meu instagram viu – junho/15

O mês de junho é o meu mês, e nele aconteceram várias cosias importantes e que mudaram um pouco a minha vida e a minha percepção das coisas. Aqui nem tem tantas delas, porque muitas são só na cabeça e no coração, e nem passam pela lente da câmera. Mas tem uns momentos legais e que super valeram o registro. :Dmeu instagram viu 10Meu Instagram Viu o show de Backstreet Boys que foi um dos melhores da minha vida. Fui por acaso, sem expectativa e me surpreendi muito! Eles cantam mesmo! Eles dançam mesmo! E deu pra sentir que eles fizeram o show com vontade e alegria, sabe? Foi arretado.meu instagram viu 9Meu Instagram Viu o conhecimento das ruas aqui em Casa Amarela. O amor é importante, porra.meu instagram viu 8Meu Instagram Viu Chica sorrir para a foto na rede do Olodum. meu instagram viu 7Meu Instagram Viu como tomar picolé em casa pode não ser tão fácil quanto parece.meu instagram viu 6Meu Instagram Viu meu sorriso frouxo num clique de Ivan Alecrim lá no Instituto Candela.meu instagram viu 5Meu Instagram Viu a igreja do batman aqui em Recife.meu instagram viu 4Meu Instagram Viu o clima junino chegar pro café da manhã, com queijo coalho assado e goiabada. Pense numa mistura boa!meu instagram viu 3Meu Instagram Viu quando eu comecei a colorir meu livro de mandalas mágias e ó, adorei.meu instagram viu 2Meu Instagram Viu quando eu levei Chica pra trabalhar lá no Candela, mesmo que na foto só dê pra ver uma mancha preta com língua. :Pmeu instagram viuMeu Instagram Viu o banzo desses irmãos num dia de chuva.meu instagram viu 11Meu Instagram viu quando Malu fez o meu aniversário ficar ainda mais especial, ficando comigo o dia todo, da praia ao bar. <3

Para acompanhar todos os posts do meu Instagram, segue aqui: Terrinha.

E aqui estão os outros posts da série “Meu Instagram Viu” e até o mês que vem!

você sabe o que é dipped furniture?

Dipped Furniture 4Eu não sabia. Na verdade, sabia o que era mas não sabia que tinha nome, e muito menos que esse nome era dipped forniture, ou dip dye. Mas, na verdade, é essa técnica de colorir apenas uma parte de móveis ou objetos, destacando com uma cor um pedaço dele. Fica lindo, né? Eu vi lá no Follow The Colours e joguei logo no Pinterest pra ficar navegando pelas imagens inspiradoras.Dipped Furniture 9 Dipped Furniture 6 Dipped Furniture 1 Dipped Furniture 2 Dipped Furniture 7 Dipped Furniture 12 Dipped Furniture 14 Dipped Furniture 15 Dipped Furniture 22 Dipped Furniture 19Dipped Furniture 20E fazer é super fácil, né? Basta escolher qual móvel ou objeto da casa está precisando daquele “tchan”, escolher uma cor que combine com a sua decoração e botar a mão na massa. A dica, se for fazer alguma coisa mais marcada com linhas e tal, é usar uma fita crepe para marcar. Aí pinta por cima, espera secar e quanto tira tá lá, lindo e colorido bem certinho. E é bom que dá pra fazer em um monte de coisa! Nas portas, janelas, móveis, espelhos, quadros e até nos vasinhos pro jardim. Fica uma graça :)
Dipped Furniture 21Boa semana com muita inspiração e cor, gente. <3

mousse de milho verde com goiabada

mousse de milho verde com goiabada 2Eu saí do São João, mas o São João não saiu de mim! Eu acho que só não gosto ainda mais do São João porque não sei dançar, sabia? Porque ô época boa. Eu sou apaixonada pelas comidas juninas e tudo que envolve milho verde. Eu sou apaixonada por milho, sério. No sabugo, na lata, nas receitas, em tudo. E foi pensando em fazer uma receita diferente pra esse São João que eu pensei em um mousse de milho verde. Eu nunca tinha visto e nem comido, mas quando fui ver já tinha um monte de receita por aí hehehe Mas com goiabada junto posso garantir que não vi nenhuma, e nem sei porque… Pense numa combinação boa! Então que tal deixar o sabor do feriado mais gostoso do ano por mais tempo na mesa? :) E é super fácil, acompanha.mousse de milho verde com goiabadaO creme você faz inteiro no liquidificador. Primeiro bate 1 lata de milho verde escorrida junto com 1 lata de leite (usei a lata do milho de medida). Então deixa bater bem, tira tudo e peneira isso. Então pode voltar com esse creme pro liquidificador (lembra de passar uma água antes pra tirar as cascas que ficam lá, hein?) e misturar 1 lata de leite condensado1 caixinha de creme de leite. Bate por uns 2 minutos pra deixar tudo bem misturado, então mistura 2 pacotinhos de gelatina incolor e sem sabor, dissolvida como manda a embalagem. Então bate de novo só pra misturar e tá pronto. Então é a hora da queridinha da receita: a goiabada.mousse de milho verde com goiabada 8 mousse de milho verde com goiabada 7 mousse de milho verde com goiabada 9Corte e derreta junto com um pouco de água 500g de Goiabada Tambaú, mas tem que ficar mexendo sempre pra não queimar e nem grudar, tá? Pode adicionar água durante se precisar. Eu gostei de usar a goiabada dessa embalagem porque ela é mais fácil de cortar tanto para derreter quanto para fazer as bandeirinhas que vão decorar a sobremesa. :)mousse de milho verde com goiabada 6Aí você deixa esse creme de goiabada esfriar um pouco, lutando contra a vontade de ficar roubando um pouquinho e depois mais um pouquinho e depois mais um pouquinho…mousse de milho verde com goiabada 5Então é só montar nas taças, colocando a goiabada no fundo e depois, delicadamente, juntando o creme de milho. Joga devagar pra não misturar muito e ficar assim bem bonita, tá bom? Aí você leva a geladeira por 4 horas e depois é só decorar com as bandeirinhas de goiabada, que você pode fazer qualquer formato depois do São João. Corações, estrelinhas, letras, é só soltar a imaginação. <3mousse de milho verde com goiabada 4 mousse de milho verde com goiabada 3Fica lindo, né? E posso garantir que fica uma delícia! O creme de milho fica bem consistente e quando você chega na goiabada ela tá suuuuper cremosa. Coisa de louco. Vai gente, vai fazer que é coisa linda e deliciosa! :Dmousse de milho verde com goiabada 10

* Post em parceria com a Tambaú Alimentos

quero morar no instituto candela

Sabe aqueles lugares que você visita e quer morar lá pra sempre? Pronto. É o Instituto Candela. Eu poderia dizer que é uma escola de fotografia, mas não é só isso. É tanta coisa que eu acho que esse vídeo feito por uma das alunas no Candela conseguiu explicar melhor o que é esse lugar que, mais do que essa casa, é um lugar na nossa vida. Instituto Candela 6Eu quero morar no Candela e nem é só porque é essa casa maravilhosa numa rua sem saída e super tranquila da Zona Norte.Instituto Candela 4Ou porque o número 111 da rua Gil Carneiro da Cunha tem esse quê ~cabalístico~.Instituto Candela 8Ou só porque o jardim é assim lindo e aconchegante.Instituto Candela 7Ou porque as acerolas de lá parecem mais maçãs.Instituto Candela 9É um pouco porque pessoas boas são bem vindas.Instituto Candela 10Instituto Candela 11 Instituto Candela 12 Instituto Candela 13E um muito porque eu moraria só na varanda, que é maravilhosa e tem plantas, e luz, e cheiros, e vida.Instituto Candela 14 Instituto Candela 17 Instituto Candela 16Quero morar no Candela porque o som é de vinil e dos cliques das câmeras.Instituto Candela 15E porque é lindo mesmo.Instituto Candela 18E porque a sala de aula é também sala de estar e sala de tevê.Instituto Candela 19E porque os quadros são lindos e bagunçados de forma organizada, do jeito que eu gosto.Instituto Candela 20E também porque tem Nina que faz careta e dá beijo na tia Anna Terra.Instituto Candela 2Como não querer morar numa casa que tem esses azulejos cor de rosa na cozinha, com um lixeiro amarelo?Instituto Candela 3 Instituto Candela 5E tem uma sala de jogos, onde esse alvo de dardos significa muito pra mim. Foi onde eu tive uma das reuniões mais produtivas da minha vida, jogando dardos e conversando por quase 2 horas e terminando isso com a ementa completa de um curso que eu vou dar no CandelaInstituto CandelaEita, eu falei de curso, né? Pois é, o Candela tem vários cursos com a fotografia no centro. Desde introdução até temas mais específicos e business pra fotógrafos. Tudo bem que estamos falando de curso de fotografia, mas não tem ninguém que, quando perguntado sobre o que aprendeu no curso, diz que aprendeu a fazer boas fotos. Todos falam da experiência das aulas, das conversas, das vivências e, como consequência, como seu olhar pra vida e para os registros dela melhoraram. Porque foto não é o que você vê, é o que você sente, né? Pelo menos é o que eu penso, e o que eu sinto.

Então eu que nem sou dona da casa, posso dizer que o Candela tá de portas abertas pra receber todo mundo que vier pro bem. Porque eles são assim mesmo, portas e corações abertos. E tenho certeza que eu não vou ser a única que vai querer morar aqui pra sempre. Basta entrar, conversar com Ivan, Samara e Nina, ouvir a anteninha do vinil tocando e comer uma acerola-maçã do pé pra saber do que eu tô falando.

Então aproveita que o curso de Introdução à Fotografia vai começar agora dia 1 de julho, com turmas de manhã, de noite e no fim de semana. Vê lá no Facebook e no Instagram que tem tudo direitinho. E pode falar com eles, que eles respondem com tanto carinho que dá vontade de ficar batendo papo. :)

Página 1 de 2451234567...203040...Última »