home sobre mim sobre o blog mídia kit

porta-retrato de resto de foam


Essa ideia é de meio de semana. Na verdade, ideia de terça-feira, de hoje mesmo. Depois de almoçar com a minha querida pocket-art-director Carol, ir numa loja de móveis lindos e tentar ver um apartamento para ela alugar, voltamos mais cedo para a agência e, claro, o ócio fez a criatividade. Há tempos eu queria colocar uma foto do meu marido aqui no trabalho, mas entre uma coisa e outra nunca comprei o porta-retrato. Então Carol resolveu me presentear. Ela já tinha feito um desses pra ela, e resolveu me dar um, ou melhor, dois, de presente. Ela pegou uns restos de foam, esse papel duro, que tem tipo uma espuma no meio, que a gente usa para apresentar campanhas publicitárias para os clientes, e mandou ver. Recortou, fez um apoio para a parte de trás, imprimiu as fotos que eu separei, colou e pronto, eu estava com dois lindos porta-retratos da minha mesa. O tamanho deles foi ideal também, porque eu não queria nada muito grande, que ocupasse o espaço da minha bagunça na mesa. Eles ficaram perfeitos! Valeu Querol!


quadro pop art de recortes


Essa ideia foi do fim de semana de Mauro, que fez esse lindo quadro em uma parede do seu quarto. É a imagem de Andy Warhol, pintor e cineasta americano, famoso por suas imagens em pop art de Marilyn Monroe, das garrafas de Coca-Cola e latas de sopa Campbell. Mauro, com toda a paciência do mundo, imprimiu páginas com as cores chapadas e recortou cada quadradinho, que no final somaram 1256 pedaços. Ele pintou uma base de 60 x 150cm de preto e foi fazendo linhas com fita dupla-face e colando a parte de cima dos quadrados, para que a barte de baixo ficasse soltinha dando esse efeito maravilhoso. Lindo né?


cabeça de colagem


Essa ideia foi do fim de semana de Cata, que além ser sócia da Lunes Comunicação, é fashionista e blogueira. Depois de fazer uma mega reforma no quarto dela, o que ainda vai render alguns posts por aqui, ela investiu nos acessórios de decoração. Esta peça ela fez comprando uma cabeça de manequim, que vende em qualquer loja de montagem por uma média de R$30, pintando toda de branco e fazendo uma colagem de recortes de revistas. Para fazer, tente montar tipo um mosaico com as imagens, e os espaços que forem sobrando vai colando umas texturas legais pra preencher. Para finalizar passe um verniz e pronto! A sua cabeça decorativa está feita.
Dica de Cata: procure coisas que tenham a ver com você, com sua personalidade. Por exemplo, repare que a lágrima é de Tom Yorke, meu querido que sempre me emociona.


móbile de cartão


A única foto que dá pra ver mais ou menos a cor do quarto é a primeira… Tirei as fotos de noite ai a iluminação não ficou tão boa. Ele é um amarelinho claro com um tom meio mostarda em uma das paredes.
Eu fiz esse móbile depois que uma amiga minha, Jubz, distribuiu no trabalho cartões de visita da Farm, a marca preferida dela. Eu entrei na loja aqui de Recife só uma vez. Não tenho nenhuma peça da marca, mas já vi cada uma linda de morrer. Depois de entrar no site, conhecer a loja, as roupas, até as sacolas de compras de lá, concluí que a Farm tem uma das identidades visuais de marca mais bonitas que eu já vi. Trabalham muito bem a imagem deles, e o cartão de visita não me deixa mentir. Jubz teve a ideia de fazer porta-copos pra ela, acoplando 4 cartões e colocando papel contact em cima. Fica a dica ;)
Eu deixei os meus em cima da minha mesa durante muito tempo, depois trouxe pra casa, esqueci na gaveta, até que olhei para eles de novo um dia e pensei como eu não tinha pensado nisso antes. O quarto amarelo, como é conhecido o quarto de hóspedes aqui de casa, tem detalhes roxos, e as cores da mandala combinam perfeitamente com o restante. Então fiz tudo em aluns poucos minutos. Coloquei fita dupla-face em metade dos cartões, peguei um pedaço de naylon, fui marcando uma distância de 2 palmos entre as mandalas e colando os pares mantendo o cordão no meio. Foi quando percebi que meu móbile tava pobre. Era grande, só tinha três mandalas, porque eu só tinha seis cartões, e eu queria vê-lo pronto no mesmo dia. Na mesma hora. Então meu marido, amor da minha vida, teve a ideia de escanear os cartões e imprimir outros em casa mesmo, então eu sugeri diminuir o tamanho deles e fazer mini mandalas, que foram encaixadas entre os espaços do cordão. Como eram quase 23h e eu não podia furar o teto do quarto, mas queria ver pronto, peguei uma das mandalinhas e coloquei dupla-face segurando o nylon e colando no teto. Caiu depois de 2 dias. Então furei e escondi o gancho com a mesma mandalinha. O peso do móbile eu fiz com um pedaço de ametista, que minha secretária fez o favor de quebrar. Amarrei ela com uma fita de cetim, que era muito larga, mas como só tinha ela eu dobrei e ficou assim, e amarrei no final do cordão. Voilà! Prontinho um lindo – e gratuito – móbile.



© 2017 - ideias de fim de semana