home sobre mim sobre o blog mídia kit

meus irmãos que não são gêmeos


Eu sou filha de pais que nunca casaram, e que se separaram antes mesmo de eu nascer. Fui filha única, e sempre morei com minha mãe. Meu pai morou em Recife até os meus 6 anos, se mudando depois para São Paulo. Sempre fomos eu e minha mãe, que sempre trabalhou o dia inteiro e muitas vezes chegava em casa e me encontrava dormindo. Talvez por isso, por essa pequena solidão infantil, que eu sempre pedi um irmãozinho ao rezar santo anjo do senhor antes de dormir. Todos os meus amigos na rua e no colégio tinham irmãos, pais casados e família grande. E eu era a filha única, meio mimada, meio chata, meio protegida. E todo dia eu rezava e pedia um irmãozinho.

Eis que um certo dia, quando eu tinha 8 anos, fiquei sabendo que Deus ouvira minhas preces em dobro, e que eu ganharia um irmão de cada lado. Uma irmã por parte de mãe, e um irmão por parte de pai. Então dois meses depois de completar 9 anos, eu ganhei minha irmã. Malu, minha morena linda, recifense, leonina e que eu acompanhei os primeiros passos, e todos os outros que vieram em seguida. Então, exatamente um mês e um dia depois, eu ganho o meu irmão. Fabinho, branquinho do cabelo tão loiro que era quase cinza, mineiro, virginiano e que eu acompanhei um pouco de longe, mas nunca distante. E não parou por aí, porque junto com Fabinho veio sua mãe, a Angélica, que por sua vez já tinha o Leo, que tem a minha idade e que também virou meu irmão.

E a partir daí eu passei a minha vida inteira explicando que eu tinha dois irmãos da mesma idade que não eram gêmeos, e outro da minha idade que não era gêmeo meu. E pra complicar ainda mais, eu fazia questão de dizer que Malu é exatamente um mês e um dia mais velha que Fábio, e que eu sou exatamente um mês e um dia mais velha que Leo. Deu pra entender? Pode ser difícil de explicar, mas o amor e o carinho que eu sinto por eles parece que já nasceu comigo.

Fabinho, que morou esses dois últimos anos em Buenos Aires, resolveu começar a sua volta para o Brasil por Recife. E está me dando a honra da sua visita por uma semana na minha casa. E toda vez que ele vem é isso, nos juntamos nós três, eu e meus dois irmãos que não são gêmeos, e só nos desgrudamos na hora do embarque de volta. E só de pensar que existe esse embarque de volta me dá uma saudade… Porque eu e Fabinho sempre vivemos com essas despedidas, mas o aperto no peito parece não acabar nunca.

E Leo, agora só falta você aparcer por aqui ;)


34 comentários sobre o assunto

Que linda! Super me emociono com histórias de irmãos. Sou filha única até hoje, apesar de também sempre rezar por um irmãozinho. Por aqui não deu muito certo. Acho que por isso todas as vezes que eu vejo irmãos declarando seu amor meus olhos enchem d’água. =)

Amanda

    pois é, vida com irmão é outra coisa mesmo…. :)

    Anna Terra

Que lindo, Terrinha :)

Beijos em Fabinho, em Malu e em chica!!

Saudade.

lucilA

ah quase chorei droga… saudade da minha irmã…

Cami

Faltou falar do irmão adotado há oito anos, viu? hahahaha Te amo, amiga :*

fred

    hahahahahahha
    esse tá no sangue.
    literalmente ;)

    Anna Terra

Eu nem tenho irmãos…acho tão lindo! E que bom que pude conhecer Malu e Fabinho! :)

Claudia Giane

    pois é, vida com irmãos é outra coisa :)

    Anna Terra

Ai! eu amo todos! Os meus os teus e os nossos….Todos! Ô familia linda não é?????

Stela Oliveira

    é linda sim, e você é a mãe rainha <3

    Anna Terra

Os irmão que mais se completam.
Que liiindo Anna *-*
Muuuuuito amoooor. :D

Priscila Morais

Deveria ser “irmããããooossss” acima.
Desculpa. hehe *-*

Priscila Morais

Ai que foooofos! Muito lindo seu amor por seus irmão, Annaaaa! :*
Você arrasa como irmã mais velha, vou tomar uma aulinhas ctg. hahahahah :P

Myrella

    My, tu não precisa ter aulas. Tu vai ser sempre a irmã mais nova de todos!
    hahahah :) Tô com saudade de tu :*

    Anna Terra

Aiiii Aninha, chorei, achei lindo sua história e sua declaração do sentimento que tem por seus irmãos.
Só de pensar que ainda tem babaca fazendo terapia porque a mãe não casou com o pai, ou separou do pai, ou se apaixonou por outra pessoa (e vice e versa), podendo muito bem curtir o que tem de melhor quando duas pessoas ficam juntos (filhos, irmãos, familia)

Amei Ana, sabia que voce não tinha apenas essa carinha linda , tinha boas coisas pra serem faladas.
Bjs.

eliene

    Oh, Eliene, que honra seu comentário aqui no blog :D
    Pois é, acho que minha família é perfeita com todos os seus “defeitos” :)

    Beijão e apareça sempre ;)

    Anna Terra

Menina, fico besta como tu consegue escrever as coisinhas da tua vida de um jeito tão fofo. Anna com dois “n”, Terra que não é sobrenome, irmãos gêmeos que não são gêmeos. Tanta coisa diferente acontece contigo e tu sabe aproveitar encantando até quem tá de fora. Lindo isso :)

:*

Paty dos Anjos

    hahahaha que engraçado :P
    é que pra mim é tão fácil falar das coisas da minha vida, que eu nunca tinha parado pra pensar que era um jeito fofo hahahah

    sua linda :*

    Anna Terra

Olá, Anna!

Seu blog é muito bom, adorei!

Quero aproveitar para te convidar a conhecer meu blog também e participar da Promoção 1001 Seguidores. Como prêmio você pode levar para casa uma das agendas 2011 recheadas de fotos dos mais de 40 países que visitei! Se quiser, traga também seus amigos e leitores! :D

Aguardo você! :)

Bjos!

Fê Costta

Minha historia é mais ou menos assim: filha de pais que nunca casaram e ja se separaram.
Mas eu nunca tive irmãos. =~~

É triste isso, sempre quis um irmaozinho pra brincar cmg.

Nathalinha

que coisa mais linda Anna!!
Fiquei emocionada… tenho 39 anos, 1 irmão querido que crescceu comigo e faleceu num acidente estúpido há 2 anos e 1 irmãozinho por parte de pai de 8 anos… que é “gêmeo” da minha menina mais velha (eles tem 5 minutos de diferença!!!)… talvez por gostar tanto de irmãos… fiz 4 filhos!!! rsrsrs para ninguém ter do que reclamar!!! rsrsrs

beijinho e um lindo domingo pra vc

DaniMoreno

    Eita que família grande, e linda, sem dúvidas.
    parabéns por, nos dias de hoje, ter a coragem e a força de colocar 4 filhos no mundo e criá-los com tanto amor.
    irmãos fazem toda diferença na família :)

    Anna Terra

Que linda cronica Aninha! Esses lacos que a vida nos presenteia, e que sao eternos, e’o que faz termos essas lindas historias e maravilhosas lembrancas para contar, coisa de Deus!. Veja vc , eu e o Yvson comecamos com um email noysh3( eu, ele e Hanna), depois passamos a noyshh4( chegou o Heitor), agora somos noyshht5( a vida nos deu o Tomas). Esses tesouros vao chegando para encher nossa vida de amor, assim como seus irmaos enriqueceram a sua nao e’? bjs enormes Silvinha

Silvia Cavalcanti

    Silvinha, você tem uma família linda!
    parabéns!
    Preciso conhecer meu novo priminho :)

    Anna Terra

Filha, você é demais e sabe como ninguém retratar um sentimento numa linda redação.
Minha redatora preferida, te amo demaaaiiisss!!
Vendo este carinho e amor que você tem pelo Fabinho, e vice-versa, agradeço a Deus por ter me iluminado e guiado para eu conseguir criar voces dois tão perto um do outro embora fisicamente tão distantes. Claro que tudo isto não seria possível sem o apoio da Stela e da Angélica, que certamente tiveram que superar muitas “coisas” para que hoje sejamos praticamente uma só familia que em termos de amor, carinho e respeito entre seus membros não fica devendo nada para as familias normais e formalmente constituídas. Não posso dizer que sou o homem mais feliz do mundo mas tendo você e Fabinho como filhos tão amados posso afirmar que tenho tudo para ser. Aprendí com sua Vó Maria, 87 e Vô Pedro, 89 o valor familia e por isto fiz o possível e o impossível para hoje ter esta familia maravilhosa, apesar das diversidades e tudo que você bem descreveu neste post.
Amo voces de paixão.
Vamos tentar estar cada vez mais presentes fisicamente, pois é bão demaaaaaiiiisssss!!!!!

Cor Jésus de Miranda

    Com certeza pai, a nossa família é muito linda e a vó e o vô são tudo para nós.

    Te amo!

    Anna Terra

Anna, como sempre, você traz um sorriso ao rosto de quem lê suas crônicas.
Essa última foi especial!

Patricia Lyra

Que história fofa!

Jackie

Deixe sua mensagem



© 2017 - ideias de fim de semana