home sobre mim sobre o blog mídia kit

vai passar


Quando a gente aprende a falar de amor, desaprende a falar da tristeza. E eu, que não sei postar por postar, apenas silencio. Mas vai passar. Vai passar.

Esses dias li a mais clichê das frases que diz “não chore porque acabou, sorria porque aconteceu”.

Eu vou sorrir por ter conhecido o sentimento mais bonito do mundo. O amor verdadeiro. Aquele sobre o qual os poetas escrevem, que vira música e filme. O sentimento mais honesto de todos.

E eu também vou sorrir por ter conhecido a dor mais profunda que um ser humano pode sentir. A dor de se partir ao meio, de se ver metade, de se ver vazio. O sentimento mais cruel de todos.

E uma pessoa que conhece esses dois sentimentos, tão extremos, só pode se tornar mais forte. E é nessa força que eu vou me abraçar pra seguir em frente.

Desculpem a ausência, mas vai passar.

Esse desenho lindo foi presente de Carol, que sempre consegue traduzir em beleza a parte mais triste da história.

 


30 comentários sobre o assunto

“E uma pessoa que conhece esses dois sentimentos, tão extremos, só pode se tornar mais forte. E é nessa força que eu vou me abraçar pra seguir em frente.”

É exatamente isso. E toda a tristeza que é sentida agora, vira lembrança de uma boa experiência.

Você consegue ser até mais feliz do que imaginava.

:)

Josyanne Cassimiro

Tudo passa, e o sofrimento nos amadurece.
E de todo o amor que vc sentiu, além de lindas lembranças, virá uma infinidade de aprendizado.

Seja feliz, sempre.

MARIANA BARROS

encantada com a gravura…. força menina, vc é linda!
bjão

Liane

Terrinha, falar de amor e de tristeza é falar de clichês, sempre! então a sensação que fica é que qualquer coisa que eu queira te dizer beirará o clichê mesmo… só que pra mim tem coisa que ditas na hora certa, e pela pessoa certa, tomam outra proporção. Por isso vou me permitir repetir a frase que minha mãe me disse uma vez, quando eu me vi metade, que nem ela sabe de quem é nem o google soube tirar a dúvida para mim: “não chores por perderes o sol, pois as lágrimas te impedirão de ver as estrelas”.
Sei que tu deve ter ouvido coisa melhor mas sabe como é né? quando a mãe da gente fala a gente acha que é o melhor dos remédios…
sabe aquela história do “plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro”? na minha ignorância eu acho que a pessoa deve “viver um grande amor, sofrer por um grande amor, e sentir uma saudade tão grande que doa”…
e seja como for, continuarei te adimirando, sempre!

Alice O.

Só posso te desejar um pouquinho de alegria, acho que é do que está precisando agora.

Pablo

=D
Um sorriso bem grandão pra vc!
Para tentar iluminar o seu dia!
Bom dia e fica com Deus!

Evelyn Carvalho

Obrigada por dividir conosco sua dor…..ato de coragem!!!!!!!!!!!!!!!!!! Um beijo grande e, aos pouquinhos vc vai se redescobrir!!! bj grande Patricia Maria

Patricia Maria

Clichês só existem porque são recorrentes, acontecem todo o tempo na vida de todo mundo. E o maior dos clichês é o amor, Anna, é o amor. Não existe como separar amor de clichê, seja quando o amor vai bem, seja quando não vai mais. Há quase dois anos eu fiquei metade também, de uma maneira abrupta e inesperada. E de repente, quando eu ainda nem tinha assimilado o choque de viver como metade, soube que ele já estava completo novamente. E que dor, que dor foi saber que agora ele dividia a vida com alguém que não era eu. Não era eu. Me curei, mas confesso que ainda estou em fase de recuperação. A maior semelhança entre nós, é que eu sabia, como você, que ia passar. E essa luzinha da certeza, embora pequena, é suficiente pra que a gente não enlouqueça. Pra que a gente tenha força. Pra que a gente tenha fé. Essa luzinha é suficiente pra iluminar o próximo passo e assim a gente segue em frente. Um passo de cada vez.
Há alguns dias, uma amiga também virou metade. Mandei pra ela uma coisa encontrada no Ideias: umas fotos de umas bolhas de sabão. Elas são tão lindas, leves e coloridas. Eu queria encher sua casa e a dela, seu coração e o dela, sua vida e a dela de bolhas de sabão e isso por dois motivos. O primeiro deles é que elas me dão uma sensação de paz e eu imaginei que ver uma imagem bonita que me trouxe tamanho bem-estar só poderia fazer bem pra ela e pra você. E o outro motivo foi que tem uma coisa nelas que eu acho muito legal, elas refletem o que tem ao redor, mas transformado. Olhe de novo as fotos: http://ideiasdefimdesemana.com/bolhas-de-sabao/ . Elas refletem o ambiente, mas de uma maneira muito mais linda. Que possamos ser assim: leves, coloridas e que tenhamos a capacidade de absorver apenas o melhor do mundo e refletir da maneira mais bela.
E por último, já que esse comentário já passou do tamanho faz tempo, eu tinha mandado pra ela, também inspirada no Ideias, a letra da música do Vinicius de Moraes, onde ele canta que é melhor ser alegre que ser triste. Nessa letra eu aprendi que a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida e que o samba é a tristeza que balança e que a tristeza tem sempre uma esperança, tem sempre uma esperança de não ser mais triste, não… mas isso você já sabe. Então, mando um trecho de outra linda, essa do Milton Nascimento, que é pra você ficar forte: “Maria, Maria é um dom, uma certa magia, uma força que nos alerta. Uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer do planeta. Maria, Maria é o som, é a cor, é o suor é a dose mais forte e lenta de uma gente que ri quando deve chorar e não vive, apenas aguenta. Mas é preciso ter força, é preciso ter raça, é preciso ter gana sempre… quem traz no corpo a marca Maria, Maria mistura a dor e a alegria! Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça, é preciso ter sonho, sempre… quem traz na pele essa marca possui a estranha manha de ter fé na vida”
Anna, é preciso ter força, é preciso ter graça é preciso ter sonho. Fique firme que passa. Você sabe.
Não sei até onde isso vale, mas eu sinto um carinho muito especial por ti e por teu blog, se precisar de um ombro pra chorar (ou de alguém do outro lado do computador pra ler e responder), conte comigo.
Beijos!

Jéssica P. Nascimento

É, eu acho que só sabe quem passou mesmo por isso. E eu te digo, “filha”, que isso passa, sim. Dói e demora, mas passa. Ficam marcas, ficam cicatrizes… mas ficam também lembranças de coisas boas. Nessas horas, nos sentimos um pouco mais amados com todas as palavras de carinho e amor dos amigos (e dos leitores), ao mesmo tempo sentindo que isso tudo não adianta de nada. Mas adianta sim, viu? E muito.

A maior vantagem disso tudo, desse turbilhão de emoções, é que aprendemos a dar valor a quem nos dá valor… “a gostar de quem gosta da gente”. E de repente, não mais do que de repente, estamos felizes de novo e nem sabemos direito como chegamos lá, com tanta tristeza no meio do caminho.

Fique em paz, querida. Fique em paz.

Rodrigo Albuquerque

Te amo <3

Ju

Anna, já falei uma vez e repito: teus posts sempre me emocionam. Mas sabe porque? porque eles são nada mais do que a vida de verdade, nada de blablablá!
e o idéias, assim como você, fazem parte da minha vida.
Por isso te desejo muita força.
E te deixo essa frase de Caio F. de Abreu: “Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois,quem sabe?”

Beijos <3

Izabela

Ana….Frase de Guimarães Rosa: “Esperar é reconhecer-se incompleto…”…é assim…mas vamos esperar passar (junto com você)…Bj na buchecha

Magda

Anna,

É muito bom ler seus posts novamente e sabe que, apesar de tudo, vc está demonstrando força e coregem para continuar esse longo de complicado caminho que é viver…!!!

Que Deus abençoe e que você melhore a cada dia… pois um dia, tudo vai passar…

Bjsssssssssss

Diana

Não te conheço pessoalmente, mas sempre te vi como uma pessoa forte, e é essa força que acredito que tens, que te fará superar a dor.
Um forte abraço

CICERO

Anna, não te conheço mas acompanho teu blog diariamente(e anonimamente..rs) a mais de 1 ano. Quando conheci o blog, estava passando por essa dor de se sentir metade, de ter de recomeçar, recontruir sonhos, mas depois de muito sofrimento, percebi que não sou metade, que sou inteira, completa e tenho tudo o que preciso dentro de mim para ser feliz e que o mundo ao meu redor não pode mais do que melhorar o que tenho de bom aqui dentro, e pasme, seu blog me ajudou nessa descoberta! Vc é uma pessoa iluminada e inspiradora, que me inspirou a ver todos os dias a beleza das pequenas coisas, da simplicidade que emociona e toca. Que em seu sofrimento vc nunca esqueça disso: vc é uma pessoa completa e não metade! Bjos com muito amor!

Isa

Também sou “leitora premium” do seu blog e só posso desejar que PASSE. E rápido.
Nem consigo contar quantas vezes também passei por isso, quantas vezes desejei que fosse a última vez e quantas vezes eu tive esse sentimento de “que porcaria, vou ter que começar tudo de novo”. Muita força pra você, querida. Beijos

Marisa/Miss Má

Não acredito que a Carol alem de linda sabe desenhar lindamente bem!

Força Terra! Força!

Pode ser cedo pra vc dar atenção ao que vou dizer, mas um dia certamente vai se lembrar: o próximo que vem sempre é melhor!

Camila P

Força Anna!
Conte com todos os leitores!
Abraços,
Denise.

Denise Bahiense

Anna,
Estou emocionada!! Viver é antes de qualquer dor inspirador…me inspira muito abrir o seu blog numa tarde de trabalho e ver esse texto tão lindo que mostra o ser humano do jeitinho que ele é. Sem mais nem menos. Paradoxo. Simples e complexo assim! Algumas vezes essa mesma dor tomou conta de mim…um vazio, uma falta… a única coisa que me satisfazia era dormir. Um suicídio temporário…mas a cada vez eu saia um ser humano um pouquinho melhor. Não serão os próximos que serão melhores..mas você! Acredito que você sairá logo dessa, afinal, não ignorar a dor é o melhor dos passos para supera-la.

“Quem acreditou
No amor, no sorriso e na flor
Então sonhou, sonhou
E perdeu a paz
O amor, o sorriso e a flor
Se transformam depressa demais
Quem no coração
Abrigou a tristeza de ver
Tudo isso se perder
E na solidão
Procurou o caminho e seguiu
Já descrente de um dia feliz
Quem chorou, chorou
E tanto que o seu pranto já secou
Quem depois voltou
Ao amor, ao sorriso e à flor
Então tudo encontrou
Pois a própria dor
Revelou o caminho do amor
E a tristeza acabou”

Uma amiga minha cantava essa música para mim e hoje eu canto ela para você!
Beijos com carinho…

Juliana

Oww Anna, é como eu comentei no post da Carol: que dó.
Eu imagino um pouco da dor e do soofrimento que voce tá passando agora.
Mas vai passar, sempre passa.. E um dia talvez voce possa até agredecer por isso ter acontecido. Quem sabe haja algo muito melhor te esperando no futuro.
Imagino como é difícil compartilhar isso com pessoas que voce nem conhecer e tem essas pessoas “se metendo” na sua vida. Mas o que eu te desejo mesmo é força pra enfrentar tudo.

E é lógico que todo mundo entende sua ausencia no blog.
Fica com Deus.

Nathalinha

Anna,

Você é linda, boa, e merece que essa dor muito mais rápido do que se imagina possível.

Que dela fique, somente, o aprendizado e a força.

Beijos.

Nanda Barretto

Vai passar, demora, dói, mas passa!

Posso contar uma histórinha?
Nada a ver com o post, li todo o post pelo reader e abri aqui para er os comentários, fui lendo cada um. Ai vi uma tal de Evelyn Carvalho, ai pensei “opaaa conheço esse nome!!”.
Sim, conheço essa pessoa tbm, depois de eu comentar num post que ela fez no fotolog da Melissa lá na idade da pedra começamos a conversar por blog, depois por msn e etc…
Sempre add nos novos meios, ela é do Rio e eu do interior de SP, ela tem uma tia em Campinas que é aqui perto e um dia fui lá para conhece-la depois de anos!!!!
Hoje já não conversamos mais, as coisas mudam nas nossas vidas, tomam rumos diferentes, mas ela me marcou muito era sempre bom qdo conversavamos.
E pronto, acompanho seu blog, vim aqui ler os comentários e lá estava um comentário dela…
Essa internet é muito pequena!!!

Espero muito e de coração q vc fique bem mesmo!
Beijos

Paula

Querida Anna,

Uma tristeza dividida e uma tristeza diminuida. Eu sempre acreditei nisso.

Eu tenho um coracao desses grandes, enormes mesmo, que amam demais e sofrem demais. E sinto muito pela sua dor. Torco para que o tempo lhe faca o mais forte possivel. E sei que o fara.

Deixo uma pequena poesia minha, feita para um grande amigo que, de repente, viu-se metade:

Cancao de todos nos

Entre os dedos colocarei meus amores imperfeitos
Tocarei aquele que acabou porque o tempo errou
Lembro que pela manhã decidi esquecer
E foi quando eu fiz minha cinza vida emudecer
Se foi vontade de Deus, vou reclamar
E culpar o resto do mundo pelo dia em que quase cansei de amar

Se te parece triste, não sejas bobo
O mesmo acontece com teu coração frágil
Digo que mais tarde percebemos
Mesmo quando o tempo erra
A gente sempre encontra quem o conserta

Um beijo e um abraco bem forte! Fica com Deus!

L.

Laine Torres

Qualquer coisa que falar vai soar clichê aqui, mas nesse momento acredite nos clichês da vida.

Marcio Melo

Anna, já vivenciei uma dor tão enorme, a qual pensei não suportar, quando precisei dar adeus ao grande amor da minha vida em troca da minha paz. Os conselhos são muitos, mas queria te dizer algo diferente. Não precisas ser tão forte assim, assuma esse luto, sofre essa dor, ela é tua, até o dia que não doerá mais, não existe sublimação sem sofrer. Grandes mudanças virão, mudanças que hoje machucam, mas que amanhã te darão uma grande força pra vida. Segue.

brígida

O que a Brigida falou, é isso mesmo o que eu gostaria de ter dito.

CICERO

Olá, Anna! Não a conheço, nem sigo o blog, entrei aqui hoje pela primeira vez e acabei chegando nesse post. Nesse exato momento estou passando por uma situação parecida. Namorei por 4 anos e descobri que fui traída com uma pessoa que vivia na minha casa, que se dizia minha amiga. Eu me dediquei por quatro anos e tudo o que me sobrou foi uma dor imensa e uma sensação de derrota.O que mais dói é ver que os “amigos” em comum pouco ligaram pra minha dor, continuam conversando com os dois como se tudo o que aconteceu fosse normal.
Bom, como vc pode perceber,acho que acabei desabafando aqui, até mesmo por estar me sentindo tão só nesse momento.
Espero que a sua dor passe e que você seja muito feliz daqui pra frente!!
Um abraço.

Ju

Oi Anna…segui bastante seu blog,e sempre admirei a sua força,e sei que não é agora que ela vai faltar!!!Anna Terra,como a de Érico Veríssimo,FORTE e CORAJOSA!!!Me deu tanta força quando eu precisei,aí me afastei,e agora leio o que acontece com você,fico triste,mas tenho certeza que vai superar.Boa sorte!!!Beijos!!!

ana barata

Passando pelo mesmo problema, mas vai passar, eu sei que vai!
Força pra nós, pq somos fortes, pq estamos juntas, pq somos lindas, pq não nos preocupamos com os clichês!
Vida que segue, sementes que se plantam…
Coragem para você e para mim!
Beijos no coração!

Camilla

Deixe sua mensagem



© 2017 - ideias de fim de semana