home sobre mim sobre o blog mídia kit

um brinde à cerveja


eu amo cervejaeu amo cervejaeu amo cervejaeu amo cervejaEsse post tem a maior cara da sexta-feira, né? Mas tenho que dizer que a história dele é bem pessoal. Vou contar minha história com essa loira :)

Há uns 5 ou 6 anos atrás eu não bebia cerveja. Curtia vodka, licor, até uma boa cachaça tava valendo. Mas eu sempre tentei gostar de cerveja, me parecia tão mais prático e social. Todos os meus amigos bebiam cerveja, e eu vodka. Todos podiam comprar cerveja em qualquer lugar, e minha vodka sempre era um transtorno pra ter gelo e um acompanhamento tipo suco, refrigerante, energético ou halls (sim, halls).

Obs: Se você tem problemas com álcool, não continue lendo o post. Risco de apologia :P

Eu não sei exatamente quando comecei a tomar cerveja, mas hoje eu fico feliz em ter começado. De verdade. Sempre vi minha mãe trabalhar muito, feito doida mesmo, e na sexta-feira, no fim do expediente, abrir sua cerveja e relaxar. Eu já postei aqui meu sentimento aqui sobre a hora do café, e a hora da cerveja também tem seu significado.

Eu gosto de bebericar enquanto estou cozinhando, parece que o ritual fica mais completo, sabe? Quando é dia da pelada de Paolo e eu fico sozinha em casa, abro uma cerveja e vou pro computador fazer posts, ler posts, ver seriados, essas coisas. Quando eu bebo cerveja com os amigos é uma sensação de confraternização divertida, e quando é com as amigas é de uma intimidade e de uma semvergonhice que vou te contar, viu? :P

Eu bebo cerveja até nos momentos mais românticos, já que o vinho, a bebida mais romântica do mundo, eu ainda não aprendi a gostar.

Quando é com a minha mãe, na sexta-feira, é uma sensação de que o fim de semana está começando. É quando eu entendo o que a minha mãe que está sempre trabalhando, cuidando de casa, de filho, de cachorro e, quando sobra tempo, dela mesma, sente quando faz um brinde com uma gelada no fim do dia. É uma sensação de “eu mereço”, sabe? A cerveja virou uma recompensa que eu dou para mim mesma, após horas de trabalho e correria.

Uma recompensa que muitas vezes é usada como desculpa para experimentar vários tipos, e preços, de cerveja. Artesanais, de trigo, as mais claras, as mais escuras, mais turvas, as importadas. Estava falando isso ontem na agência: eu adoro conhecer lugares que oferecem cervejas diferentes. Sou geminiana gente, nunca consigo escolher. Dá vontade de pedir todas.

Ontem, depois de trabalhar, caminhar 4km arrependida de não ter ido pra academia na hora do almoço, passar no supermercado e no posto de gasolina, eu resolvi colocar uma cerveja pra gelar. Porque achei que eu merecia, já que ainda ia cozinhar minha marmita de amanhã e fazer um post pro Ideias :)

Claro que com moderação, mas as  vezes tudo que a gente precisa é abrir uma cerveja e pensar: eu mereço.

Bom fim de semana :)

 


29 comentários sobre o assunto

Ahhh que delícia!! Também fiz um post/homenagem à loira dos nossos corações numa sexta qualquer: http://www.raphanomundo.com/2010/07/beer-cerveza-biere-bier-birra-cerveja.html

Um brinde à sexta-feira que será incrível!

:*

Rapha Aretakis

Adorei sua história com a loira! Eu também tenho uma queda por ela… :)
Beijão!

Cris

eu tenho meio que vergonha de dizer que gosto de cerveja desde criança… veja bem, meus pais e meus tios eram do tipo que davam a espuminha pra gente experimentar. E tenho pra mim que de toda a minha geração, na minha família, eu sou a que mais gosta de cerveja. Meus primos bebem mais vodca, uísque, cachaça… eu sou da turma da cerveja com amendoim. Mas também foi só com o tempo que fui entender quando minha mãe falava “nesse calor uma cervejinha gelada é que caia bem”, e em troca eu que ensinei pra ela que cerveja o cabra pode apreciar sabores diferentes, cheiros variados e cores mil…

Amei o post Terrinha! achei a minha cara =P

Alice O.

Delícia de post!
Você conseguiu traduzir direitinho essa celebração que é abrir uma cerveja ao final do dia!
Uma dica para quem como você e eu gostam de experimentar cervejas diferentes.
Quando for ao Rio de Janeiro vai na Choperia da Devassa.
Lá tem umas 10 opções diferentes de chope, do mais claro aos escuros e mais alcoolicos tb!
O meu preferido foi o chope de trigo – que chama Sarará – que tem uma espuma macia que é praticamente um carinho! =D
Um dia eu e uma amiga bebemos todo o cardápio! Heheheh… bom demais!
Beijo, Mari

Mariana Azevedo

cerveja é bom demais!!!
foi algo que eu aprendi a gostar tambem a uns 4 anos atrás, da mesma forma que você, pra evitar maiores transtornos e ressacas (pq vodka é foda na ressaca!!)
comecei nos bares ao redor da faculdade bebendo com os amigos, aquela bebida prática, barata, super gelada pra amenizar esse calor infernal de Recife, e agora não me vejo num show sem uma cerveja!
eu nem tinha muita necessidade de bebida, as vezes saia e era a única que não bebia, pq não me fazia falta nem ia beber só pra socializar.
mas cerveja é uma coisa que, quando eu menos espero, faz falta! e me imagino num bar, com meus amigos, muita risada, Mutantes e cerveja!
que falta faz os tempos de faculdade, que vontade de cerveja!!

achei sacanagem esse post!! ahahaha
(brinks)
:)

Maria Helena Araújo

Só pra te deixar com vontade: No Mercado da Madalena, um dos bares/restaurantes que ficam na parte externa contrária ao lado dos passarinhos tem heinkeen super gelada num preço justo, ” o bar do ARtur” se diferencia dos demais não só por ter heinkeen de cara vc sente a diferença. Não que eu não goste dos outros mas dá pra ver q é mais bem cuidado.
Ainda lembro a primeira vez que cheguei lá e perguntei qual cerveja tinha… acompanhei com um cupim no bafo recheado com uma linguiça de primeira…. Vou parar por aqui que to ficando tonto de fome !

alexandre

isso é um atentado ao meu trabalho! tá um calor do cão aqui e tô morrendo de vontade de sair correndo para tomar uma, rs… bjs

emy

Oi Anna!
Minha história com cerveja é engraçada.
Tenho pai e mãe mega cervejeiros, minha mãe acha que 10 da manhã de um sábado ensolarado (como todos de Salvador) é a hora perfeita pra abrir uma cerveja gelada.
No entanto, a filha pródiga saiu contrária à família: sempre detestei cerveja. Já tentei mil vezes aprender a gostar e nããããão rola. Só rolava em uma única ocasião: calor tenebroso, tinha que ser Skol (baiano adora Skol, tenha noção que já tive um cachorro com esse nome, ele tinha cor de cerveja), tinha que estar estupidamente gelada e um copo americado me bastava.
Hoje, nem que eu quisesse, poderia tomar: meu organismo desenvolveu uma intolerância ao glúten, que, entre outras coisas, está na cevada.
No entanto, desde os 15 anos sou louca por vodka. E, tem esses probleminhas aí que você falou. Mas a gente se vira. No Carnaval aqui no Rio (onde moro hoje), vi os sacolés (ou geladinhos, não sei como chama aí em Recife) de caipiroska. Imagine! Surtei, né? E tomei muuuuuita Ice vagabunda também!
Aliás, hoje é sexta e isso pede uma caipirinha (porque a vodka acabou)!
Beijinhos!

Clara Miranda

Oi Anna,
Venho acompanhando seu blog, suas marmitas maravilhosas e seus presentinhos caprichados, nunca comentei, mas hj com esse tema não resisti!
Que bom que você experimentou a cerveja e pelo que vi continua experimentando. É isso mesmo, são milhares de estilos, sabores e aromas, um mundo rico e quase infinito a ser descoberto.
Ah Mariana, já que está no Rio e gosta de cervejas, conheça o Boteco Colarinho em Botafogo, são 9 torneiras de chopp, sempre com novidades, quase todas nacionais. Imperdível!
beijo
Lu

Luciane

Filha juro que antes de tudo isso te ensinei apreciar uma boa mamadeira, sucos de todas as marcas e de todas as cores, com misturas extraordinárias, te ensinei a valorizar a água com e sem gás mas…como hoje é sexta perdoo a homenagem merecida para as cervejas. Um brinde a você, maravilhosa!
Te amo

Stela Oliveira

Anna,

Quando for a SP ou ao RJ, não deixe de dar uma passada em algum Mr Beer
http://www.mrbeercervejas.com.br/site/index.html
São zilhões de cervejas diferentes, de todos os lugares, cada rótulo de babar de lindos, num quiosque bem prático, esquema comprar e levar para degustar em casa. Comprei pro marido uma sacolinha térmica com cervejas indianas, americanas, belgas e irlandesas. O olho do bichinho brilhava quando abriu… E o bom é que eu tb aprovetei o presente:):)

beijos

Nanda.

Nanda(a baiana)

Um post digno de sexta-feira. Hoje a noite abrirei uma Eisenbahn e uma Stella Artois em casa e, certamente, lembrarei deste seu post. :)
Farei um brinde silencioso. :)
Bjs

Leonardo Araujo

Então você é das minhas! Sempre gostei de cerveja, mas desde que mudei pra Palmas, é quase uma religião, com culto às sextas-feiras. Hoje é dia. Amém!
Também gosto de beber pra cozinhar. Meu sogro sempre diz que o que faz a comida ficar boa é o tempero do cozinheiro.
Abraços e bom final-de-semana

Rafaela Ventura

Anna, já que você gosta tanto de cervejas diferentes e mora em BH, te indico alguns lugares…Bom, imagino que você conheça todos, mas não custa nada tentar, né?! =) hehe
– Frei Tuck
– Café Viena (tem cerveja de tudo quanto é tipo…tem uma lá que custa uns R$800,00! MEDO!) Mas calma, tem das mais “normais” também…hehehe
– Rima dos Sabores
Não estou lembrando de nenhum outro lugar, mas desejo uma ótima sexta e uma ótima cerva! Todo mundo merece, né?! =D bjs

Milena

Concordo totalmente com você…Também sou cervejeira e adoro cozinhar tomando uma gelada.
Sexta deveria ser realmente o dia internacional da cerveja. E no sábado de manha, então…huuummmm a beira mar, naquela preguiçinha boa…aí é TUDO!!! Um brinde a nós cervejeiros!!!!!

Dany

Anna já disse é repito vc é mto fofa!! Admiro mto seu jeito de escrever os posts, com tanto sentimento, mesmo q seja pra falar sobre cerveja. Menina Grande, beija sua mãe por mim… somos reflexos de nossa criação, e sua mãe ta nota MIL com a sua criação!
beijos
ÓTIMO FIM DE SEMANA!!

Liane

Eu, como boa apreciadora da cerveja, amei esse post!
Deu aquela levantada no astral :D

Parabéns, Anna!

Natália Pimentel

Haaaa, e tem coisa melhor? Este post vai muito bem com uma loira gelada acompanhando hehe, fiquei com água na boca!

Simoni Gomes

Anna, há meses venho acompanhando seu blog. Lindo, chic e sem frescuras. Amo.
Acabo de ler este post sobre a cerveja logo após acordar de uma soneca na rede após tomar umas cervejinhas mega geladas na beira do rio, no Vapor 48. Cerveja gelada, boas companhias e uma linda paisagem. Tem melhor maneira de começar um final-de-semana??
Beijos.

Rita

Vc abriu o post com uma foto da minha cerveja preferida no mundo todo da minha vida!! Quilmes é foda de boa! hahaha! Ótimo post de sexta!

Paula

Anna, você sabe se temos no Recife alguma casa especializada em cervejas?

nicolas

Uma boa notícia sobre o tema: está prestes a abrir no Recife a Emporium Gourmet | Beer Store, uma loja com mais de 100 rótulos de cervejas.
Vale à pena conferir.
http://www.emporiumbeerstore.com.br/blog/?page_id=176

Fábio

“Lindo, chic e sem frescuras.” tive que tomar emprestado da Rita aí em cima, né?
Tu arrasa, amiga. <3

fred

Adorei o post!! sou amante da cerveja também! e entrei de bobeira nesse link quando li “um brinda à cerveja” logo no trabalho…imaginem!!

Tati

Anna, me identifiquei MUITO com esse post. Primeiro porque eu também não gostava, só ficava na vodka, licor e coisas assim. Fui aprendendo, comecei tomando Malzebier, e hoje amo. Segundo porque também tenho essa sensação de “eu mereço” seja numa sexta ou mesmo numa terça-feira, dependendo do estresse, vale até aquele copo geladinho e cheio de trela na hora do almoço. Adorei, beijos.

Márcia

Adorei a proposta do seu bog.
Voltarei com certeza.
Boa semana.
Inté, bjs.

Ual

Nunca mais um “tiriiiinnnnnn… tem barril de heineken na promô, quer?” ou sequer uma cervinha meia boca num happy hour. E eu que pensava que era amor. Só chora pelas negas. Pelo felino nem um snif sequer.

Mas já sei, vou comprar umas brejas e aparecer, torcendo pra ter pão de queijo do reino feito pelo Mestre dos Magos – Franja de Bonia (ou boina) – Paolo Montanhero.

Saudade de vocês.

P.S.: Felas da @#$%^&* me abandonaram no carnaval.

Miau

KKKKKKKKKKKKKKKK, esse meu amigo Miau é uma onda!
Acho até que ele tomou um cervejinha pra escrever esse comentário :P
Mas concordo que precisamos nos amar mais vezes, quando será???

Terrinha minha amiga linda, que delícia esse post :)
amei <3

lucilA

Deixe sua mensagem



© 2017 - ideias de fim de semana