home sobre mim sobre o blog mídia kit

natal: uma cidade preparada para o turismo


viagem para natalviagem para natalviagem para natalviagem para natalviagem para natalEu não conhecia Natal, e nem posso dizer que conheço muito bem agora. O navio só ficou um dia lá, e a gente tinha até o final da tarde pra voltar, ou seja, foi tudo muito corrido. Desembarcamos de manhã, pegamos um buggy e fomos para as Dunas de Genipabú. Fomos super bem recebidas pelo bugueiro, que deixou a gente nas mãos de um guia gente fina pra andar até lá em cima nas dunas e ver essa lagoa linda que mais parece um oásis no meio do deserto.

Lá a gente tirou umas fotos com umas latinhas de cerveja e refrigerante, que era pra dar aquele efeito de que a lata é gigante e nós somos miniaturas, sabe? Mas infelizmente nenhuma prestou. Mas o cara foi super prestativo em tirar as fotos e em andar com a gente por lá. Ele não cobra nada, apenas o que a gente quiser dar. Eles trabalham com uma alegria e uma humildade que é extremamente cativante. Em poucos minutos nós estávamos encantadas com o bugueiro, o guia e até o menino que vendeu água mineral pra gente. Pense num atendimento de qualidade.

Depois pegamos o buggy, demos mais umas voltas nas dunas e chegamos até a famosa descida do SkiDuna, que na minha época se chamava de SkiBunda mesmo. É o tipo de coisa que você tem que fazer, sabe? É besta mas é bem divertido, e a dica é ir com o instrutor pra aproveitar a descida até o final, se não você capota antes. Tudo bem que é meio constrangedor você se atracar atrás do cara, mas ele tá tão acostumado que não tá nem aí pra gente, o que é ótimo. Uma descida é R$5 e 3 fica por R$10. Preciso dizer que a gente foi super bem atendido por lá também? Pois fomos.

Nesse mesmo lugar tem o passeio de dromedário. Olha, eu tenho que dizer que achei uma sacanagem com os bichinhos, na boa. Eles ficam lá deitados esperando alguém subir neles, aí eles levantam com o peso dos turistas e vão sendo puxados e ainda apanham pra andar. Uma tristeza só. Além de ser supe caro, coisa de R$70 por pessoa pra andar no bicho usando um pano de pseud0-sheik na cabeça, dizem que você fica com o cheiro do bicho durante um bom tempo mesmo depois do banho. Eca. Eu passo.

Depois a gente desceu até a praia de Genipabú, passando pelo Bar 21 que é cartão postal da cidade. A maré estava cheia e o banho foi uma delícia. Era como se fosse um banho em Maracaípe, sendo que com menos ondas. E ainda assim eu quase perdi o biquíni, mas quem se importa. O banho foi super relaxante e a cerveja estava bem gelada na barraca. Tirando um tiozinho que parou com um carrinho de CD pirata tocando as últimas do brega-trash-sertanejo-whatever por lá, foi ótimo.

De lá nós fomos voltando pro navio, conversando com o bugueiro que fazia questão de explicar tudo sobre os lugares por onde a gente passava.  O passeio que a gente fez foi o mais curto, tem um que vai até as dunas de cima mas que ia ficar muito corrido e a gente queria mesmo era dar uma relaxada na praia.

E nessa hora você me pergunta: mas você mal conheceu Natal, como pode dizer que é uma cidade preparada para o turismo? Porque eu venho de Recife, me desculpem os pernambucanos. Recife é uma cidade linda, que tem história, cultura, arte, gastronomia, praias, complexo hoteleiro e tudo mais. Mas, sinceramente, eu não considero uma cidade turística. Você não é bem atendido nos lugares onde vai, é explorado, tratado como se estivesse o tempo inteiro fazendo um favor de estar ali, contemplando as belezas. Tanto que de turismo que se fala em Recife é Porto de Galinhas e Olinda, que nem Recife são. Então me desculpem conterrâneos, mas Natal dá um banho na gente.

Fomos bem atendidas em todos os lugares. É porque a galera de lá é gente boa? Pode até ser, mas eles sabem claramente o valor que tem o bom atendimento e a humildade. Eles sabem que vão conseguir mais indicações, mais reconhecimento e, claro, mais dinheiro com isso. Eles são espertos e quem se dá bem é a gente. Tão simples sair ganhando dos dois lados, né? E foi por isso que eu saí de Natal falando tão bem e com tanta vontade de voltar e conhecer mais dessa cidade que, se dúvidas, está preparada para o turismo.

Tanto que eu não podia sair de lá sem uma foto tipicamente de turista, né? Beijando o golfinho de Genipabú hahaha :)viagem para natal


15 comentários sobre o assunto

Anna, é uma pena, mas tenho de discordar de você. Morei 10 anos e meio em Natal, conheço-a de cabo a rabo, amo-a como a minha cidade-natal-escolhida, lá estão 90% dos meus melhores amigos e posso lhe dizer com toda certeza: vocês deram sorte.
Infelizmente. =(

Quem mora na cidade e a experimenta cotidianamente é quase unânime em afirmar que o atendimento deixa muito a desejar e sabe bem que quem é do lugar paga menos do que o turista, seja ele nacional ou estrangeiro.

Tomara que essa galera com quem vocês esbarraram venha a ser maioria, porque a beleza do lugar merece que a cidade desperte isso que despertou em você.
;D

Soraya

Anna, moro em Natal faz teeeeempo (acho que uns 20 anos, so da segunda vez – da primeira morei uns7) e, infelizmente, tenho que concordar com a Soraya.
Adoro morar aqui (sou gaúcha, mas cresci aqui e me considero natalense de coração), mas em relação ao turismo, a cidade deixa muito a desejar ainda,
Que bom que lá em Genipabú vcs foram bem tratadas e não foram exploradas. Meu avô teve casa lá por anos e anos, e sempre foi uma delícia passar os veraneios por lá. Amo Genipabú.
Só que você não teve a chance de conhecer Ponta Negra, um dos nosso maiores cartões postais.
É uma praia urbana, muito linda, mas entregue as moscas. Quer dizer, entregue aos gringos e as prostitutas.
Ninguém liga pra mim porque sou branca igual papel, mas se a moça for mais moreninha um pouco, a gringaiada cai em cima com propostas indecentes. Um absurdo.
É claro que aqui tem muuuita coisa legal pra se conhecer! Tem o forte, tem os bairros antigos, também tem história e cultura, como Recife. Mas não estamos assim tão preparados como você teve a impressão.
Adoro Recife, meu marido é pernambucano e temos muitos amigos queridos aí, por isso não tenho como dar minha opinião sobre como é ser turista em Recife.
Só sei e sinto dizer que ainda estamos muito distantes de um atendimento 100% aos turistas que nos visitam.
Mas quando vier novamente nos visitar, avise! Quem sabe fazemos um city tour! Vou adorar!!
Beijão!

Cris

Ei Ana! Também já fui pra Natal e fiz o passeio de buggy e desci no skibunda! Lá é lindo lindo!
Também não me arrisquei nos dromedários. Ainda bem que não fui, não sabia que fedia assim, hahahaha
Eu ameeeeeeei essa foto do golfinho! Ficou linda!

Aproveitando a oportunidade, gostaria de dizer que seu blog é super legal e ele está incluso na minha pasta de favorito como “mais acessados”, hehehe.

Bjão!

Fernanda Storck

Oh. Moro em Natal desde sempre (21 anos, pra ser mais exata) e não acho que foi tudo uma questão de sorte, não!

Natal tem inúmeros defeitos (como toda cidade tem), mas uma coisa em que somos bons é quanto ao turismo e hospitalidade. Nosso povo é sim, muito receptivo e simpático, procuram atender bem todos os turistas e tudo isso o que você falou no post. Acho que posso falar com mais propriedade ainda porque estou com duas amigas americanas aqui e elas e o meu amigo que está as hospedando já fizeram alguns passeios turísticos e não tiveram do que reclamar. Esse final de semana vamos à Pipa e espero que elas continuem sendo bem recebidas.

Acho que tirando os preços abusivos (que são característica de Natal em todos os aspectos) todo o resto é muito bom. Mas repito: bom pro turista. Pra quem mora em Natal, sabe que sofre com a atual gestão (péssima) em aspectos como saúde, transporte, roubos descarados e descaso. Mas como eu disse: defeitos que toda cidade tem.

Resumindo: Natal é bom pro turista. Natalense mesmo é que sofre um bocado! hahaha

Mas nossa cidade é linda e eu tenho orgulho dela :)

bjs

Priscilla

Concordo plenamente com vc, Anna! Sempre que dá, volto a Natal. Cidade limpa, organizada, com estrutura voltada para o turismo. Sou de Recife e sempre fui muito bem atendida lá, desde o hotel até as barraquinhas de praia. Lá você mal vê uma casquinha de amendoim na areia. :)

Milena Venancio

Anna,
Já fui a Natal inúmeras vezes, fui bem atendia umas vezes, outras não, mas concordo com os dois coments acima e vou mais adiante: no Nordeste – INFELIZMENTE – é raro sermos bem atendidos! Fortaleza então, q é uma cidade q vive do turismo e do comércio, vc não chega numa loja pra uma atendente vir lhe receber com um sorriso no rosto, é sempre a cara abusada, se arrastando. Tbm tive sorte de contratar um bugueiro massa em Genipabu e guardo boas recordações, mas no geral somos muito mal atendidos sim. É por isso q td mundo endoida qdo conhece o Sul do país – o “combo” Gramado/Canela – lá parece q estamos em outro país tamanha a atenção e educação de td mundo. Vc consegue conversar com um garçon ou com um taxista sobre colonização, dicas gastonomicas e culturais. Só lá mesmo eu vi isso, e mesmo em cidadezinhas menores q nao tem tanto apelo turistico vc vê q as pessoas são cultas, interessadas pelo bem estar do turista e orgulhosas de seu cantinho.
Mas amo Recife mesmo assim rsrsrs
Bjo
Vivi

Vivianne

Terrinha, tô adorando teus posts! Colocando tudo a par devagar que é pra não gastar. As fotos de Natal ficaram incríveis.

Meus pais são fãs da cidade têm a mesma impressão que você teve. Acham tudo limpo, organizado e preparado para o turismo, sim. E olha que eles conhecem bastante coisa. Concordo quando você diz que o Recife é totalmente despreparado e, por estar vendo de fora agora, dá para enxergar inúmeras falhas que poderiam ser facilmente corrigidas. Gostaria muito que Recife explorasse o turismo como vejo Natal, Salvador e Fortaleza explorando. Tomara que um dia isso melhore!

:*

Rapha Aretakis

Anna…primeiro este blog é demais….quanto a Natal, esta cidade dispensa comentario…conheci e sempre recomendo, é a cidade do SOL, gente bonita, sorridente, MAS como em todo lugar tem seus problemas, ale lembrar que na Suiça eles tem problemas.

Agora vamos combinar TUDO É MERECIMENTO…se vc foi super bem atendida, é energia, vc tb foi educada, pessoas são assim ,respondem as reflexos.

Beijocas e um feliz 2012.

Roselene

Oi Anna, adoro teu blog. Ti sigo da tanto tempo mas hoje nao resisiti em participar. Sou de Recife e moro em Milão a 11 anos. Antes de viajar trablhei no turismo: hotel/agência de viagens. Estou pensando em voltar mas, infelizmente, sou completamente de acordo com o que vc escreveu. Quantos voos internacionais direto da europa jà perdemos? Graças a Deus ainda temos a TAP. Por aqui só se ouve valar de Rio, Salvador e Fortaleza . Bem, de todo jeito, não vejo a hora de conhercer os botecos que vc posta. São demais!!!!
BUON ANNO A TUTTI! BACI,
GIO

Giovana

Olha…acompanho o blog faz tempo, acho que a primeira panqueca da minha vida a receita veio daqui…:D:D :D…mas eu nunca comentei.

Falando sobre o atendimento, brasileiro tem a mania de achar que no sul do país estão os melhores atendimentos ou até mesmo fora do país. Moro em Madrid faz um tempo e vou te falar que bom atendimento aqui é quase sorte….uma vez numa loja a vendedora pediu que eu colocasse no lugar todos os sapatos que tinha provado, enquanto ela cobrava! Isso pq europeu reclama de quase tudo. Daí fui de férias para o Nordeste esse ano e ameiii o atendimento em todos os lugares, só não fui em Recife!

Fabiana

Ai, e como faz com a vontade de ficar mais tempo??? Natal deve ser mesmo linda, preciso conhecer!

Camila Faria

Sou de Natal, mas tem 4 anos que saí de lá. Nesses 4 anos morei em Macaé/RJ e agora tô em Aracaju/SE.

Devo dizer que Natal é muuuuito linda mesmo, que todo mundo é simpático sim e que também existe a exploração aos turistas. Eles metem a faca principalmente se for gringo. Inúmeras vezes eu tava em Ponta Negra e lembro do meu pai perguntando ao garçom “mas se eu fosse gringo vc ia cobrar quanto?” e ele respondendo na maior cara de pau que cobrava o dobro.

Falando em Ponta Negra.. a parte da orla mais próximo ao tão famoso Morro do Careca realmente foi tomada pela prostituição e gringos nojentos que fazem turismo sexual. Acho que natalense nenhum desce mais pra aquela região. Mas ainda existe um ponto em Ponta Negra que tanto nós natalenses, quanto vocês turistas, pode frequentar!! É só ficar na parte que só tem calçadão (não passa carro). Se quiser referência pergunta “Moço, quero descer pra praia pertinho do Hotel Esmeralda ou do Hotel Praia Mar ou do Guaraná (point de açaí)”. Lá ainda da pra frequentar tranquilamente sem ser confundida com uma pootxa!

Vejo que a atual prefeita lascou a cidade. Pra quem é natalense e mora lá, tá insuportável. Pra quem é natalense e vai de vez em quando (oi!) é triste. Tomara que o povo se toque!

No geral acho que o turista ganha muito na nossa cidade, ou melhor, no nosso estado. Pois nos acostumamos a chamar como destino Natal todos os passeios que rodeiam a cidade, sendo que a maioria das praias famosas e mais procuradas nem da capital são. Caso de Genipabu que faz parte de Extremoz. Pirangi do Norte (a do cajueiro maior do mundo) que faz parte de Parnamirim. Pipa que é de Tibau do Sul e por aí vai..

Sei que já falei demais, mas resolvi comentar porque precisava dizer uma coisa que mesmo depois desse texto enorme ainda não falei: o atendimento do NORDESTE é por vezes bem melhor do que do SUL/SUDESTE.

Infelizmente talvez eu comece aqui uma discussão bairrista, mas tenho que me defender né?!

Você quer atendimento pior do que o do Rio de Janeiro? Você quer atendimento mais frio do que de São Paulo? Não conheço o circuito da serra gaúcha. Mas odeio que as pessoas de lá do sul, no geral (RS, PR e SC) sempre se acham os mais educados do mundo.

De que adianta ser educado e ser frio?

Prefiro ser simpática e da bagaça!

Ilana Medeiros

Ana adorei seu blog!!!
E achei tudo o que disse a respeito de Natal perfeito!!!
Passei o final do ano em Nata,com uma turma de 20 pessoas e fomos muito mas muito mesmo bem recebidos!!!O Pessoal da agência de turismo Mar azul é nota mil,os bugueiros show de bola,mas gente fina mesmo foi o motorista Antonio da “mar azul”nos levou nas melhores praias e lagoa que lá existem!!!Sempre com muita disposição e alegria de estar com a gente foi 3 dias de passeio e pura alegria!!!
Ah,tbm o pessoal do hotel todos os funcionários sempre com alegria no rosto!Trabalham com muito amor,adoramos tudoooo!!!
Um lugar que quero muito volta!
bjs.

Sandra Mara

Amo Natal, é realmente linda! Adorei tuas fotos *-*’ Beijos

Nosso Brechó Virtual

Nossa Anna!
Não viajamos juntas, mas tudo o que você escreveu eu passei também em julho de 2011!
O nordeste é conhecido por ser uma região de grandes comediantes, por ser uma região alegre e tudo mais. Realmente em alguns estados por onde passei, a alegria e o lado comediante parecia que vinha de dentro mesmo sem qualquer esforço. Estava gostando muito do passeio e fiquei triste ao chegar em Recife, logo de cara a guia fez com que fossemos almoçar em um restaurante com uma fachada comum, nada demais, éramos turistas com roupas de verão pra curtir as férias de julho quando de repente ao entrarmos no tal restaurante TODOS estavam olhando pra gente, de cima a baixo e adivinhe… Todos estavam engravatados, mulheres com roupa executiva e tal, foi mega constrangedor.
Um grupo de paulistas entraram e saíram de lá imediatamente dizendo ” Nem em SP pagamos esse preço pra comer” (você falou sobre a questão da exploração)
A melhor parte de Pernambuco foi como você disse; Porto de Galinhas e Olinda.
Toda cidade tem problemas, eu sei. Achei Recife parecida com Belém onde moro em alguns aspectos por ter esse lado histórico, cultural e gastronômico e por serem cidades que talvez tenham parado no tempo e algumas pessoas também. Espero que as coisas aí e aqui melhorem nesse ponto de vista.

Adorei o seu Blog!
Abraços!

Sâmylle Pantoja

Deixe sua mensagem



© 2017 - ideias de fim de semana