home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre aniversário

o valor de dizer “até amanhã”


Ontem eu tuitei que só quem sente saudade sabe o valor de dizer “até amanhã”, e acho que é uma super verdade. Quando troquei e-mails com o meu pai ele se despediu com “Até amanhã, se Deus quiser”. E como é claro que Ele quer, fiquei pensando no valor de você dizer “até amanhã”. Quem tem família longe, amor longe, amigos longe, sabe disso. É uma alegria de véspera que me deixa ansiosa, que faz com que as horas se arrastem.

Quando a gente diz “até amanhã” a saudade aumenta tanto que parece a saudade que a gente sente quando diz “boa viagem”. Aquela saudade instantânea quase insuportável. Vai demorar dias pra chegar “até amanhã”.

Será que o bolo vai ficar fresquinho até amanhã? Será que daqui pra amanhã vai juntar muita poeira na casa? É, definitivamente vou ficar sem cozinhar até amanhã para não sujar nada. Existe um mundo de possibilidades “até amanhã”.

Que coisa, né? Acho que tem gente que chama esse tipo de reflexão de surto de ansiedade, principalmente se coexistir com uma vontade súbita de comer chocolate.

Faz três anos que meu pai veio pra Recife. Três anos que ele não vem na minha casa. Tanta coisa mudou por aqui. Não só na casa, mas na minha vida, na minha rotina. Nos vemos outras vezes, mas sempre em Minas, nas reuniões da família. Receber meu pai e meu irmão aqui em casa é o melhor presente de aniversário que eu podia querer.

Isso mesmo, meu aniversário é amanhã. Acho que desde as vésperas dos meus 18 anos eu não fico tão ansiosa para chegar o dia 10 de junho. Deixa disso de chegar amanhã, pai, chega ontem :)

E se um dia me perguntarem qual é o valor de dizer “até amanhã” eu vou responder: o valor eu não sei, mas dá pra comprar o melhor presente de aniversário do mundo.


bolos diferentes e divertidos


bolo hamburguerbolo chanelbolo homer simpsonbolo cupcakerainbow cakeDesde que as tradicionais boleiras viraram as modernas cake designers que eu acho os bolos mais bonitos do que gostosos. É tanta massa, tanta coisa pra deixar o bolo bonito que esquecem que o melhor de tudo é ele ser uma delícia. Mas é claro que entre um bolo e outro a gente encontra uns bem diferentes e divertidos.

Ontem, andando pelo We Heart It e testando os meus limites, fiz uma busca por “cake” e fiquei babando numa foto mais linda que a outra. Então separei só algumas aqui para postar, que me fizeram dar um sorriso :)

E eu fiquei pensando, gente, como eu estou ansiosa pelo meu aniversário. Acho que não ficava assim desde as vésperas dos 18 anos. Mas não é pela data, é porque eu vou receber meu pai aqui em casa, e já tem quase  um ano que a gente não se vê… Aí cada dia a mais é um dia a menos. E meu irmão também, que passou uns dias comigo no fim do ano passado mas que já dói de tanta saudade aqui no coração.

Aí me peguei vendo fotos de bolo e pensei: significa? :P

fica, vai ter bolo


meu pai é muito engraçado


Hoje é aniversário do meu pai, mas eu estou cansada de escrever textos que as pessoas terminam chorando. Tudo bem que as vezes a emoção bate forte, e a melhor forma de dizer que a gente ama é fazendo chorar. Mas vou tentar não fazer isso hoje, mesmo eu estando aqui em Recife e meu pai em Minas Gerais, comemorando com toda a família, e eu tenha motivos de sobra para chorar.

Meu pai é um dos caras mais engraçados que eu conheço, é sério. Ele é muito mais que aqueles tios que contam piadas ao final do almoço de domingo. Meu pai é um piadista nato, que se vestia de Nerso da Capitinga (e ficava IGUAL) e subia no palco das festas de rua pra contar piada. E todo mundo ria. E ainda ri, porque mesmo que ele não se vista mais de Nerso ele ainda conta ótimas piadas :P

Meu pai é daqueles que gosta do carnaval de Olinda, que se veste de mulher e sai nas Virgens do Bairro Novo (eu prometo que não vou falar de quando ele se vestiu de tiazinha!) Meu pai é aquele cara que ama carnaval, que tem um mini trio elétrico que todo ano arrasta o bloco Caminhada Alcoológica do Trio da Farra, seja onde ele estiver. Já que meu pai além de divertido é meio nômade, e vive entre Minas Gerais, Santos, São Paulo e agora Buenos Aires.

Meu pai é aquele que todos os amigos gostam, que os primos amam e os filhos então, nem se fala. Meu pai é aquele que gosta de pagode, música sertaneja e o que mais estiver tocando, porque a animação dele não depende de música, é dele mesmo. Eu já disse que ele é muito mais novo que eu? Pois é. Parece que meu pai não se cansa nunca das festas e das coisas boas da vida.

Essa foto é na minha formatura, no momento em que o malandro sambista entra com a Dafne para a valsa, ao som da abertura de Cavalo de Fogo (meu desenho preferido). Foi uma valsa muito engraçada, porque o que meu pai tem de divertido ele tem de desengonçado pra dançar, e isso eu herdei dele. Então nós dançando juntos foi muito engraçado, e foi só mais uma das vezes que meu pai me provocou crise de riso.

Tudo que eu queria hoje, no dia do seu aniversário, era ouvir uma piada dele, mesmo que eu já tenha ouvido 10 vezes, e rirmos todos juntos enquanto ele repete algumas vezes o final, como ele sempre faz :P Mas eu acredito que a alegria é uma das energias mais fortes do mundo, por isso hoje eu vou tratar de rir bastante pra ele sentir essa felicidade que eu estou mandando pra ele.

Te amo pai, e continue rindo e fazendo rir porque é melhor ser alegre que ser triste, a alegria é a melhor coisa que existe :)


o cardápio do aniversário


Sabe aquela história de “a gente faz o aniversário mas quem ganha o presente é você”? Pronto, com a minha mãe é assim. Ela faz aniversário e leva eu, Malu e Paolo para passar um delicioso fim de semana em Serra Negra. E ainda leva a gente pra almoçar na Parador Ayatana, esse lugar que de tão lindo vai ter um post só dele amanhã :P

A cozinha do Ayatana é comandada por três jovens moças lá de Serra Negra. Que, por sua vez, são comandadas por Cristina, a dona, decoradora, arquiteta e chef gourmet do Ayatana. Que além de tudo é uma simpatia em pessoa.

Para começar o almoço de aniversário, uma salada individual deliciosa (sim, essa flor é comestível). Para o prato principal, eu e Malu fomos de filé alto na pedra com uma massa al funghi. Já minha mãe e Paolo dividiram esse lindo baião de dois. E estava tudo uma delícia. O filé estava do jeito que eu gosto. Bem mal passado, sangrando, e terminando o seu preparo ali na mesa, na pedra quente. Tão suculento que só de escrever minha boca encheu d’água.

A sobremesa já estava inclusa nos pratos, e foi surpreendente. Não só pelo bolo surpresa com velinhas para minha mãe, mas pelo sabor que as frutas tinham. Abacaxi e banana assados e temperados com curry. Putz, curry! Nunca pensei que ele ficasse bom em algo doce… Claro que foi só um pouco. O suficiente para ficar com aquela cara de ingrediente secreto, que todo mundo sente mas ninguém sabe o que é.

E acredite, a gastronomia de lá é só um detalhe perto do que é esse spa/pousada. :)

Veja mais fotos aqui no novo Flickr do Ideias :D



© 2019 - ideias de fim de semana