home sobre mim sobre o blog mídia kit

quando não é dia de cozinha


Tem dias que não é nosso dia na cozinha, né? Ontem foi assim comigo. Eu tô doente, a gripe me pegou de jeito. Na terça-feira voltei mais cedo pra casa do trabalho com crises de tosse horríveis, corpo mole, tive febre, vomitei, coisa linda só que não. Na quarta acordei com o corpo massacrado das crises de tosse. Sério, gente. Era de doer até meu couro cabeludo. E um plus: acordei com cólica. Eu tinha vontade de chorar cada vez que eu tinha que tossir, porque todos os meus músculos estavam doloridos. Tenho certeza que crises de tosse queimam mais calorias e trabalham mais músculos do que muito treino em academia :P

E por conta disso fiquei em casa pra repousar e melhorar. Eu devia ter percebido que, com tanta zica, ontem não era o meu dia. Mas a pessoa sozinha em casa, sem internet, sem tv a cabo, sem disposição pra colocar o pé pra fora de casa, o que restava? Experimentar algumas receitinhas na cozinha, que fossem simples, fáceis e não demandassem muito esforço. Não tinha como dar muito errado, né? Não. Tinha como dar errado. E deu. Vamos a saga.

Primero eu resolvi tentar o cottage caseiro de Pitadinha. Acho que fiquei com medo do leite ferver e desliguei antes da hora, não sei. Pode ser a qualidade do leite, ou do limão. Enfim, o resultado é que o bicho não “engrumou”. Ainda tentei dar uma esquentada a mais e ainda tentei coar, mas ele nem pelo pano passou… Mas acontece, né? Depois vou tentar de novo. :P

Aí resolvi fazer o bolo de canela também de Pitadinha, afinal, um bolinho quentinho é quase um auto cafuné, né? E eu já paquerava ele desde que ela postou no blog. A receita é simplinha, eu só troquei o açúcar por adoçante culinário e pronto. Forno. Fiz o teste do palito e, apesar dele não estar com uma aparência muito bonita, pareceu pronto. Tirei, desenformei e… tava solado. Eu achei que era porque eu troquei o açúcar por adoçante… Mas o gosto tava bom, sabe? Apesar da textura estranha. Fiz uma caldinha com chocolate 85% de cacau, água e adoçante pra cobrir e comi achando bom mesmo solado. Aí, por desencargo de consciência, fui ver a validade do fermento. Eu nunca faço bolo, nem lembro da existência dele. VENCIDO DESDE 2011! hahahaha! Não tinha mesmo como dar certo. :P Vou refazer com um fermento que preste porque a receita é deliciosa :D

Aí dei uma descansada, tirei um cochilo, e acordei com ainda mais cólica. :( Eu merecia um docinho, né? Aí vi no Saboridades uma receita de trufas do bem. Pareciam tão lindas e suculentas. A receita não podia ser mais simples. Três ingredientes misturados e só. Não tinha como dar errado. Fon. Deu. De novo. Misturei e nada da parada ficar cremosa que nem a dela. Mas mesmo assim arrisquei fazer umas bolinhas e… Não. Ficou ruim. Arrisquei um pouco de adoçante… Arrisquei um pouco de pasta de amendoim… Nada fez dar certo. Foi tudo pro lixo.

Então eu resolvi jacar. Ahhh! Eu tava sozinha em casa, doente, com cólica, tudo já tinha dado errado. Liguei o foda-se. Peguei uma xícarazinha, coloquei leite condensado, misturei com cacau em pó e taquei no microondas. 15 segundinhos eu abri, olhei, misturei e coloquei mais 15. Foi suficiente. Suficiente pra transbordar a porra toda, sujar o microondas inteiro, derrubar metade da minha gordice e me fazer comer o resto com raiva. Sério, po! Como até isso deu errado? PQP. Não era meu dia na cozinha. Definitivamente.

Mas… Eu não desisto. Eu ainda não tinha almoçado e precisava de alguma coisa salgada no bucho, né? Com preguiça e um pouco de receio de fazer qualquer coisa pro almoço, resolvi fazer uma tapioca. Lá em casa o tapioqueiro oficial é Manoel, eu nunca tinha me metido pra fazer. Mas sempre olhei e, poxa, é tão fácil. Não tem mistério, né? Espalha a massa, coloca o recheio, pronto. Tá lindo. Só que ontem não ia ser tão simples, né? Coloquei a massa e algo deu errado. Ficou uns buracos, e quando eu tentava tapar com mais massa quebrava tudo. Ahhh inferno! Joguei a massa no lixo, peneirei mais e fui de novo com fé. Deu um pouco mais certo… Ficou meio grossa, meio dura, mas pro saldo de coisas que já estavam dando errado até que ficou boa.

Aí consegui dar mais uma relaxada, dei mais um cochilo, assisti um filme triste na sessão da tarde. Relaxei e desencanei de fazer qualquer coisa na cozinha. Tudo que tinha pra dar errado já deu, né? Vamo combinar. Aí lá pro final da tarde eu lembrei que tinha que fazer o almoço de hoje… Venci a preguiça e no começo da noite voltei pra cozinha. Já tinha deixado o frango no tempero de manhã e fui colocar pra cozinhar e desfiar. A meta era fazer o famoso Salgado Maromba da Tati Guidi. Aí coloquei o frango lá na panela com água, deixei a tampa semi aberta e fui colocar os pés pra cima no sofá. Eis que no meio do meu relax aquele barulho na cozinha. Sim sim, a água do frango subiu mesmo com a tampa semi aberta, transbordou, sujou o fogão todo e escorreu até o chão. E você aí achando que desgraça pouca é bobagem.

No final das contas consegui fazer o Salgado Maromba ficar gostoso, mesmo fazendo no mixer porque não tenho processador :P Mas acho que ainda preciso acertar umas coisas pra ficar 100%, aí eu trago aqui pra contar história. :D

Enfim, esse foi o resumo do dia que eu nunca devia ter pisado na cozinha. Todo mundo tem um desses, né? Ou não… :P


8 comentários sobre o assunto

kkkkk…. a gripe e a cólica já bastavam neh?… kkkk

elaine oliveira

Fiquei com pena de você, Anna! Mas tive que rir…rs
Tem dia que é melhor mesmo não pisar na cozinha.
Quando você acha que uma coisa não pode ficar pior, tem que pensar que pode sim…e muito!

Bj!

Ceu Pinheiro

Conheci seu blog há pouco tempo e tenho adorado os posts. Ainda bem q vc parece ser uma pessoa bem humorada e apesar desse dia de M conseguiu fazer um texto muito engraçado…..pq realmente tem dias q “desgraça pouco é bobagem” e a lei de Murphy impera.
Melhoras p/ vc e q novas conquistas culinárias apareçam logo :)

Julia Z Z

Não sou muito de comentar em blogs, na verdade, mas OLHA, vivo isso constantemente, rs.
Teve um dia que não era meu dia também, fiz um molho de tomate TÃO SALGADO que não teve batata que tirou a “salgadisse” dele, e ao mesmo tempo um omelete queimado e um bolo solado :(
Outro bolo solado foi no aniversário surpresa do namorado. IMAGINA a alegria da sogra vendo que o bolo que fiz tava uma M., né? hahahahah
te solidarizo! rs

Carú F.

Me reconheci haha. Melhoras!

michele

Nossaaaa primeira vez que entrei aqui no seu blog e MEU DEUS quase morri de rir com este post…realmente prevalece a velha máxima: desgraça pouca é bobagem!

Nara

Se te consola ,também segui direitinho a receita do cottage e o negócio não embolota. Se descobrir o pulo do gato avisa por favor.

lili

Ana, uma dica para a tapioca: antes de colocar a goma, a panela deve estar bem quente, bem quente mesmo!!! Parabéns pelo blog

Rafael Carvalheira

Deixe sua mensagem



© 2017 - ideias de fim de semana