens de carinho, que me mal me conhecem mas já me consideram pacas, que me xingaram sem me conhecer, que mudaram de ideia depois (ou não), e também a SUPER galera que me ajudou de perto. A Victor Jucá, que me deu a maior força em tudo desde o começo. A Malu Didier pelas belas palavras e pelo carinho, e a Mamis pelas good vibes em tudo. As amigas Ana Paula, Mirela Paes, Loja Avesso, Rafaella Rocha e Ana Lira que deram toda a força com os figurinos E Daniela Vasconcelos que me maquiou bem rocker \,,/ Aos amigos Chico Oliveira, João Valongueiro, Bruno Nogueira, Mel Nascimento, Guilherme Gitahy, Pedro Moreira e Julio Oliveira que doaram camisas de banda pra decoração, a Flora Negri que fez os discos de vinil com letras de músicas para a mesa, a Lucas David que me apresentou Thiago Carvalho que me apresentou a Allyson Rich que fez uma apresentação beeeem calorosa (em todos os sentidos) como minha atração, a Rafael Lira, Yuri Ribeiro, Maria Eduarda Dias, Vinicius Nunes, Pedro Melo, Rodrigo Moreira, Samara Fernandes, Ivan Alecrim e Nando Zevê que me emprestaram várias coisas pra decoração, Kleber Mendonça Filho e Emilie Lesclaux que me emprestaram o ar condicionado que a produção não deixou ligar e todo mundo morreu de calor, a Juliana Stelli e Cami Rezende que deram toda a força com o cardápio e a todo mundo que ajudou de todo jeito, que torceu, que experimentou os testes de comida, que fez pensamento positivo.

Obrigada, de verdade. <3

bate-cabeca


mousse de milho verde com goiabada


mousse de milho verde com goiabada 2Eu saí do São João, mas o São João não saiu de mim! Eu acho que só não gosto ainda mais do São João porque não sei dançar, sabia? Porque ô época boa. Eu sou apaixonada pelas comidas juninas e tudo que envolve milho verde. Eu sou apaixonada por milho, sério. No sabugo, na lata, nas receitas, em tudo. E foi pensando em fazer uma receita diferente pra esse São João que eu pensei em um mousse de milho verde. Eu nunca tinha visto e nem comido, mas quando fui ver já tinha um monte de receita por aí hehehe Mas com goiabada junto posso garantir que não vi nenhuma, e nem sei porque… Pense numa combinação boa! Então que tal deixar o sabor do feriado mais gostoso do ano por mais tempo na mesa? :) E é super fácil, acompanha.mousse de milho verde com goiabadaO creme você faz inteiro no liquidificador. Primeiro bate 1 lata de milho verde escorrida junto com 1 lata de leite (usei a lata do milho de medida). Então deixa bater bem, tira tudo e peneira isso. Então pode voltar com esse creme pro liquidificador (lembra de passar uma água antes pra tirar as cascas que ficam lá, hein?) e misturar 1 lata de leite condensado1 caixinha de creme de leite. Bate por uns 2 minutos pra deixar tudo bem misturado, então mistura 2 pacotinhos de gelatina incolor e sem sabor, dissolvida como manda a embalagem. Então bate de novo só pra misturar e tá pronto. Então é a hora da queridinha da receita: a goiabada.mousse de milho verde com goiabada 8 mousse de milho verde com goiabada 7 mousse de milho verde com goiabada 9Corte e derreta junto com um pouco de água 500g de Goiabada Tambaú, mas tem que ficar mexendo sempre pra não queimar e nem grudar, tá? Pode adicionar água durante se precisar. Eu gostei de usar a goiabada dessa embalagem porque ela é mais fácil de cortar tanto para derreter quanto para fazer as bandeirinhas que vão decorar a sobremesa. :)mousse de milho verde com goiabada 6Aí você deixa esse creme de goiabada esfriar um pouco, lutando contra a vontade de ficar roubando um pouquinho e depois mais um pouquinho e depois mais um pouquinho…mousse de milho verde com goiabada 5Então é só montar nas taças, colocando a goiabada no fundo e depois, delicadamente, juntando o creme de milho. Joga devagar pra não misturar muito e ficar assim bem bonita, tá bom? Aí você leva a geladeira por 4 horas e depois é só decorar com as bandeirinhas de goiabada, que você pode fazer qualquer formato depois do São João. Corações, estrelinhas, letras, é só soltar a imaginação. <3mousse de milho verde com goiabada 4 mousse de milho verde com goiabada 3Fica lindo, né? E posso garantir que fica uma delícia! O creme de milho fica bem consistente e quando você chega na goiabada ela tá suuuuper cremosa. Coisa de louco. Vai gente, vai fazer que é coisa linda e deliciosa! :Dmousse de milho verde com goiabada 10

* Post em parceria com a Tambaú Alimentos



© 2017 - ideias de fim de semana