como envelhecer e personalizar uma prateleira de madeira

comoenvelhecermadeiracomoenvelhecermadeiracomopersonalizarmadeiracomopersonalizarmadeiraHá muito tempo que eu estou pra fazer esse post e ainda não tinha finalizado o projeto. Mas nada melhor do que receber visitas pra gente organizar as pendências de casa, né? E como meu pai e meu irmão estão chegando para o meu aniversário, estou dando um jeito no cafofo :P

Quando meu pai vendeu nossa casa de veraneio eu peguei algumas coisas velhas pra mim, e essa prancha foi uma delas. Ela era feia, cor de asa de barata (como bem classificou Dani), e cheia de um verniz horroroso.

O primeiro passo foi lixar, lixar e lixar. Por conta da minha alergia do inferno, essa parte ficou com o maridão :) Depois de lixada a prancha ficou muito tempo sendo apoiada em cima de dois bancos altos (também velhos da casa vendida) esperando a hora de ser envelhecida para passar a combinar com os outros móveis da sala.

Mas além de envelhecer, eu queria personalizar a prancha, então o processo não foi tão simples. Poderia ter sido muito mais fácil se a minha impressora estivesse funcionando, ou se eu tivesse me programado para fazer um adesivo recortado. Mas não, eu fui pelo caminho mais difícil.

Escolhi a frase que eu queria colocar na prancha, que pela posição ia ficar de frente para quem entrasse em casa. Então nada melhor que uma linda e positiva frase, para olhar todos os dias ao chegar no nosso lar: “all we need is love”. Então fui para o computador e escolhi uma fonte legal e que fosse fácil de cortar na mão, ou seja, que fosse bem reta. Fonte e frase escolhidas, eu fiquei com um olho no computador e outro no papel, desenhando letra por letra na medida que eu queria. Que paciência, viu? :P Ainda mais pra mim que não tenho o dom do desenho e que sou uma designer frustrada :(

Depois recortei todas as letras e peguei como molde para passar para o verso do papel contato, desses que a gente usava pra encadernar os livros da escola. Atentando para o detalhe de colocar as letras ao contrário, para que quando eu aplicasse o adesivo elas ficassem certas. Letras devidamente recortadas do papel contato, é a hora de aplicar na prancha, que deve estar bem limpinha e sem poeira.

É hora de começar a lambança :P

Primeiro você mistura Betume da Judéia com Aguarrás (que você encontra em papelarias e lojas de artesanato), numa proporção que pode variar de acordo com o tom que você quer dar para madeira. Quanto menos Aguarrás, mais escuro vai ficar. Começa com uma proporção de 1 medida de Betume para 2 de Aguarrás e vai vendo o tom. Então é espalhar essa mistura com um um pincel largo, passando bem delicadamente onde estão coladas as letras. Não tem problema se vazar um pouco pra dentro da letra, é ate natural que vaze por conta das fibras da madeira.

Se quiser um tom mais escuro pode passar una segunda mão, mas se não é só esperar secar, tirar os adesivos e lixar de novo. Quando você lixa deixa o tom de envelhecido, entao é bom lixar bem nas extremidades e deixar um pouco disforme, pra ficar com essa cara de velho mesmo. Eu ainda finalizei com um verniz fosco, também dissolvido em Aguarrás, pra dar o acabamento. Foi legal porque além dele dar uma distribuída no tom escuro, ele levou um pouco do Betume para cima da frase, deixando ela mais natural e mais discreta. Aí pronto :)

Aí é só arrumar uma linda mão francesa ou pendurar por ferro mesmo. Fica legal, né? Mas eu só mostro o resultado final no próximo post, que vai trazer também o que eu arrumei pra decorar minha nova-velha prancha de madeira :)

5 Comentários em como envelhecer e personalizar uma prateleira de madeira

  1. 1
    Carol Burgo says:

    QUE FODA. só isso. :)

  2. 2

    […] eu não aguento esperar muito, então aqui está o resultado final do projeto de envelhecer e personalizar uma prancha de madeira :P A minha prancha virou um apoiador na parede, sustentando por um lindo par de mãos francesas que […]

  3. 3
    Ana Dayse Soares says:

    Amei. Tenho uma prancha e ela tb tá com a cor de asa de barata. kkk :) E, a idéia é ótima!!! bjsss

  4. 4
    Ana Dayse Soares says:

    Eu pensava que pra fazer envelhecimento era um profissional. Amei mesmo e vou fazer na minha prancha. ;)

  5. 5
    Júnior Brasília says:

    “Anna Terra o destino dá teu nome,
    “A tantas outras Anas são iguais,
    “Anna que a dor não fere e nem consome,
    “Ama essa terra mãe e nada mais”

    (Só o maridão e parceiro, é claro) rsrs

    PARABÉNS pelo excelente ‘post’ e pelo belíssimo trabalho!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>