home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre viagem

stadt jever, o bar da wäls


Stadt Jever 9 Stadt Jever 8 Stadt Jever 5 Stadt Jever 4 Stadt Jever 3 Stadt Jever 2 Stadt Jever 6 Stadt Jever 7 Stadt Jever 1Eu adoro um bom boteco. Um bom pub. Um bom lugar pra beber e comer bem. E uma coisa que eu senti muito forte lá em Belo Horizonte é a quantidade de lugares que tem com variedade de chopp. Gente, aqui em Recife tem isso não :( Estamos começando a entrar no mundinho do cardápio de cervejas artesanais agora, mas até chegar na variedade on tap acho que demora um pouco. Então quando eu cheguei no Stadt Jever, eu quase chorei. O pub alemão tem uma variedade linda de chopps, todos da cervejaria Wäls, que acabou de completar 15 anos. Parabéns!

O ambiente é massa, escurinho como tem que ser um bom pub, com ambientes recortados parecendo uma casa, um bom balcão pra quem gosta de tomar uma apreciando as torneiras de chopp e uma jukebox pra gente escolher o que quer ouvir. O atendimento foi bem especial, já que Victor é amigo do dono e, mesmo na ausência dele, deixou um garçom especial pra atender a gente. Então não tinha erro. Ah, e as comidas também são uma delícia. Primeiro fomos de uma linguiça alemã com molho da casa e curry, que estava simplesmente imoral. Depois ouvimos a dica da casa, que era o bolo de carne, esse quadrado aí de cima. Delicioso pra quem ama embutidos feito eu. E com a mostarda da casa então.. Fiquei afim de colocar um tubo dessa mostarda no bolso e ir embora hahaha :)

Ah, e o que falar dos chopps Wäls, né? Eu saí de lá sem conseguir escolher o meu preferido. Até porque bastaram 5 chopps, sem repetir nenhum (eu acho) pra eu sair bêbada. Pois é, não estamos falando de cervejinha amarela aguada, meus amigos. Quem não tem como tomar a variedade da Wäls on tap, pode pedir pela internet no Have a Nice Beer ou na loja online da marca. Vale a pena a degustação, inclusive das sazonais como a Hot Petroleum que leva pimenta e é uma explosão de sabor.

Então pra quem mora ou visita Belo Horizonte, e gosta de um bom pub com uma boa cerveja, fica a dica do Stadt Jever. Já pode voltar pra comer e beber?


casa bonomi


casa bonomi casa bonomi 10 casa bonomi 2 casa bonomi 0 casa bonimi 5 casa bonomi 9 casa bonomi 6 casa bonimi 4 casa bonomi 3 casa bonomi 11 casa bonomi 7 casa bonomi 13 casa bonomi 8Casa Bonomi, o paraíso dos carboidratos para onde o Foursquare me levou em Belo Horizonte. Eu to devendo alguns posts da viagem ainda, tenho coisas legais pra compartilhar :) Mas o tempo tem me faltado, então as doses de posts estão sendo homeopáticas hehehe :P

Bem, eu tenho que dizer que adoro o Foursquare. Pra quem não conhece, é um aplicativo social de geolocalização, que mostra os estabelecimentos ao seu redor de acordo com o que você procura. Almoço, jantar, cerveja, doces, café-da-manhã, balada, escritório, qualquer coisa. E nos lugares você pode ver as pessoas que já deram check-in ali, as dicas do lugar, críticas boas, ruins, fotos e tudo mais. É uma mão da roda pra quem não quer ir conhecer um lugar totalmente às cegas sem saber o que esperar. E também é uma super ajuda pra quem está viajando e não conhece o que tem nos arredores. E é assim que eu mais uso o Foursquare.

Então estávamos em Belo Horizonte e eu queria muito tomar um café da manhã legal. Foi quando eu pedi pro santo app me ajudar. Ele mostrou que a Casa Bonomi estava perto, uns 5 minutos de caminhada. As fotos pareciam simpáticas, as dicas eram boas, a fome estava grande e pronto, não faltava mais nada pra gente ir conhecer. Chegando lá, já fiquei encantada com o lugar. Parecia uma loja saída direto do Pinterest, sabe? Com pães, doces, salgados, embrulhos, bolos, tudo que tinha direito. Lindo, com uma cara saborosa… Eu nem tinha olhado o cardápio e já estava achando tudo delicioso.

O lugar é todo aconchegante, com madeira por todos os lugares. Essas luzes amarelas com filamento aparente me encantam <3 Deixam o ambiente todo com o calor de um abraço, sabe? Pra onde a gente olha tem alguma coisa bonita. Seja um croissant de amêndoas ou uma plaquinha escrita de giz. Então sentamos pra comer e pedimos um sanduíche de queijo branco, pesto e tomate seco, que estava delicioso. Claro que eu sou olho grande e não ia resistir a um desses doces maravilhosos, né? Então fui desse Terrine 3 chocolates que é de fazer chorar. Amargo e doce, gelado e cremoso, impressionante.

Saímos de lá de bucho cheio, um café debaixo do braço e agradecendo ao Foursquare por mais uma grata surpresa no meio do caminho. Então fica a dica pra quem é de BH ou pra quem visita a cidade: Casa Bonomi, o paraíso dos carboidratos é aqui. <3


inhotim – nenhuma foto traduz


inhotim 1 inhotim 10 inhotim 8 inhotim 13 inhotim 2 inhotim 7 inhotim 5 inhotim 4 inhotim 3 inhotim 9 inhotim 6Na semana passada eu fui conhecer Belo Horizonte. Eu, com toda uma família mineira e visitando Juiz de Fora desde que eu me entendo por gente, nunca tinha saído dali pra conhecer a capital. Então peguei uns dias e fui. Eu já sabia que ia me apaixonar, afinal, uma cidade que é conhecida por seu mercado, botecos, cervejas e petiscos só poderia inspirar meu amor eterno. E inspirou. E eu já saí de lá querendo voltar.

Mas como o blog não é um sanduíche pra eu deixar a melhor parte para o final, vou começar pela parte mais gostosa: Inhotim! Gente, eu nem consigo descrever esse lugar. Primeiro eu fiquei feliz de que a melhor parte de BH fica, na verdade, em Brumadinho a 55km de distância. Eu achava que essas coisas só aconteciam em Recife. “Vai conhecer Recife? Não pode deixar de ir em Olinda e Porto de Galinhas!”, sabe? Pronto. Não desmerecendo o resto da cidade, de nenhuma das duas, mas é que Inhotim é simplesmente sensacional.

Infelizmente tive pouco tempo por lá, só uma tarde… E isso não dá pra conhecer nem metade do lugar! O que deixa ainda mais vontade de voltar, e logo. Eu não tenho nem uma palavra que consiga descrever o que é Inhotim. É tipo um centro de arte contemporânea dentro de um jardim botânico. Tem jardins incríveis, um lago maravilhoso que espelha tudo ao redor. É realmente um lugar pra você ir com calma pra respirar aquele ar, com fôlego pra fazer os caminhos andando e com tempo pra olhar as galerias, as instalações, as lojas de presente <3 Sim sim, eu sou uma vítima assumida dos souvenirs e adoro isso.

Bem, o que eu posso dizer mais sobre Inhotim… Primeiro, tenha no mínimo um dia inteiro pra ir lá, já que fecha às 16h30. Se tiver 2 ou 3 dias inteiros, vai valer a pena. Não se preocupe com a comida, faça lanches e seja feliz. Tem um restaurante buffet a 60 reais por cabeça e um self service que estava impossivelmente lotado, então eu e meu bem ficamos tranquilos com kibes e salgados na lanchonete. Entre em todas as galerias que você conseguir, é um banho de arte. Fotos, pinturas, projeções, intervenções artísticas, tudo vale a visita. Você sai de lá mais preenchido, sabe como é? Um banho de arte mesmo.

Eu não consegui ver muitas exposições, já que o tempo estava curto e os caminhos são longos, mas posso dizer que a subida de 550m até o Sonic Pavilion vale a pena. Você escutar o barulho do centro da Terra é assustador e encantador ao mesmo tempo. A galeria Miguel Rio Branco também é linda. Uma estrutura enferrujada agressiva no meio da beleza da “floresta”. As exposições de fotos e também de projeções em telas de voil são lindas, fortes e vale um olhar bem detalhado.

A galeria True Rouge é o tipo de instalação que deixa você hipnotizado. Você anda ao redor dela, olhando os tons de vermelho, os elementos, os líquidos, e pensando em mil significados pra tudo aquilo. Eu adorei. E tem uma lanchonete bem do lado, o que permite que, além de entrar pra ver, a gente possa comer olhando pra lá. Mas confesso que a vista pro lago é mais bonita <3 Ah, uma das obras cartão postal de lá também é a De Lama Lâmina, que deixou Victor encantado. É grandiosa, forte, robusta.

O que deixa o lugar ainda mais encantador é que enquanto você vai andando pelos caminhos repletos de árvores, bambus e diferentes espécies de plantas, você vai se deparando com instalações artísticas variadas. Tipo as paredes super coloridas da intervenção da Cor Penetrável, o estranho Boxhead, as obras sem título e cheias de pose de Edgard de Souza, a gigante Inmensa, entre tantas outras coisas. Não adianta eu falar tudo aqui, não adianta eu mostrar todas as fotos, não adianta. Inhotim é um lugar pra se visitar, se viver, se respirar, ter a experiência inesquecível desse lugar.

E quando a companhia é boa, tudo fica melhor ainda. <3

inhotim 12 inhotim 11


futrica, o boteco da cerveja com pizza


futrica 10 futrica 7 futrica 5futrica 8 futrica 4 futrica 1 futrica 3 futrica 9 futrica 2 futrica 6Eu amo boteco. Desses tradicionais, sem frescura, que tem um petisco tradicional, cerveja gelada e pronto. Precisa de mais nada. Pode ser pequeno, meio apertado no meio de uma das mil galerias do centro de Juiz de Fora. O Futrica é assim. Eu vou nesse boteco desde que eu me entendo por gente. Ou melhor, desde quando eu nem era gente suficiente pra estar em boteco hahaha :P Mas como esse meu gosto eu não roubei, herdei de pai e mãe, sempre acompanhei nas cervejinhas, mesmo que fosse brindando com meu guaraná.

O Futrica fica numa galeria da Marechal Deodoro, e tem as tradicionais mesinhas do lado de fora pra quem quer beber em pé e ter mais espaço pra gesticular e contar os causos, tem o bom e velho balcão, que reúne os clientes mais tradicionais que bebem conversando com o dono do bar, e também tem as mesas pra quem quer sentar mais confortavelmente pra degustar os petiscos da casa.

Como dá pra ver até no slogan, a prata da casa é a pizza frita. Apesar de ter linguiça, bolinhos variados, espetinhos, ovo (gente, ovo de petisco é roots <3), a vedete é a tal da pizza de queijo. Não tem outro sabor. É a pizza do Futrica. Um petisco da paixão: aquele que vai direto pro coração e não sai de lá nunca mais. Pronto. Tão gordurosa quanto suculenta e deliciosa, eu não consigo ir pra lá e sair sem comer a tal da pizza. Quando eu era criança comia sempre uma coxinha com guaraná na Pepita, lanchonete de alguma outra galeria do centro. Mas agora minha paixão é mesmo o Futrica, sua Original gelada e a pizza da paixão.

Lá é um bar familiar, que já está na terceira geração desde o seu fundador. Isso faz com que a paixão seja bem verdadeira de quem trabalha, sabe? É a vida de uma família. Irmãos que trabalham juntos e trabalham bem. E sempre lembram da gente, e fazem a maior festa quando aparecemos de surpresa. Ah, o Futrica é bom pra comprar cachaça também. Eles não tem muuuita variedade, mas tem os rótulos que interessam. Pra tomar e pra presentear, então já fica a dica. Vai tomar uma cerveja e sai com uma cachaça souvenir hahaha :P

Eu boto fé que todo mundo que se preze em Juiz de Fora conhece esse boteco, mas se não conhece tem a obrigação de conhecer. Porque eu morando aqui em Recife já devo ter ido lá mais vezes do que muito conterrâneo hahaha :)



© 2017 - ideias de fim de semana