home sobre mim sobre o blog mídia kit

Todos os posts sobre presente

look do dia (ou eu acordei meio assim)


look do dialook do diaHoje eu acordei meio assim. Tem dias que a gente acorda meio assim, né? Apesar de ser sexta e dia 30 ao mesmo tempo, como bem lembrou Dani. Mas quando a gente já está meio assim ao acordar, a gente tem que começar a tentar a mudar o humor no primeiro passo pra fora da cama. Que deve ser com o pé direito, só por garantia. Então é quando a gente toma aquele banho um pouco mais longo, pra dar tempo de fazer uma hidrataçãozinha no cabelo pra que, além de ser meio assim, que não seja um bad hair day, né.

Eu não sou muito vaidosa, tenho que admitir. Mas quando estou meio assim tento dar um up, porque né, além de estar chata ficar feia é meio demais pra um dia que é sexta-feira e dia 30 ao mesmo tempo. Aí resolvi também dar uma maquiada, usando TODOS os produtos que eu tenho. Que consiste em um corretivo (o primeiro da minha vida…), lápis marrom, um preto, um rímel transparente e um preto. É tudo. E já ajudou a tirar um pouco da cara meio assim. Paolo até perguntou se eu tinha alguma coisa na Ampla hoje, porque né, pra estar me maquiando… Mas meu único compromisso era com a minha auto estima.

Acho que esse é o momento de dizer que vesti a minha melhor roupa pra sair de casa. Então eu coloquei esse longo de malha e elastex, que me custou os olhos da cara em Petrópolis. Adoro usar ele porque é batata, as pessoas sempre elogiam e eu tenho o maior prazer em dizer: Paguei 14 reais! Aí além da maquiagem garanto um sorriso no rosto ;) Mas não escolhi ele só por isso, eu escolhi principalmente porque queria sair com essa bolsa linda e colorida que ganhei ontem da Pitadinha. Estilo bolsinha de feira, sabe? Coisa linda que brilha meus olhos toda vez que eu vejo. Ela é a cara da sexta-feira :) E pra arrematar amarrei esse trapo verde que estava no fundo do guarda-roupa, que eu usei na minha fantasia de Daphne, na formatura da faculdade (em 2008 =O).

E assim meu dia foi deixando de ser meio assim. Vi umas coisas bonitas na internet, trabalhei tranquila, almocei feliz com os amigos, tomei umas cervejinhas e estou pensando no chocolate que vou comer mais tarde. Porque, na maioria das vezes, só depende da gente para o nosso dia deixar de ser meio assim, né? E eu estou fazendo a minha parte comigo mesma :)

Boa sexta-feira gente, que seja um dia bem feliz, feliz ASSIM :D


eu não tinha vontade de conhecer nova iorque


É verdade. Eu não tinha mínima vontade de conhecer Nova Iorque. Talvez porque eu tenho uma enorme lista de cidades que eu gostaria de visitar, antes de ir para lá. Várias da Europa, América Latina, Ásia, tudo antes de ir para os Estados Unidos. Talvez porque eu não tenha a cultura do consumo, não gosto de marcas famosas ou de sair por aí fazendo compras mesmo que tudo seja muito barato. Talvez porque eu seja do tipo que prefere o casas de pedra e madeira a prédios altos e avenidas largas. Eu não tinha vontade de conhecer Nova Iorque. Simples assim.

Mas então Malu, minha irmã, faz a tradicional viagem de 15 anos e adivinhem só quem estava no roteiro, logo como primeira cidade. Claro, New York City. Então ela andou solta pela 5ª Avenida e passeou livre pelo Central Park. Bastaram 3 dias da sua viagem para essa cidade se eternizar na sua cabeça. Depois disso ela foi para Miami e Orlando, e quando a gente pergunta: E aí, Malu, como foi na Disney? Ela responde: Nova Iorque é um máximo! Tanto que o presente que ela me trouxe foi de lá (apesar da minha insistência em dizer “gaste o dinheiro do meu presente com alguma coisa legal pra você”, ela me trouxe essa linda luva de cozinha, que eu amei :D

eu não queria conhecer Nova Iorque

Aí quase no mesmo período, meu pai e meu irmão também viajam de férias. Um doce para quem adivinhar onde eles passaram uma semana inteira. Pois é, NYC again. E hoje, falando com eles no Skype, dava pra sentir a energia e a alegria deles ao falar dessa cidade. As ruas, os museus, as pessoas, as lojas, as Starbucks, o rio, os livros, as comidas, tudo. Eles estavam encantados com tudo e mais um pouco. E olhe que de viagem eles entendem, já que há pouco tempo atrás eles passaram um mês rodando a Europa, e eu tenho que dizer que eu não lembro de ter ouvido relatos tão empolgados de outra cidade no mundo.

eu não queria conhecer nova iorqueeu não queria conhecer nova iorqueeu não queria conhecer nova iorqueeu não queria conhecer nova iorqueeu não queria conhecer nova iorqueeu não queria conhecer nova iorqueEssas são só algumas fotos da viagem, que eu roubei do Facebook de Fabinho. O que eu vou dizer pode até parecer besteira, mas mesmo que eu já tenha visto dezenas de fotos assim de NYC, quando eu vi as do meu irmão eu pensei: poxa, esse lugar parece tão legal. Sim, é a mesma paisagem. Sim, são os mesmos ângulos. Sim, é a mesma cidade. Mas eu me senti mais interessada só pelo fato das fotos serem de Fabinho. Sou doida? Pode até ser, mas acho que me achavam mais doida quando eu dizia que eu não queria conhecer Nova Iorque :)

Agora eu já considero incluir essa cidade gigante no roteiro que alguma viagem no futuro. Acho que Nova Iorque tem um pouco de São Paulo, ou vice versa. É o tipo de cidade que eu não gosto, mas que é muito legal. É uma cidade onde eu não moraria, mas passaria bem uns dias de férias. É uma cidade que tem tudo pra ser feia, mais é linda, porque é uma cidade internacional. Onde se falam várias línguas, onde se tem acesso a cultura, filmes, livros, museus, espetáculos. Onde, mesmo no meio da selva de pedra, dá pra encontrar um parque e relaxar. Onde se come de tudo, se vê de tudo, se ouve de tudo e se vive de tudo. Então, se é um lugar que tem tudo, deve ter alguma coisa que eu vá gostar :)

E foi então que eu percebi que eu não queria conhecer Nova Iorque porque eu não sabia que podia ser tão interessante.


decoração das minhas paredes


decoração de paredesdecoração de paredesdecoração de paredesdecoração de paredesdecoração de paredesOntem eu fiz um post sobre decoração de paredes lá no Universo Feminino, mas depois eu percebi que eu só falei da minha parede que está esperando a decoração perfeita, e nem citei as coisas lindas que eu tenho nas paredes hoje. São poucas coisas, mas eu gosto delas. Aqui não está tudo. Tenho ainda o quadro de Serginho Altenkirch, o tapete que eu coloquei na parede, porque Chica destruia ele quando era filhote, e algumas fotos.

Para cá eu trouxe o meu casal de negros angolanos, que eu adoro, e que fica ao lado da mesa de jantar. Ainda na sala eu tenho uma espécie de prateleira, onde eu coloquei uma planta chamada jibóia, que cresceu muito dentro do seu jarrinho que é uma leiteira. Tenho outro vaso com mais jibóia, que também está enorme. Ela se deu muito bem aqui dentro de casa, que tem iluminação mas não pega sol direto.

Aí ao lado disso temos umas fotos penduradas no presente que Paolo ganhou de Lu e Rô :) Fica lindo né? Em cima do rack fica o quadro que Carol pintou pra mim e o quadro que Liza pintou de mim e de Chida, dois presentes de aniversário lindíssimos :D Ah, e ainda tem um porta retrato que foi presente de Rafa e Cami com uma foto que eles tiraram de mim e de Paolo numa festa. É o rack dos presentes lindos :D

Ao lado da estante estão os meus buquês de flores secas, e no quarto amarelo (nome dado pelas cores das paredes, claro) eu tenho os porta-retratos pintados e o quadro Anna Terra que Carol pintou e eu me emocionei e tive que comprar. Lindo demais, né? Ele fica em cima da cama, e parece que está embalado num sonho qualquer.

Ah, e o dia que eu fizer o meu projeto para a parede vazia da sala eu posto aqui, acompanhado de um FINALMENTE :P


meus buquês de flores secas


Desde que eu postei aqui, em setembro do ano passado, a casa de um fotógrafo no Brookyn, que eu quero usar esses buquês (ou bouquets?) de flores secas na decoração aqui de casa. Acho que dá um ar super romântico e poético. Então num dia do ano passado eu estava com Carol e Lu, num dos nossos passeios da hora do almoço pelo Recife Antigo, e encontramos um pessoal jogando vários e vários arranjos de flores no lixo de uma casa de festa. Claro que a gente não se conteve e foi lá pedir pra eles darem algumas pra gente, e os moços nos encheram de flores :D

Então dividimos todas em pequenos buquês e fizemos um varal na copa da agência, colocando as flores de cabeça pra baixo. Quem nos ensinou essa técnica foi uma moça lá do Mercado das Flores :) Aí assim elas secam ao invés de murchar, e conservam a maioria das pétalas. Dividimos entre eu e Lucila e as minhas eu coloquei compondo a minha estante rústica de Serginho Altenkirch. Acho que combinou :)

Esse post é especialmente para quem falou que está com saudade das minhas fotos, dos meus projetinhos e que queria ver um pouco da decor da minha casa :D Matei três coelhos com uma caixa d’água só :P



© 2019 - ideias de fim de semana