Author Archives: Anna Terra

o que eu aprendi em 2 meses de freela e home office

home officeToda mudança que acontece na vida da gente precisa de um período de adaptação, né. As vezes a gente consegue fazer com que as mudanças aconteçam em partes, aos poucos, o que não foi o meu caso. A ruptura empresa-freela e escritório-casa foi bem brusca. O que eu aprendi que tem o seu valor. :)

Eu sou uma pessoa altamente desorganizada, em todos os âmbitos da vida. Com dinheiro, com tempo, com cozinha, com roupa, com tudo. Pense numa pessoa que tem o dom de se perder no meio da própria vida: sou eu. E quando a gente vai ver dicas pra quem é freela ou pra trabalhar em casa, a primeira coisa que tem é: organização e planejamento. Logo, posso constatar que já comecei errado hahaha :P

A primeira coisa que eu fiz foi tentar organizar as minhas contas, baixar aplicativo de finanças, fazer planilha, cortar as gorduras do orçamento e ver como fazer pra fechar o mês. Confesso que isso não durou muito. Não consigo alimentar, acompanhar, fazer acontecer. Me perco e abandono, é sempre assim. O que eu estou me forçando a fazer é guardar 20% de tudo que entra na minha conta, tipo guardar pra sempre. Conversei essa semana com um consultor financeiro do Sebrae e peguei umas dicas sobre previdência, investimentos e vou começar a fazer meu pé de meia pra velhice, coisa que eu nunca consegui fazer enquanto tinha um emprego estável. É que quando a gente tá nesse mundo da incerteza, a gente pensa logo no futuro, né? Ainda preciso me organizar melhor pra fazer uma outra poupança, de curto e médio prazo, pra despesas que eu quero assumir como tatuagem, viagens e afins. Uma coisa de cada vez. :)

Aprendi que fazer o seu horário é a melhor coisa do mundo. Afinal, qual seria a grande vantagem de ser freela se você não pode tirar uma manhã de ressaca ou uma tarde pra cozinhar? Ou mesmo querer dormir depois do almoço porque pode trabalhar de boa até mais tarde. Ah, e um passeio no meio da tarde? <3 Mesmo que isso vá render um feriado inteiro de trabalho, ou sábado, ou madrugada. A gente escolhe, e cada escolha é uma renúncia, né? Poder escolher é bom demais. Ainda não consegui saber se eu gosto menos dos dias chuvosos e frios, ou dos quentes e ensolarados. Quando chove, sair da cama pra sentar no computador é uma guerra. Quando tá sol, me segurar no computador pra não correr pra praia é um problema. Mas são escolhas, né? A gente vive fazendo e aprendendo com elas.

Ah, pra quem não sabe com o que eu trabalho, eu faço estratégia e conteúdo pra redes sociais. Trabalho na área de comunicação digital desde 2011, e de lá pra cá foquei em planejamento. Hoje também faço conteúdo, vou dar aula (depois conto mais) e me envolvo com a comunicação dos meus clientes de forma geral. Afinal, sou publicitária, estou há 10 anos no mercado e se posso contribuir com outras áreas da comunicação deles, porque não? :) E como eu só tenho clientes maravilhosos, que eu pude escolher trabalhar, então ficamos muito juntos e nos damos muita força para o que precisamos. É isso :)

Outra coisa que eu aprendi é que Chica e Gato Gil passam o dia inteiro dormindo, mesmo. Eu achava que isso acontecia as vezes, quando eu por algum motivo ficava em casa. Mas não, é todo dia o dia todo. Ô vida boa essa dos meus bichos, meu deus. <3

Aprendi que ainda preciso aprender muito sobre organizar meu tempo. Percebi que tenho dedicado muito mais tempo ao trabalho, aos clientes, que já começo a trabalhar antes de levantar da cama, mal paro do almoço e quando vejo já tá tarde da noite. Aí termino deixando de lado esse cantinho aqui que tanto amo, e isso me deixa tão triste. :( E deixo de lado outros projetos pessoais também… Mas isso vai rolar, é questão de organizar mesmo. O que é um problema pra mim, como já disse. Mas se já aprendi tanta coisa nessa vida, vou aprender a cuidar do meu tempo e saber a hora de parar. Porque isso é importantíssimo e mal nos damos conta: a hora de parar.

Aprendi que quando o trabalho depende 100% de você, não tem ninguém pra cobrar, não tem ninguém pra dizer onde melhorar ou o que está errado, as coisas ficam muito mais gostosas e muito mais difíceis. Porque é uma auto análise constante e diária em tudo que é feito. E o peso de errar é grande, porque se meu trabalho só depende de mim, errar é só culpa minha. Acho que é por isso que fico com uma angústia de querer estar sempre trabalhando, fazendo mais e melhor pra cada job. E se isso não é uma das melhores formas de aprender e melhorar o produto do trabalho, eu não sei o que é. :)

Aprendi que não posso ter lanches em casa e que devo ter na geladeira algo que me dê algum trabalho para preparar, se não eu passo o dia todo comendo. Certeza.

Eu vejo muita gente falar sobre o ambiente do home office, a importância dele ser um ambiente exclusivo de trabalho, que precisa ser organizado e que você precisa se vestir pra se sentir que está trabalhando em casa. Confesso que essa aula eu pulei. Trabalho com meu computador na sala, só de camiseta, sentada na mesa de jantar. As vezes na cama, mas dói minhas costas hahaha :P Almoço no sofá, ligo a TV quando quero, levanto pra abraçar meus animais no sofá e brincar com eles no meio de um texto que eu tô escrevendo.

Nesses 2 meses de freela e home office aprendi na pele algo que eu só ouvia falar: nós não precisamos de emprego, precisamos de trabalho. E ainda bem que os trabalhos estão rolando. E que continuem rolando. E que eu continue aprendendo com essa louca vida louca.

E eu vou voltar mais pro blog, é uma das minhas metas mais urgentes. <3

cachorro quente dazamiga e muito amor na cozinha

Amizade pra mim é o amor na sua mais sincera essência. Porque não é um relacionamento onde nós criamos uma rotina, umas “regras básicas de sobrevivência” ou esperamos muito do outro. Na amizade o amor se mostra na sua forma mais pura e simples. Naquele aniversário que a gente esquece de dar parabéns, naquela visita que a gente faz de surpresa, naquelas conversas que poderiam não acabar nunca. Porque a amizade é aquele amor sem cobrança, que surge sem que a gente saiba como, que pode ter períodos mais distantes e outros mais colados, que mesmo que a gente passe muuuuito tempo sem se ver é como se nossa conversa terminasse sempre numa vírgula. Pra mim amizade é isso.

E eu tenho a sorte de ter colecionado grandes amigos nessa minha vida. Uns amigos de infância, outros de colégio, outros de faculdade, outros da vida mesmo. E alguns foram presentes que a Internet me deu. E Juliana foi um deles. A gente se conheceu graças aos nossos blogs, um dia que Ju entregou no meu trabalho uns cupcakes e um bilhete cheio de carinho, e desde então fomos construindo uma amizade gostosa a base de doces, salgados, comes e bebes. :)

Eu posso dizer que Ju é uma das amizades mais especiais da minha vida. Aquela que a gente conversa sobre tudo, que esteve do meu lado nos momentos mais importantes dos últimos 5 ou 6 anos. Que chorou comigo, que riu comigo e que sempre abre a porta da casa pra me receber. É um porto seguro pra onde eu sempre faço questão de voltar. E esse Dia do Amigo não podia ter tido presente melhor do que dividir com ela a cozinha e um dia tão gostoso como esse. <3

E pra selar essa amizade, nada melhor do que um bom cachorro quente, né? Ela sabe que eu sou louca por isso, e esse ficou ainda mais especial. cachorro quente dazamiga 2Fizemos um cachorro quente com linguiça e creme de queijo coalho maçaricado, que na falta do maçarico pode ir pro forno de boas. A base foi Catchup e Mostarda Tambaú, e cada uma escolheu seu preferido hehehe :P Vejam aqui no vídeo a receita e o passo a passo dessa delícia, e um pouco do que foi esse dia dazamiga cozinharem juntas <3 Ah, e contar com a presença do casal maravilha Fabi e Fifo da Happiness foi ainda melhor, eles arrasaram na produção desse vídeo. :)

Ju, você sabe que tem minha mais profunda admiração. Pela família maravilhosa que você tem, pelo trabalho impecável que você desenvolve e por ser uma amiga tão paciente comigo. Obrigada por tudo. Amo você. Ah, e quando é o próximo comes e bebes, por favor? :D

cachorro quente dazamiga 1

* Post em parceria com a Tambaú Alimentos

você pode fazer a diferença na educação pública sem sair de casa

Eu não vou me alongar aqui falando sobre a importância da educação na mudança do mundo porque isso é chover no molhado, né? E mesmo que algumas pessoas pensem que a responsabilidade da educação deveria ser toda do estado, eu digo que ela tem mesmo é que vir de casa, e das pessoas ao redor. E lá em casa me ensinaram que a gente sempre deve fazer o bem e ajudar aqueles que precisam. É por isso que eu venho apresentar pra vocês uma instituição sem fins lucrativos que tem potencial pra mudar a história da educação pública: a somosprofessores.org 

Hoje nós temos uma realidade onde os professores de escola pública não são valorizados, tanto pelos seus salários quanto pela sociedade civil mesmo. E pensar que eles são um dos principais agentes na formação do amanhã, né? Então o primeiro passo da Somos Professores é ouvir esses professores, dar voz as ideias deles. Então os professores que querem fazer um projeto diferente na escola em que ensinam e que podem melhorar a forma de ensinar aos alunos, podem contar com a ajuda da ONG. Deixa eu explicar como é que funciona.

A Somos Professores é um crowdfunding que existe para financiar projetos de professores em escolas públicas. Vocês sabem como funciona o financiamento coletivo, né? As pessoas se inscrevem para doar uma quantia e, somando cada doação, pode chegar ao valor total necessário para viabilizar o projeto. Mas o esquema é tudo ou nada. Se ao final do prazo 100% do valor não tiver sido arrecadado, o dinheiro que foi doado é devolvido aos doadores e o projeto cai sem financiamento. Triste, né? somos professores

O esquema é assim: os professores inscrevem o seus projetos no site, a ONG analisa a lista de materiais, faz o orçamento de cada coisa que precisa e coloca o valor para o financiamento. Os projetos vão para o site receber as doações, e doar é bem fácil. O cadastro pode até ser feito pelo Facebook, mão na roda. Aí quando o projeto é 100% financiado é a própria Somos Professores que vai lá comprar cada um dos itens da lista de materiais e entregam para a escola. Eles não dão o dinheiro, saca? Eles compram tudo e colocam lá na área de transparência do site com todas as notas fiscais e tudo mais. Por sinal, é o site de crowdfunding com maior e mais detalhada área de transparência que eu já vi.

E foi assim algumas escolas ganharam biblioteca, horta, rádio e os alunos puderam participar de iniciativas como entrevistas na vizinhança e, com o mais recente projeto aprovado, terão aulas de cinema. Demais, né? Agora vai me dizer que não tem como a gente se juntar pra melhorar a educação pública. Tem sim, tem sim.

Então dá uma olhada lá no site e vê os projetos que estão abertos, são muito interessantes. E também dá uma olhada nas redes sociais pra compartilhar o projeto e mostrar pra galera. Afinal, a gente pode fazer a nossa parte ajudando a divulgar também. :)

www.somosprofessores.org

www.facebook.com/somosprofessores

www.instagram.com/somosprofessores

www.twitter.com/somosprof

Vida longa a Somos Professores!

 

operação pereirão: plantas e cortina

operacao pereirao 1Eu adoro tirar uns dias pra fazer a operação pereirão em casa. E eu tava precisando basicamente de duas coisas: uma cortina pra sala, para os meus vizinhos pararem de me bisbilhotar haha e de mais plantas em casa. Nessa mesma leva também coloquei umas prateleiras na área de serviço e na cozinha, mas o mais importante foi a sala e a varanda. E claro que tudo isso eu faço considerando que meu gato é um ET, ou seja, é o melhor gato do mundo. Ele não destrói coisas, não come plantas, nada disso. Aí resolvi fazer a prova de fogo: cortinas e plantas pendentes. E posso dizer, ele está se saindo super bem e não mexeu em nada!operacao pereirao 13Essa é xodó, minha nova queridinha da casa. Eu tô completamente apaixonada por ela. Nem adianta me perguntar porque eu não sei o nome de nenhuma planta, é uma vergonha. Me dizem e eu esqueço na mesma hora. Mas é isso, chamo ela de xodó e ela é linda. E fica na posição mais perigosa, perto do braço do sofá e ao alcance das patadas curiosas de Gato Gil. Mas ele não tá nem aí pra ela hehehe :Poperacao pereirao 2Essa é só uma foto da mãe babona mostrando suas crias lindas e comportadas. Meus maiores amores da vida. <3operacao pereirao 12Aqui foi a grande vitória da operação pereirão: colocar a cortina sozinha. E ainda tive que cortar o varão na serrinha, terminei a missão me sentindo incrível. Em cima da cortina coloquei duas plantas, uma que eu já tinha e ficava antes no lugar que xodó ocupa hoje, e outra que comprei pra combinar com ela. E no meio das duas, um espelho virado pra porta, pra cortar as bad vibes. Ficou massa, né? Deu um aconchego bom danado na sala. operacao pereirao 11Essa eu chamo de uvinha, porque eu não sei o nome dela e as folhinhas parecem folhas de parreira. Parece artificial, né? Já vi várias desse tipo de plástico. Mas essas são lindas e verdadeiras, e quero que elas fiquem ainda mais lindas. :)operacao pereirao 10E essa é a brasileirinho (uhu! sei o nome de uma!), que eu comprei pequenininha e tá toda frondosa, essa linda.operacao pereirao 9 Aqui desse lado eu já tinha o suporte da parede, só fiz trocar de planta. Antes era uma alfinete que coloquei pra varanda, e subi a espadinha pra fazer companhia ao antúrio que ganhei de presente de aniversário da minha amada amiga a Gordinha <3operacao pereirao 8Junto da espadinha eu plantei essa suculenta que eu vou mostrar melhor na varanda. Ela mesma solta suas sementinhas e onde elas caem ou onde você colocar, elas pegam. É mágico!operacao pereirao 3Esse é o Gato Gil ET, sendo lindo e mostrando que é ultra comportado com as plantas e as cortinas da mamãe.operacao pereirao 7Aqui é a minha varandinha! A prateleira e os dois vasos maiores na parede já existiam, mas coloquei mais esses três em escadinha pra fazer minha horta. Hoje tenho manjericão, hortelã, tomilho, cebolinha e alecrim. O alfinete ganhou um espantalho charmoso, carinhosamente roubado do aniversário da minha cunhada Borboleta. <3operacao pereirao 6Essa são as minhas suculentas! O vaso maior ali embaixo e essa que tem “braços” saindo foram herança do querido amigo Sebba, que se mudou pra Espanha e distribuiu suas filhas entre os amigos. E essa do lado do cinzeiro foi presente também da Gordinha, e é ela que solta as sementinhas que se multiplicam!operacao pereirao 5Essa planta roxa foi amor a primeira vista. Quando estava na sementeira pra comprar as plantas de sombra pra sala me apaixonei por essa e tive que levar. Aí fiz um furo no teto da varanda pra ela ficar mais pertinho da luz.operacao pereirao 4E desse lado são as outras plantinhas. Coloquei outra prateleira e esses vasos que encontrei iguais aos que eu já tinha e saí pregando tudo na parede. Aí tem essa outra roxa que adorei, essa roxa e verde que também foi herança de Sebba e que dá umas flores brancas lindas, uma outra suculenta e no vaso amarelo é um matinho, que alguns chamam de orelha de rato, que dá no chão em um monte de lugar. O moço da sementeira viu que eu adorei, arrancou uns pra mim e eu coloquei no vaso. Num é que o bicho pega?

E essas são minhas novas plantinhas, minha nova cortina e minha quase nova sala e varanda. Dá um gosto danado de ficar mexendo nas plantas, né? Eu adoro. Só não gosto muito de ter que lidar com as minhocas da terra adubada, não vou mentir… Mas faço uma carinha de nojo e sigo em frente hahaha :) Porque casa com planta é casa com vida, né? E eu quero muita vida ainda aqui em casa. Adoro esse clima de selvinha :P

Espero que gostem e que se inspirem pra sair colocando parafuso pela casa pra espalhar verde (e roxo, e colorido…). :)

Página 1 de 1921234567...203040...Última »