home sobre mim sobre o blog mídia kit

uma palavra sobre comportamento


Ontem, eu publiquei uma pequena frase que dizia: “Tem coisa pior do que gente que só reclama? Então fica a dica: para cada coisa que você reclamar, elogie outra. Ou você ficará insuportável.”. Foi apenas um pequeno desabafo meu, bem sincero. Mas então eu vi que gerou vários comentários no Twitter, no Facebook, e várias pessoas curtindo, concordando, comentando. Então eu vi que não era uma coisa só minha, que as pessoas compartilham desse meu sentimento.

Então resolvi dar uma palavrinha sobre o comportamento humano. Outro desabafo bem pessoal.

Quando perdemos tempo falando mais de nós mesmos do que do mundo e dos outros, é quando menos queremos nos enxergar. Porque aquela pessoa que só fala dos seus méritos e das suas conquistas, com certeza não está querendo ver um lado difícil e diferente da sua personalidade. Ou pior, não consegue ver prazer na conquista dos outros.

Quando reclamamos mais do que elogiamos é quando o defeito não está mais nas coisas ao nosso redor, e sim em nós mesmos. Se tudo está ruim, desconfortável, triste e dá motivos suficientes para que a gente dispare uma reclamação atrás da outra, precisamos saber onde está o erro. Em todas as coisas ou em nós mesmos.

Quando só falamos de trabalho é quando estamos sem tempo para olhar as outras esferas da nossa vida. Ou porque simplesmente é a única esfera da qual conseguimos cuidar e, assim, preferimos deixar as outras de lado e guardar como poeira em baixo do tapete.

Quando só falamos em bens, conquistas e dinheiro, é quando o que nós mais precisamos não pode ser comprado por aí. É quando nós estamos no poço da nossa maior carência. A carência de nós mesmos. Da nossa essência. É quando não nos encontramos mais em nós e buscamos nas coisas que o dinheiro pode pagar.

Quando só falamos do passado ou do futuro é quando menos vivemos o hoje, o presente. É quando vivemos sonhando com planos que não sabemos quando vamos realizar, é quando vivemos de lembranças que há muito tempo ficaram pra trás. É quando não nos encontramos no agora e queremos viver tudo menos a nossa vida nesse momento. E por isso não enxergamos como ela pode estar sendo boa, enquanto a gente não percebe.

E se a gente parar para olhar, tem muita gente assim ao nosso redor. Que falam só de si. Que reclamam de tudo. Que só falam de bens materiais. De trabalho o tempo inteiro. Que só vivem de passado ou de futuro. Pessoas que se escondem atrás de uma fina camada de desgosto, que muitas vezes nem percebem que levantam contra o rosto.

Muitas vezes essas pessoas mal notam como estão ficando distantes. Como estão ficando sozinhas, ainda que rodeada de outras pessoas. Porque as vezes a gente precisa ter um lembrete na nossa agenda de compromissos, que nos recorde de sermos felizes. Um horário para a gente perder a hora. Um dia para a gente decidir que tudo que queremos fazer, é nada. Porque muitas vezes esquecemos que o melhor da nossa vida pode estar nas outras pessoas, nos outros lugares, nas outras experiências.

Porque muitas vezes esquecemos que nós, só somos “nós” quando estamos juntos. Se não é apenas “eu” e “você”, longe de ser a gente, longe de sermos nós outra vez.

Porque todo ser humano tem seu período assim, e as vezes a gente só precisa lembrá-lo de que existe um mundo feliz aí, do lado de fora da sua armadura de “eu”. Tem um mundo onde “a gente” pode ser bem mais feliz.

Aproveitem o dia, gente. Sempre.


16 comentários sobre o assunto

quando quiser “virar” psicóloga, dou todo o apoio viu? ;)

Alice O.

Que texto legal, Anna! Já me peguei um tempo reclamando de tudo e todos, até que caiu a ficha de que o principal responsável pela minha vida e por minhas escolhas sou eu mesmo. Ser feliz, ser positivo, é uma escolha. Hoje eu tento sempre ver as coisas por um lado bom, não guardar rancor e perdoar mais. Tudo fica mais leve e você percebe que há infinitamente mais coisas boas do que ruins na vida. É preciso muito pouco para ser feliz :)

Filipe

Como diz minha vidokinha caçula “falou bem falado”
Texto belíssimo !!!!

Lucilene Oliveira

Anna Terra, sempre me inspirando ao longo de uma década. :)
Obrigado por compartilhar essas idéias que, não só nos fins de semana, fazem o nosso dia um pouco mais iluminado.

Te amo!

fred

Texto perfeito!!!

MARIANA BARROS

Agora já reclamou, reclamou, reclamou… Elogie alguma coisa, vá.

Fellipe

Nossa texto perfeito…
Falava justamente disso com meu marido ontem…
Carpe diem!!!

elaine oliveira

Outro lado da moeda: pobre daquele que tolera o que é ruim só para ter uma sensação de felicidade. Psicologia explica: mecanismo de defesa. Por outro lado, quem vive “emputecido” é aquele que sabe como as coisas deveriam ser e não são. Mas, no fim das contas, dá aquele “risinho machadiano” de superioridade.

Andy

Amei …
simplesmente tudo

Caio (Kio)

Nossa, maravilhoso este texto mocinha.

Infelizmente os reclamões sempre vão reclamar,
a vida deles sempre será terrível e desanimadora,
mais ainda bem que existe pessoas como você.

Takamura

Você não sabe o quanto eu precisava ler isso hoje!

Allana Gama

Oi Anna, já visito o seu blog há algum tempo mas nunca comentei antes maaaas hoje eu não podia deixar passar! Adorei o post e acho que cai como uma luva pra muitas pessoas que eu conheço, inclusive pra mim!!! Em alguns momentos da nossa vida estamos tão perdidos que acabamos confundindo tudo e aí precisamos mesmo de um sacolejão pra voltar a encarar a vida como ela deve ser encarada e dar as coisas a dimensão correta. Bjs grandes

Andrea Oliveira

Menina!!!acompanho sempre teu blog,q texto maravillhoso e verdadeiro.Adorei até porq a gente ta cheio de pessoas assim ao nosso redor.Parabéns.

Eli

Comecei agora a acompanhar teu Blog!! E estou adorando! Texto muito verdadeiro!
Parabens!

Liane

Olá Aninha amei o texto, verdadeiro, puro, sincero e faz um bem danado pra quem o seguir.

Angel

Conheci hoje seu blog e adorei.
Essa mensagem me tocou muito, estava precisando.

Amanda Prado

Deixe sua mensagem



© 2017 - ideias de fim de semana