home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre #meumoleskine

meu instagram viu – abril 2015


Eu tô bem decidida a tornar esse Meu Instagram Viu uma série mensal, tanto que tirei os números e tô colocando o mês que as fotos foram tiradas, assim acho que vou conseguir manter a frequência hehehe :P É que eu adoro rever as fotos do meu Instagram, e quando começo a selecionar quais eu trago pra cá, dá vontade de colocar todas! :P Mas aí deixo aqui só um pouco do que eu mais queria repetir, aí já vale :) E quem quiser acompanhar todos os posts, segue lá o @terrinha :)meu instagram viu Meu Instagram Viu a alegria de Chica à milanesa num dia de praia.

meu instagram viu 2Meu Instagram viu o brownie recheado incrível da Chocolate, Poesia e Arte, que me faz chorar de saudades só de lembrar.

meu instagram viu 3Meu Instagram Viu meu afilhado Cuscuz ser lindo, num dia que fui ficar de babá e babar por essa beleza toda <3

meu instagram viu 4Meu Instagram Viu meu novo vício em receita de peixe: tilápia coberta com wasabi. <3

meu instagram viu 5Meu Instagram Viu um pouco do #meumoleskine pra juntar a cabeça e o coração. <3

meu instagram viu 6Meu Instagram Viu meu dia começar com tapioca, café e o livro lindo que ganhei de presente da linda Rafa <3

meu instagram viu 7Meu Instagram Viu meus oréganos começando a nascer pra fazer minha horta brotar de verdade. :D

meu instagram viu 8Meu Instagram Viu quando eu precisei arrumar sozinha a corrente da minha bicicleta, e ostentei as marcas de graxa como um troféu. :P

Para acompanhar todos os posts do meu Instagram, segue aqui: Terrinha.

E aqui estão os outros posts da série “Meu Instagram Viu” e até o mês que vem!


um pensamento sobre fazer companhia


companhiaNa sexta-feira me peguei escrevendo um super email de notícias pra mamãe e papai, atualizando eles das últimas da minha vida corrida. E entre as novidades de mudança de emprego, de rotina e de tudo mais, me peguei pensando no quanto pode ser solitária essa vida tão turbulenta.

Acordar pra trabalhar, trabalhar até ir dormir, isso com alguns poucos intervalos no meio. Todos os dias. Sabe aquela sensação de ter trabalhado um mês em 5 dias? Pronto. Aí chega no final da semana e tudo que eu quero é descansar. Não é sair, não é curtir, é apenas descansar. Colocar as pernas pra cima, ver um filme, abrir uma cerveja. E foi quando eu me peguei pensando sobre as companhias para alguns momentos.

É fácil você ter companhia pra fazer qualquer coisa, né? Pra comer, dançar, correr, viajar. É fácil ter companhia pra fazer compras, ir num cinema, numa festa. É fácil até ter companhia pra fazer obra, bater lage, fazer mudança. Mas as vezes tudo que a gente precisa é de uma boa companhia pra fazer nada.

Um encontro que não depende de nada pra existir, sabe? Onde o silêncio não incomoda, mas que a conversa é bem vinda. Onde pode ter uma bebida ou não. Uma comida ou não. Um filme ou não. Uma companhia apenas pela parceria, pelo encontro. Porque na correria a gente vive cercado de gente, mas a sensação de estar sozinho é constante. Não sei se sou só eu que sinto isso, por conta da minha carência geminiana eminente. Mas a verdade é que por mais um bom tempo sozinha tenha o seu valor, as vezes a companhia para o nada faz toda a diferença.

Então começo a semana com esse pensamento que permeou meu fim de semana. Vamos ser a companhia que não precisa de motivo pra estar junto, porque essa sim é a parceria de verdade. Pra fazer qualquer coisa, existe qualquer pessoa. Pra fazer nada, só existe a gente. :)


eu desejo mais medo pra você


medoHá um tempo eu venho pensando sobre o medo. Acho que desde criança esse é um sentimento que nos é apresentado como ruim, né? Medo do escuro, medo de fantasma, medo de cair e se machucar, medo de errar e levar uma bronca. O medo, quando a gente é pequeno, sempre tem uma áura negativa, assustadora e repelente. Ninguém quer sentir medo, né?

Mas desde que minha irmã passou no vestibular e disse estar com medo das novas responsabilidades de universitária, que eu venho pensando sobre esse sentimento que é uma faca de ~dois legumes~. Foi quando eu disse pra ela que se eu pudesse desejar algo pra ela nessa nova fase, seria mais medo a cada degrau. Porque quando você tem esse frio na barriga, significa que você está diante de um terreno desconhecido, um passo a frente. Se você não sente esse medo, está apenas no mesmo nível, andando pro lado feito caranguejo. Não existe evolução sem medo. Então quando a gente passa a olhar esse sentimento assim, ele para de assustar e passa a ser um medo cheio de prazer.

Eu tive medo quando escolhi mudar de emprego, mudar de apartamento, mudar de vida. E quando eu vou tomar decisões e sinto um frio na barriga é quando eu tenho mais força. Porque realizei que é o medo que move o mundo, e só vai mover pra frente se ele for vencido. Claro que quando estamos diante de escolhas podemos sim errar, e esse é o maior medo. Mas nós só saberemos se fizemos a escolha certa, se demos o passo pro lado certo, se entrarmos com os dois pés. E a cabeça. E o coração. Só assim nosso medo vira resposta, vira realização, vira sucesso, vira amor, vira paz.

Então, se eu pudesse desejar algo para as pessoas hoje, eu desejaria uma pitada de medo em cada momento da vida. Porque é vencendo esses pequenos e grandes medos que nos fazemos pessoas melhores e maiores. Mas junto com o medo eu desejo que as pessoas tenham força para vencê-lo. Porque você só sabe a força que tem quando precisa usar, e se tem uma coisa que testa nossa força, nossa coragem, nossa garra, essa coisa é o medo.

Sendo assim, vamos parar de “temer o medo” e passar a querer ele. Porque é com medo que se segue. E se você não tem sentido um friozinho na barriga ultimamente, acho bom parar pra ver o que está errado na sua vida. Porque com certeza você poderia estar fazendo mais por você. Vamos deixar de vida morna. Bom mesmo é frio na barriga, é coração quente, é ferver a cada passo. E que venha o próximo degrau.

 


retrospectiva #meumoleskine


Reuni aqui algumas das imagens mais curtidas de 2013, da série #meumoleskine que eu publico no meu Instagram (segue @terrinha pra ver tudo!). São pensamentos e sentimentos que eu tento traduzir pra algumas palavras. Eu acredito que quando escrevemos e falamos o que sentimos, ficamos mais leves. Se tem uma coisa que eu não consigo guardar pra mim é o que sinto e penso, sabia? As vezes até deveria, eu acho. Afinal, ao mesmo tempo que ficamos mais leves ficamos também mais frágeis ao entregar nossas forças e fraquezas, né? Mas eu sou assim, coração, mente e livro abertos. :) E eu tenho o maior prazer de compartilhar <3

#meumoleskine#meumoleskine#meumoleskine#meumoleskine#meumoleskineE esse último já foi em 2014, mas tanta gente se identificou que eu trago aqui só pra gente pensar junto. :)

#meumoleskine



© 2016 - ideias de fim de semana