home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre bebida

dicas para trabalhar em cafeterias


Trabalhar de qualquer lugar é uma das melhores coisas de ser freelancer, na minha humilde opinião. Em alguns momentos, precisam ser lugares com internet e talvez uma tomada por perto. E como trabalhar em um ambiente agradável faz toda a diferença, as cafeterias são sempre uma boa pedida.

Mas, aqui pra nós, precisa rolar um bom senso nessa relação. Fico pensando naquela galera que vai pra cafeteria, pede um café espresso e passa uma tarde inteira trabalhando por lá. Pensando nisso, vim aqui deixar algumas dicas marotas. E assim, eu nem sou dona de café nem nada, então talvez os donos e funcionários tenham até mais dicas do que essas pra somar. Se tiverem, fiquem à vontade pra contribuir. :)

lalá café Oferecer internet gratuitamente não é um serviço obrigatório.

As redes wifi já viraram algo básico nos estabelecimentos comerciais. Mas, não custa lembrar, que não é obrigatório. Então, caso não tenha, ou mesmo que tenha os funcionários digam que você não pode usar, não reclame, não faça cara feia, não diga que é um absurdo. Pode ser apenas uma opção do lugar, e você também tem a opção de ficar ou procurar outro lugar.

são braz Consuma no lugar.

Não tô falando de pegar um cafezinho e passar a tarde inteira. O produto da cafeteria não é a internet ou a energia que você vai usar de favor. Eles trabalham com comes e bebes, e é isso que você deve consumir lá. Essa é uma das coisas que deve levar você até lá, inclusive. Não apenas pra você trabalhar em um lugar diferente a cada dia. Isso tem seu preço.

bogart café Não seja uma mesa ocupada com um computador.

A preferência é sempre de quem vai comer, correto? Então se você já comeu suas coisas e ainda está no ambiente, tenha o bom senso de olhar ao redor e ver se tem mesa desocupada pra quem chegar. Se o lugar estiver cheio e você for uma mesa com um computador, ou você come, ou você pede a conta e sai. Ficar é uma falta de respeito com as pessoas que chegam e também com o próprio estabelecimento.

organico 22 Não seja barulhento.

O ambiente da cafeteria é pra ser agradável para todos os presentes. Geralmente tem uma música ambiente, pessoas conversando. Então fique atento ao barulho que você produz enquanto fica no telefone ou se é alguma reunião com várias pessoas. A dica também vale para os barulhos do computador/ celular. Não passe vídeos, áudios e nem escute música pelas caixinhas, use fones. Não deixe habilitados os sons de aviso do computador, como whatsapp web ou outros ruídos. Não fique batendo caneta ou qualquer outra coisa fazendo barulhos repetitivos enquanto você pensa ou fala no telefone, eles são insuportáveis.

castigliani Agradeça e seja gentil.

Pode parecer besteira falar isso, mas é bem sério. Você ficar lá trabalhando é um favor que eles te fazem, sabe? Então agradecer, postar uma fotinho na internet pra divulgar o lugar, ser gentil com os atendentes, tudo isso é importante. Afinal, você deve querer voltar lá outro dia pra trabalhar, e a política da boa vizinhança é fundamental.

Em lugares como Rússia, Alemanha e Londres já existe há muitos anos uma cultura que está começando a chegar por aqui e já tem em São Paulo: ambientes que cobram pelo tempo que se passa lá dentro, e não pelos produtos. Então é um espaço onde essas dicas vão por água abaixo, afinal, o produto é outro. Você pega pelo tempo que fica lá e pode consumir as ouras coisas “de graça”, como café, água e biscoitos à vontade. É um modelo super interessante e válido pra quem busca ambientes legais e diferentes pra trabalhar.

Eu sou membro do coworking Impact Hub, e volta e meia vou trabalhar por lá, mas confesso que gosto de procurar lugares diferentes pra experimentar. Até porque eu amo café e amo comidinhas, então nada melhor que juntar o útil com a vontade de comer hahaha :P

Cafés legais pra trabalhar em Recife:

São Braz

Gosto muito do que tem na Praça de Casa Forte. Internet free, espaço ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas), mesas maiores pra reunião e um bolo de laranja que vou te contar…

Lalá Café e Loja Afetiva

Um oásis no meio de um caos no Espinheiro, além da internet free e dos espaços com e sem ar condicionado, eles são pet friendly e tem um café coado com cardamomo que olha…

Bogart Café

Internet free com rede aberta (evito usar redes sem senha por motivos de segurança dos dados, vale pesquisar sobre isso) espaço ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas), mesa redonda pra reunião e uma soda italiana de amora pra acompanhar qualquer coisa…

Livraria da Praça

Eu gosto do ambiente de livrarias, e é por isso que gosto de passar um tempinho trabalhando de lá. A internet é free e tem espaços aberto e no ar condicionado, mas não tem tomadas em nenhuma das opções. Por isso, só vá se o notebook estiver carregado. ;)

Orgânico 22

Uma delícia de lugar, de atendimento e de cardápio. Com internet free e os espaço ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas distantes da mesa, bom levar extensão), também é pet friendly e só serve café coado, nada de espresso, que vai muito bem com um bolo de maçã, canela e linhaça. Isso diz muito sobre o ritmo do lugar, que fica ao lado de um estúdio de tatuagem o que me fez sofrer trabalhando e ouvindo o barulhinho da máquina. <3

CaféCafé

Esse parece que é um café feito pra trabalhar, sempre que eu vou tá cheio de gente em reunião, nos computadores e tudo mais. Só tem lugar no ar condicionado e algumas mesas tem tomada perto. O cardápio do almoço é uma delícia, e os doces…

Bistrô 858

Além da internet ótima e dos ambientes ao ar livre (sem tomadas) ou com ar condicionado (com tomadas) e mesa de reunião, também é pet friendly e tem um cardápio bem grande desde o café da manhã até o jantar.

Galo Padeiro

Não é bem um café, é uma padaria super maravilhosa. Nunca fui lá exatamente pra trabalhar, então nem tô ligada nas tomadas. Mas é bem confortável, sei que tem internet free, mesinhas dentro e fora do ar condicionado e uma vitrine incrível de pães, doces e salgados, além do cardápio de café da manhã, almoço e jantar.

Café do Brejo

Também nunca trabalhei por lá, mas sei que tem internet free e é confortável e quietinho pra trabalhar com concentração, além de uma geléia de goiabada cascão…

Castigliani

O melhor café da cidade reabriu bem pertinho da minha casa, e eu tô saltitante! Ainda não tem internet, reabriu agorinha mesmo e tá em soft open, e eu nem vi se tem tomada também. Mas eu não podia deixar ele de fora dessa lista. Vale a pena ir até pra trabalhar do teu 3G na mesinha do lado de fora, comendo um croissant caprese na frente daquele neon lindimaravilhoso e depois tomando um café vienense ou um kalita ou um capuccino da casa ou qualquer coisa do cardápio que vai ser incrível. <3

Tenho certeza que tem vários outros lugares massa pra trabalhar por aqui, mas eu talvez não conheça ou não esteja lembrada. Então, quem tem uma boa indicação? :D


sou a nova food hunter do destemperados


Pra mim, comer é um dos maiores prazeres da vida. Gente, é sério. Eu amo comer. Como tanto que as vezes queria ter dois estômagos só pra comer mais. Amo conhecer sabores, lugares, e tudo que envolve o universo da comida. Porque comer é bom, e se for pra viver uma experiência legal, num lugar massa e com pessoas incríveis, sem dúvidas tudo fica melhor nessa vida.

Há anos eu acompanho o Destemperados, desde que era um simples bloguinho que falava de comida. E hoje é um super portal, com food hunters espalhados por todo o Brasil. E lá a gente encontra experiências diversas, dos lugares mais chics aos botecos mais honestos, em tudo que é cidade. Acho massa viajar pelos textos e pelos sabores, vendo como cada um descreve o que viveu e o que comeu.

E por gostar tanto do site, me inscrevi pra uma vaga de drink hunter que estava rolando pra Recife. Mas navegando pela minha vida na internet, descobriram que eu sou mesmo é boa de bucho e me chamaram pra food hunter, e eu não podia ter ficado mais feliz. :) Então esse mês fiz minha estreia no site e agora vocês vão poder acompanhar por lá algumas das minhas experiências gastronômicas por Recife e arredores. :)

destemperados Já estão no ar meus dois primeiros posts.

O primeiro foi do Haus Lagetop & Beergarden, vale o clique e a visita lá. ;)

haus

E hoje entrou no ar meu segundo post, do Lalá Café e Loja Afetiva, que está puro amor. <3

lalá café

Acompanhem sempre pelo Facebook do blog (/ideiasfds) e pelo meu Instagram (@terrinha), que eu vou avisar quando entrar algo novo. o/


recortes do final de semana


corangelicaangelicaseu vitalfabitomalustelacachorro pretooficina do saboroficina do saboroficina do saborboteco e bistroliaSó porque hoje é sexta-feira e me deu vontade de começar de novo o final de semana passado, com feriado e família. Tem coisa melhor do que receber em casa a família que mora longe? São sempre dias tão bons, tão felizes e, infelizmente, tão corridos. Dias entre muita risada, saudade, comidas, bebidas, histórias, passeios. Dias que deveriam acontecer mais vezes e, cada um, durar muito mais. Né? :)

Pai, Angélica, Fabinho, Malu, Mamis: amo vocês. <3

E um bom fim de semana a todos \o/

 


algumas verdades sobre a ressaca


Um post bem com cara de segunda-feira, né? Pois bem. Tudo nessa vida tem um motivo, e a razão deste post aparecer hoje foi a minha ressaca do sábado. Na sexta-feira fui assistir o show de Los Hermanos, que foi incrível e vai render outro post, e depois fomos para a festa de aniversário dos queridos Eden e Buchecha. Segundo Paolo, teve um pequeno problema no show, que foi a cerveja de graça no camarote, mas eu defendo que foi a cerveja quente.

Cheguei em casa me sentindo ótima, super jovem porque há tempos eu não saia pra me divertir tanto, beber tanto, dançar tanto e chegar em casa com o dia amanhecendo. Mas a verdade é que eu acordei no sábado certa de que eu já não tenho mais idade pra isso.

(Um parênteses para explicar que quando falo idade, não estou dizendo dos meus 24 anos, estou dizendo idade de espírito. O meu pai mesmo, é bem mais jovem do que eu. Tenham certeza.)

Continuando, no sábado eu acordei mal. Primeiro que acordei já correndo para o banheiro, colocar a alma pra fora. E durante umas 3 ou 4 horas eu fiquei na cama, deitada, imóvel, sem conseguir dormir e só levantando para ir botar as tripas pra fora. Além disso, umas 50 facas estavam sendo enfiadas na minha cabeça ao mesmo tempo, me causando uma dor dilacerante. Eu não podia tomar remédio, porque estava com o estômago vazio, que ficava ainda mais vazio a cada ida ao banheiro. Não conseguia comer nada, apenas beber água, muita água. Uma ressaca pesadíssima, como eu nunca tive. Acho, sinceramente, que foi uma indisposição minha mesmo, ou algum problema com cerveja quente, porque o estrago foi muito grande para a quantidade que eu bebi.

Então, entre uma conversada com “raul” e outra, acordei Paolo e pedi pra ele abrir um e-mail que eu tinha enviado para ele, com algumas coisas sobre ressaca. Foi a única coisa que me veio na cabeça, e ainda bem que funcionou :P Então trago para vocês alguma verdades sobre a tal ressaca, que todo mundo que bebe já teve uma grande o suficiente para virar história. Ou post :P

No e-mail não tem o autor dessas informações, mas fazem o maior sentido :)

O que acontece com o corpo?
Conhece a história do ‘bateu, levou’? Ressaca é isso. Uma resposta do organismo a uma agressão que sofreu. Funciona assim: o corpo gasta glicose para metabolizar o álcool. Glicose é açúcar, açúcar é energia. Resultado: A gente fica fraco e sonolento. O excesso de álcool também inflama o aparelho digestivo, faz a cabeça doer, provoca náuseas, vômitos e aumenta a sensibilidade à luz. Enfim, ressaca só não dá pereba.

Por que a dor de cabeça é insuportável?

O álcool desidrata o corpo, do dedão do pé ao cérebro. Da seguinte maneira: o etanol inibe a produção do hormônio antidiurético, e a gente faz muito mais xixi. Engoliu cuspe, pronto: é hora de ir ao banheiro. Portanto, a cabeça dói porque os neurônios sentem sede, literalmente.

Por que a ressaca só aparece no dia seguinte?
Porque é durante o sono que o corpo trabalha para absorver todo aquele álcool que foi colocado para dentro. De manhã, com o serviço feito, é hora de disparar os sintomas desagradáveis.

Beber de barriga vazia é pior?
Muito pior. Ter comida na pança significa que o etanol não estará sozinho na corrida da digestão. O organismo vai dividir as energias entre as duas tarefas, e isso tornará mais lenta a entrada do álcool na corrente sanguínea.

Mas comer o que ?

De preferência, alimentos ricos em sal e gordura. Castanha, amendoim, queijo e, para extrapolar, salaminho. O sal e a gordura estimulam a secreção de substâncias estomacais que protegem o estômago do álcool.

Tomar uma colher de azeite antes de enfiar o pé na jaca, ajuda ?

Azeite também é gordura, portanto ajuda. Então pegue a sua colher de azeite, despeje-a num prato, adicione sal e mergulhe pedaços de pão na mistura. Isso mesmo, igualzinho ao que você faz com o couvert do restaurante.

Ressaca de vinho é a pior de todas. Confere?

Não. As bebidas com teor alcoólico maior e destilados (uísque, vodca, pinga) – é que provocam maior estrago. Elas são absorvidas mais rapidamente pelo corpo. Por dedução  lógica, os fermentados (vinho, cerveja) fazem menos mal, certo? Cuidado: tudo gira em torno da quantidade.

Então, o que eu faço para acordar legal no outro dia?
O truque é simples e eficiente: intercale um copo d’água entre dois de bebida. A água é o verdadeiro santo remédio anti-ressaca. Ela reidrata, dilui o álcool e facilita o trabalho dos rins e do fígado. Sem dizer que também empanturra. Numa pança cheia d’água cabe menos pinga. Trocar a água por suco ou refrigerante também pode. Essas bebidas são ricas em carboidratos, que viram energia e ajudam a metabolizar o álcool.

O que é melhor comer quando se está de ressaca?
Alimentos de fácil digestão para não estressar ainda mais o organismo, já detonado pelo esforço de processar o álcool. Os campeões: frutas, para reidratar e repor as vitaminas, e pão, batata e massas, para obter glicose rapidamente e fornecer energia ao corpo.

Correr para a academia e malhar feito um louco ajuda?

O pobre-diabo do manguaceiro não tem forças nem para ir ao banheiro, quem dera para correr na esteira. E, para fazer exercício, o corpo precisa de glicose – a mesma que está sendo usada na recuperação pós-pé na jaca. Vai querer dividir?

O que eu faço pro meu quarto parar de rodar ?
Repouso. Mantenha a luz apagada, cortinas fechadas e fique deitado. A ressaca aumenta a sensibilidade à luz. Aproveite o momento introspectivo para fazer a mais clássica das promessas: ‘Nunca mais vou botar uma gota de álcool na boca’.

Foto: Jim Patterson

.



© 2016 - ideias de fim de semana