home sobre mim sobre o blog mídia kit

algumas impressões de aracaju


aracajuaracajuaracajuaracajuaracajuaracajuaracajuVamos falar um pouco da cidade de Aracaju. Pouco mesmo, porque nem deu pra conhecer muito. Pegamos dois dias com muita chuva e pouca coragem de sair, então terminamos sem conhecer muita coisa nem fazer muitos programas. Mas deu pra ter algumas impressões da cidade.

# Os caranguejos

Eu sou uma pessoa incrivelmente apaixonada por caranguejo. Sério, gente. Desde pequena que mamãe me leva pra comer e esse é um dos grandes prazeres da minha vida. Sou daquelas que come tudo quebrando no dente, patinha por patinha, patola por patola, e que comemora quando a cabeça está bem gorda e amarela, pra comer de colher. E, por prazer dessa vida, encontrei uma pessoa que também tem essa paixão pelos bichinhos que andam de lado. Então eu e meu lindo simplesmente detonamos vários caranguejos, sempre, quase todo final de semana. E quando se fala em Aracaju já se pensa: caranguejos. Pelo menos é o que eu sempre penso e o que todo mundo me disse, quando eu falei que ia pra lá. Então, dada a fama do lugar e a coincidência de irmos no começo dos meses sem R do ano, ou seja, quando eles começam a ficar gordos e deliciosos, a expectativa era grande. Acho que passei uma semana falando dos tais caranguejos e que eu não tinha dúvida de que ia comer milhares e que seriam os melhores caranguejos da minha vida. E, tenho que dizer, que foi triste. :( Pois é, acho que não demos muita sorte.

Fomos no Amanda, o mais indicado por todos como o melhor caranguejo da cidade. Pedimos logo 6 pensando que ia ser só a entrada. O caranguejo veio grande, bonito, como dá pra ver na foto. Mas poxa, não tava gostoso. Uma decepção. Pior que muita gente já tinha me falado desse bar, e até um casal que é de Aracaju que estava comendo por lá no dia disse que não era assim, que estava ruim mesmo. Sem gosto, meio seco e com a carne que não desgrudava da casca nem pagando o dobro. Tudo bem que as cabeças estavam gordas e suculentas, mas não foi aquele prazer de comer as patinhas e as patolas, sabe? Uma pena. Mas então fomos ao Cariri, o que parece ser o mais conhecido da Passarela do Caranguejo por seu forró pé de serra, sua decoração temática e suas comidas gostosas. Arriscamos pedir mais alguns carangas e veio melhor do que os anteriores mas, ainda assim, não estava o melhor do mundo. Tomamos uma Germaninha gostosa pra animar, com umbu-cajá azedinho, e seguimos em frente :) Talvez o problema tenha sido a minha expectativa, ou o fato de ter um caranguejo delicioso na esquina de casa. Mas a verdade é que os bichanos eram mais bonitos do que gostosos.

# Praia de Atalaia

A praia de Atalaia é a mais famosa de Aracaju, pelo que eu pude ver. Todo lugar indicava ela, principalmente a parte na frente da Passarela do Caranguejo, que é onde ficam os bares e restaurantes, e também a Praça dos Arcos, esses azuis, que são cartão postal da cidade. Tudo bem que a gente não deu muita sorte com o tempo, e na sexta-feira choveu boa parte do dia, só abrindo o tempo no final da tarde. No sábado choveu mais cedo, mas perto da hora do almoço já dava pra pegar uma praia. E eu, seca por um bronze e um calorzinho, fiz meu lindo andar a imeeeensa faixa de areia pra achar um lugar pra gente ficar. Sério, gente. Pense numa quantidade enorme de areia pra chegar até a água. Parece que não chega nunca :P

Agora o que mais me deixou intrigada foi a enorme quantidade de mesas, cadeiras e guarda-sóis que ficam lá na praia. Tipo, ficam pra sempre, sabe? Tem fiscalização e ninguém mete a mão, achei digno. Mas isso ajuda a dar um ar meio estranho a praia. Tipo, ela não é uma praia deserta, afinal, é cheia de mesas e cadeiras. Mas não tem ninguém. Nenhuma barraca aberta. Nobody. Então fica meio que com cara de praia fantasma, sabe? Como se tivesse alguma coisa lá que ninguém fosse e só a gente não soubesse o que é hahaha :P Mas eu fiquei foi com a impressão de que a gente estava no lugar errado da praia, só pode ser. Pra tanta gente falar bem ela não pode ser assim tão estranha, eu devo ter errado em alguma coisa :P

# Museu da Gente Sergipana

Vamos fazer uma pausa para dar uma salva de palmas ao Museu da Gente Sergipana. Clap! Clap! Clap! Gente, que lugar bacana. Feito pela mesma galera que fez o Museu da Língua Portuguesa de São Paulo, o Museu da Gente Sergipana é encantador. Todo interativo, faz a gente embarcar mesmo na cultura de Sergipe. Eu fico logo boba com qualquer coisa que envolva tecnologia, né? Tanto porque são ossos do meu ofício, quanto porque eu realmente adoro todas as possibilidades que o bom uso da tecnologia oferece. Principalmente pra uma coisa assim, voltada para a cultura local e pra educação. É realmente encantador. E quando a gente vê as crianças se divertindo com as interações, brincando com as coisas e, mesmo que nem percebam, aprendendo um bocado, é bem bacana. Também ver os adultos com cara de bobos vendo tudo aquilo funcionando e interagindo com você é massa :) Eu mesma fiquei boba. Adorei e super indico o lugar. Quem vai pra Aracaju TEM QUE ir ao Museu ;)

# Companhia

Porque a verdade é que não existe caranguejo ruim nem praia estranha quando a companhia é perfeita. E é sempre massa estar contigo, lindo. Sempre é. <3

aracaju


9 comentários sobre o assunto

Então Anna, que bom que tenha gostado da minha terrinha. Realmente você não deu muita sorte na questão tempo… desde sexta-feira o tempo não vem ajudando uma ida na praia e a partir do domingo a noite choveu aqui sem parar. Só hoje que o sol apareceu. E você deveria ter ido mais adiante… na praia do Mosqueiro, ou na Praia da Aruana, é aonde a praia (mar) fica pertinho dos bares, os bares em si são BEM melhores (da beira do mar). Tem Parati, Com Amor Beach…entre outros. E os caranguejos, fui na Atalaia na sexta-feira tbm, depois de ir ao teatro, e tbm me decepcionei. Os carangueijos estavam secos. Nunca tinha comido um assim. Realmente não demos sorte. rsrsrsrs. Você deveria ter ido ver o Projeto Tamar (Tartarugas marinhas), ir na igreja da Colina do Santo Antonio, tem-se uma vista da cidade toda. rsrsrsrs Queria ter sido sua guia, e mostrar as coisas lindas daqui. Mas que bom que vc gostou daqui no geral. Volte sempre, viu.
http://www.praiaparati.com.br/
http://venhadecarona.blogspot.com.br/2012/04/aracaju.html

Enneire Cerqueira Santos

Anna, fiquei curiosa para saber qual é o caranguejo delicioso na esquina da sua casa. Eu moro em Recife, mas sou de Aracaju e a melhor lembrança que tenho é de comprar as cordas de caranguejo na rua e preparar em casa junto com toda a família. Concordo com você que esses bares ficaram muito turísticos e perderam muito em qualidade, o último que gostei foi o Corno Velho – longe da praia, mas na beira o rio. Em geral, não gosto dos caranguejos de Recife porque levam leite de coco, o meu favorito aqui é o do Caldinho do Nenem no Pina. Abs, Flora

Flora

Ai que peninha que sua ida a AJU não tenha sido 100%. Sou apaixonada pela cidade, morei três anos lá e morro de saudades. E como disse a Enneire, logo acima, você poderia ter visitado outras praias, pois o tempo todo que morei por lá só fui uma vez pra Atalaia. E mesmo assim não fui para tomar sol e sim para comer. hehehe A praia não é legal, realmente. E fiquei me atormentando aqui com sua descrição do Museu, pois quando saí de lá, estava em construção. Quero voltar o mais rápido possível para visitar essa preciosidade. Eu espero que vc volte um dia e usufrua de toda beleza que Aracaju tem. E se tiver um tempinho, não deixe de visitar São Cristóvão e Laranjeiras (bem pertinho de AJU). Cidades lindas com suas igrejas, museus e muita arte sacra. Sou alagoana de nascimento, mas muito sergipana de coração. Adoro aquilo lá.

Bjo grande.

rejane

Poxa vida, q peninha q não deu para vc aproveitar minha terra linda! Hj o sol veio com tudo e tá fazendo um dia lindo (dia de chuva aqui é exceção)!
As praias badaladas aqui ficam na José Sarney, aí sim, vc iria gostar. A orla da Atalaia é excelente à noite.
Espero q vc seja mais feliz da próxima vez, e peça umas dicas pra gente, qdo estiver chegando :)

Adriana Andrade

Que maldade abrir meu e-mail com essas fotos na hora do almoço de uma Belo Horizonte friozinha… Que vontade de estar numa praia comendo caranguejo – mas num dia de caranguejos suculentos e de um céu azul ensolarado! :)

Branda

Anna já fui a Aracaju e o caranguejo de lá é maravilhoso. Acho que vc não deve ter tido sorte :(

As praias de Aracaju são assim mesmo. São muito parecidas com as de São Luís – onde eu moro – a cor do mar é marrom. :) e tem essa grande faixa de areia.

A praia de Atalaia é muito famosa, mas não é a melhor. Pra mim a melhor é a praia do Sarney. os bares são mais legais.

Aqui em São Luís o mar tem essa cor escura por causa da quantidade de rios que desembocam na baía e também pelos mangues que estão em todo o nosso litoral. Isso faz uma espécie de suco orgânico que alimenta nossos peixes e os caranguejos.

Por falar neles são tão deliciosos quanto os de Aracaju. Já viajei o nordeste todo e só encontrei carangas tão bons aqui e lá. grandes, suculentos e na água de sal (aqui a gente chama toc toc) ou ao molho… os melhores

Ana Paula

Você veio aqui do lado e não desceu pra Salvador, Anna? Como pode isso? Olha, aqui em Salvador eu garanto um caranguejo suculento e delicioso, viu! E também as lambretas, lembra? ;) Vem pra cá com seu lindo, e a gente aqui leva vocês pra uns passeios legais.
Beijo

Léo Araujo

Anna, realmente você não deu sorte. Mas não porque nesse dia todos os caranguejos estavam ruins, mas porque você foi no lugar errado.
O Amanda é famosinho, mas nem de longe tem o melhor caranguejo da cidade. Tá bem difícil ser o de lá. Além de não ter o melhor sabor, nunca é o maior e nem o mais limpo.
Muitos locais tem caranguejo melhor, mas o que ganha é o Bar do Alves. O local é muito cheio, não muito agradável, mas dependendo do dia que for, vale a pena. O caranguejo é o maior, o mais limpo e o mais suculento sempre. É só procurar o dono, Acácio, que ele vai te atender muito bem.
Quanto à praia, mais uma vez você no lugar bem errado. A que você foi é a mais popular de todas, mas é a menos recomendada. Quando voltar, vá ao bar Parati ou ao Com Amor Beach Bar, na Sarney. Esses bares tem tudo o que um bom aracajuano gosta: comida boa, gente animada, mar que dá para mergulhar.

Na próxima vez, fique mais tempo e conheça mais a cidade. Temos muito mais coisas que os pontos que você visitou. E não deixe de esticar e conhecer o canyon do rio São Francisco, em Xingó. Aí você vai fazer uns 5 posts só falando dele rsrsrs.

Mel

Amei todos os comentários sobre Aracaju. Estou indo pra Aju em janeiro com crianças, gostaria de saber dos lugares e praias boas, para ir. Porque com crianca tem que escolher bem. Ah, ficarei 6 dias. Obrigada!!

Adriana

Deixe sua mensagem



© 2017 - ideias de fim de semana